PARA UMA SUSPENSÃO DO TEMPO ORDINÁRIO - A EXPERIÊNCIA DA FESTA, DO TÉDIO E DO DIVÃ

FOR A SUSPENSION OF ORDINARY TIME - THE EXPERIENCE OF PARTYING, BOREDOM, AND COUCH

RONALDO FILHO MANZI Sobre o autor

RESUMO:

Este ensaio pretende analisar se, em nossos dias, ainda é possível uma suspensão do tempo ordinário. Ou seja, pretende explorar várias dimensões de nossas vidas nas quais o tempo cronológico poderia ou não ser colocado em suspensão; se sim, tal possibilidade nos levaria a experienciar outra forma de temporalidade? Principio a análise desde a perspectiva da experiência nas festas populares - o carnaval, por exemplo, ainda seria um espaço de transgressão (do ordinário ao profano)? Enveredo então por uma reflexão sobre o passatempo e a indústria cultural. E, em um segundo movimento, investigo se poderíamos suspender aquele tempo ordinário em nossa vida privada, como na experiência do tédio. Outras possibilidades visadas são os casos do divã e do amor. Nestes últimos, teríamos realmente uma outra experiência de temporalidade?

Palavras-chave:
suspensão do tempo; festa; tédio; divã; amor

Programa de Pós-graduação em Teoria Psicanalítica do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Instituto de Psicologia UFRJ, Campus Praia Vermelha, Av. Pasteur, 250 - Pavilhão Nilton Campos - Urca, 22290-240 Rio de Janeiro RJ - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistaagoraufrj@gmail.com