A ENUNCIAÇÃO DO ANALISTA COMO (TRADUÇÃO) POÉTICA: UM PERCURSO PELA POESIA CONCRETA PARA ROÇAR LALÍNGUA DA TÉCNICA LACANIANA

THE ENUNCIATION OF THE ANALYST AS A POETIC APPROACH: A JOURNEY THROUGH CONCRETE POETRY TO MEET THE LACANIAN TECHNIQUE

Maura Cristina de Carvalho Eliana Rigotto Lazzarini Sobre os autores

RESUMO:

Propomos compreender a poética (Aristóteles, Benjamim) como um aspecto da técnica de enunciação psicanalítica. Partindo da postulação lacaniana conhecida como lalíngua, encontra-se um paralelo entre esta língua preconizada por Lacan e o uso da linguagem tal qual ele é feito na composição da poesia concretista. Através da análise literária de dois poemas brasileiros desta escola, somados às narrativas dos próprios poetas sobre o processo criativo que os incutiu, perfaz-se um caminho para a compreensão da assertiva lacaniana de que “o inconsciente é um savoir-faire com lalíngua” como uma consideração sobre o aspecto de criação poética imbuído no enunciado do analista.

Palavras-chave:
interpretação psicanalítica; poética; Jacques Lacan

Programa de Pós-graduação em Teoria Psicanalítica do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Instituto de Psicologia UFRJ, Campus Praia Vermelha, Av. Pasteur, 250 - Pavilhão Nilton Campos - Urca, 22290-240 Rio de Janeiro RJ - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistaagoraufrj@gmail.com