Accessibility / Report Error

NOVA RELAÇÃO HOSPEDEIRO-PARASITÓIDE NO BRASIL

NEW HOST-PARASITOID RELATION IN BRAZIL

RESUMO

Este trabalho relata a primeira ocorrência do parasitóide Spalangia nigra Latrielle 1805 (Hymenoptera: Pteromalidae) sobre pupas de Cyrtoneurina pararescita Couri 1995 (Diptera: Muscidae) em fezes bovinas no Brasil. O experimento foi realizado em Itumbiara, GO. As pupas foram obtidas pelo método de flutuação, individualizadas em cápsulas de gelatina e mantidas até a emergência das moscas e/ou parasitóides. A porcentagem de parasitismo foi de 10%.

PALAVRAS-CHAVE
Hymenoptera; Diptera; fezes bovinas; inimigo natural

ABSTRACT

This paper reports the first occurrence of the parasitoid Spalangia nigra Latrielle 1805 (Hymenoptera: Pteromalidae) in pupae of Cyrtoneurina pararescita Couri 1995 (Diptera: Muscidae) in cattle dung in Brazil. The experiment was carried out in Itumbiara, state of GO, Brazil. The pupae were obtained by the flotation method. They were individually placed in gelatin capsules until the emergence of the adult flies or their parasitoids. The percentage of parasitism was 10%.

KEY WORDS
Hymenoptera; Diptera; cattle dung; natural enemy

Os dípteros muscóides das famílias Calliphoridae, Fanniidae, Muscidae e Sarcophagidae são potenciais vetores de vírus, bactérias, cistos de protozoários e ovos de helmintos (MARICONI et al., 1999MARICONI, F.A.M.; GUIMARÃES, J.H.; FILHO, E.B. A mosca domés- tica. Piracicaba: FEALQ, 1999.). Esses dípteros são de grande interesse médico-sanitário e sua ocorrência, distribuição e predominância nas áreas metropolitanas são fatores de grande importância em saúde pública. Na zona rural, podem acarretar diminuição da produção de ovos, doenças nos animais, além de causar incômodo à população vizinha às criações (BERTI FILHO et al., 1996BERTI FILHO, E.; THOMAZINI, M.J.; COSTA, V.A. Artrópodes benéficos associados ao esterco de galinhas poedeiras no Brasil. Revista de Agricultura, Piracicaba, v.71, p.273-286, 1996.).

Devido à proximidade destes insetos com o homem e animais, o controle químico torna-se uma ameaça à saúde e a busca de alternativas é constante (CARVALHO et al., 2003CARVALHO, A.R.; MELLO, R.P.; D´ALMEIDA, J.M. Uma revisão sobre himenópteros parasitóides de moscas sinantrópicas, seus principais hospedeiros e habitats no Brasil. Entomología y Vectores, v.10, n.2, p.237-253, 2003.).

Os parasitóides são agentes responsáveis pela redução de populações de moscas que proliferam em esterco bovino. A avaliação dessas espécies no controle natural de populações de moscas é importante para a condução de estudos que visem posterior seleção para serem utilizadas em programas de controle biológico (SCATOLINI & PENTEADO-DIAS, 1997SCATOLINI, D.; DIAS, A.M.P. A fauna de Braconidae (Hymenoptera) como bioindicadora do grau de preservação de duas localidades do Estado do Paraná. Revista Brasileira de Ecologia, v.1, n.1, p.84-87, 1997.; MALAVASI & ZUCCHI, 2000MALAVASI , A.; ZUCCHI, R.A. Moscas das frutas de importância econômica no Brasil. Ribeirão Preto: Holos Editora, 2000. 327p; DÍAZ et al., 2000DÍAZ, N.B.; GALLARDO, F.E.; MARCHIORI, C.H. Cynipoidea parasitoids of dung-flies in Brazil. II (Insecta: Hymenoptera). Anais da Sociedade Entomológica do Brasil, v.29, p.469-474, 2000.; BRUNO et al., 2004; CARVALHO et al., 2004CARVALHO, A.R.; D’ALMEIDA, J.M.; MELLO, R.P. Mortalidade de larvas e pupas de Chrysomya megacephala (Fabricius) (Diptera: Calliphoridae) e seu parasitismo por microhimenópteros na cidade do Rio de Janeiro. Neotropical Entomology, v.33, p.505-509, 2004.).

Os Pteromalidae são uma das maiores famílias de Chalcidoidea, com aproximadamente 3.100 espécies. Eles podem ser solitários e gregários, ectoparasitóides ou endoparasitóides, parasitóides primários ou secundários e até predadores. A maioria se desenvolve como ectoparasitóides solitários ou gregários em larvas ou pupas de Diptera, Coleoptera, Hymenoptera, Lepidoptera e Siphonaptera (HANSON & GAULD, 1995HANSON, P.E.; GAULD, I.D. The Hymenoptera of Costa Rica. Oxford: Oxford University Press, 1995. 893p.). O gênero Spalangia apresenta parasitóides pupais associados a moscas das famílias Muscidae (Brontaea e Musca) Calliphoridae (Lucilia), Sarcophagidae (Ravinia e Sarcophagula) e Sepsidae (Palaeosepsis) que se desenvolvem em fezes e em carcaças de animais (GRISSEL & SCHAUFF, 1990GRISSELL, E.E.; SCHAUFF, M.E. A handbook of the families of Neartic Chalcidoidea (Hymenoptera). Washington: Entomological Society Washington, 1990. v.2, 86p.; MARCHIORI & LINHARES, 1999MARCHIORI, C.H.; L INHARES, A.X. Dípterosmuscóidesassociados a fezes frescas de gado bovino e seus parasitóides. Brazilian Journal of Ecology, v.3, p.26-31, 1999.; MARCHIORI et al., 2001MARCHIORI, C.H.; OLIVEIRA, A.T.; LINHARES, A.X. Artrópodes associados a massas fecais bovinas no Sul do Estado de Goiás. Neotropical Entomology, v.30, p.10-24, 2001.; MARCHIORI et al., 2002MARCHIORI, C.H.; CALDAS, E.R.; DIAS, K.G.S. Parasitóides de Diptera em fezes bovinas em vários tempos de exposição em Itumbiara, Goiás, Brasil. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, v.69, n.2, p.37-42, 2002.; MARCHIORI et al., 2003MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M; BORGES, M.P.; MORAES, P.C.; ARANTES, S.B. Parasitóides de Musca domestica L. (Diptera: Muscidae) de Itumbiara, Goiás. Revista de Patologia Tropical, v.32, p.263-266, 2003.: MARCHIORI & SILVA FILHO, 2005MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M. Microhimenópterosdo gênero Spalangia (Hymenoptera: Pteromalidae: Spalanginae) coletados em vários substratos no Sul do Estado de Goiás, Brasil. Biotemas, v.18, n.2, p.219-225, 2005.).

O objetivo desta nota é relatar a primeira ocorrência do parasitóide Spalangia nigra Latrielle 1805 (Hymenoptera: Pteromalidae) parasitando pupas de Cyrtoneurina pararescita Couri 1995 (Diptera: Muscidae) no Brasil.

As fezes bovinas foram coletadas na fazenda da Faculdade de Agronomia de Itumbiara, GO, de junho a julho de 2002. Dezesseis placas fecais frescas foram colhidas imediatamente após sua emissão nas pastagens, colocadas em bandejas e deixadas no campo por quinze dias, depois do que foram transportadas até ao laboratório. As pupas foram separadas do substrato por flutuação em baldes com água, retiradas com auxílio de uma peneira, contadas e acondicionadas individualmente em cápsulas de gelatina (número 00) até a emergência dos dípteros e/ou dos seus parasitóides.

Coletaram-se 40 pupas das quais emergiram 36 adultos de C. pararescita e quatro parasitóides da espécie S. nigra. A porcentagem de parasitismo foi de 10%.

Spalangia nigra é descrita como espécie originalmente da região Holártica com ampla distribuição na América do Norte (BOUCEK, 1963BOUCEK, Z.A Taxonomic study in Spalangia Latr. (Hymenoptera: Chalcidoidea). Acta Entomologica Mussi Nationalis Pragae, v.35, p.429-512, 1963.; LEGNER et al., 1976LEGNER, E.E.; MOORE, I.; OLTON, G.S. Tabular keys and biological notes to commom parasitoids of synanthropic Diptera breeding in accumulated animal wastes. Entomological News, v.87, p.113-144, 1976.; GAULD & BOLTON, 1988GAULD, I.D.; BOLTON, B. The Hymenoptera. Oxford: Oxford University Press, 1988. 331p.; HANSON & GAULD, 1995HANSON, P.E.; GAULD, I.D. The Hymenoptera of Costa Rica. Oxford: Oxford University Press, 1995. 893p.). No Texas (EUA) foi obtida de pupas de Haematobia serrata (Robineau-Desvoidy, 1830) (Diptera: Muscidae) (PECK, 1974PECK, O. Chalcidoid (Hymenoptera) Parasites of horn fly, Haematobia irritans (Diptera: Muscidae), in Alberta and elsewhere in Canada. Canadian Entomological, v.106, p.6-8, 1974.) e, na Hungria, de pupas de Musca domestica L. (Diptera: Muscidae) (HOGSETTE et al., 1994HOGSETTE, J.A; FARKAS, R.; COLER, R.R. Himenopteranpupal parasites recovered from house fly and stable fly (Diptera: Muscidae) pupae collected on livestock and poultry facilities in Northern and Central Hungary. Environmental Entomology, v.23, n.3, p.778-781, 1994.). Spalangia nigra foi o parasitóide predominante de Stomoxys calcitrans (L.) (Diptera: Muscidae) em fezes bovinas no Estado Missouri (EUA) com 84,0% de parasitismo (SMITH et al., 1987SMITH, J.P.; H ALL, R.D.; THOMAS, G.D. Field parasitism of the stable fly (Diptera: Muscidae). Annals the of Entomological Society of America, v.80, p.391-397, 1987.).

No Brasil, existem registros de parasitismo de S. nigra por Fannia pusio (Wiedemann, 1830) (Diptera: Fanniidae), Brontaea quadristigma (Thomson, 1869) (Diptera: Muscidae) e Ravinia belforti (Prado & Fonseca, 1832) (Diptera: Sarcophagidae) (MARCHIORI & SILVA FILHO, 2005MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M. Microhimenópterosdo gênero Spalangia (Hymenoptera: Pteromalidae: Spalanginae) coletados em vários substratos no Sul do Estado de Goiás, Brasil. Biotemas, v.18, n.2, p.219-225, 2005.; MARCHIORI et al., 2005MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M; BORGES, M.P.; MELO, M.F. Parasitóides da família Pteromalidae (Hymenoptera: Pteromalidae) coletados em fezes de gado bovino em uma propriedade rural do município de Panamá, Goiás. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.57, p.270-272, 2005.)

Para o Brasil, existem registros de parasitismo de C. pararescita por Spalangia cameroni Perkins (Hymenoptera: Pteromalidae), Spalangia endius Walker (Hymenoptera: Pteromalidae) e Spalangia nigroaenea Curtis (Hymenoptera: Pteromalidae) (MARCHIORI et al., 2000MARCHIORI, C.H.; OLIVEIRA, A.T.; LINHARES, A.X. Espécies de Spalangia (Hymenoptera: Pteromalidae: Spalanginae) em fezes bovinas como parasitóide pupais de dípteros muscóides em Goiás. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.52, p.357-369, 2000.; MARCHIORI et al., 2005MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M. Microhimenópterosdo gênero Spalangia (Hymenoptera: Pteromalidae: Spalanginae) coletados em vários substratos no Sul do Estado de Goiás, Brasil. Biotemas, v.18, n.2, p.219-225, 2005.).

Este é o primeiro relato de S. nigra como inimigo natural de C. pararescita em fezes bovinas.

REFERÊNCIAS

  • BERTI FILHO, E.; THOMAZINI, M.J.; COSTA, V.A. Artrópodes benéficos associados ao esterco de galinhas poedeiras no Brasil. Revista de Agricultura, Piracicaba, v.71, p.273-286, 1996.
  • BOUCEK, Z.A Taxonomic study in Spalangia Latr. (Hymenoptera: Chalcidoidea). Acta Entomologica Mussi Nationalis Pragae, v.35, p.429-512, 1963.
  • CARVALHO, A.R.; MELLO, R.P.; D´ALMEIDA, J.M. Uma revisão sobre himenópteros parasitóides de moscas sinantrópicas, seus principais hospedeiros e habitats no Brasil. Entomología y Vectores, v.10, n.2, p.237-253, 2003.
  • CARVALHO, A.R.; D’ALMEIDA, J.M.; MELLO, R.P. Mortalidade de larvas e pupas de Chrysomya megacephala (Fabricius) (Diptera: Calliphoridae) e seu parasitismo por microhimenópteros na cidade do Rio de Janeiro. Neotropical Entomology, v.33, p.505-509, 2004.
  • COSTA, V.A.; BERTI FILHO, E.; SILVEIRA NETO, S. Parasitóides (Hymenoptera: Chalcidoidea) de moscas sinantrópicas (Diptera: Muscidae) em aviários de Echaporã, SP. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, v.71, n.2, p.203-209, 2004. Disponível em: <http://www.biologico.sp.gov.br/arquivos/V71_2/osta.pdf>. Acesso em: 2 jan. 2006.
    » http://www.biologico.sp.gov.br/arquivos/V71_2/osta.pdf
  • DÍAZ, N.B.; GALLARDO, F.E.; MARCHIORI, C.H. Cynipoidea parasitoids of dung-flies in Brazil. II (Insecta: Hymenoptera). Anais da Sociedade Entomológica do Brasil, v.29, p.469-474, 2000.
  • GAULD, I.D.; BOLTON, B. The Hymenoptera Oxford: Oxford University Press, 1988. 331p.
  • GRISSELL, E.E.; SCHAUFF, M.E. A handbook of the families of Neartic Chalcidoidea (Hymenoptera). Washington: Entomological Society Washington, 1990. v.2, 86p.
  • HANSON, P.E.; GAULD, I.D. The Hymenoptera of Costa Rica Oxford: Oxford University Press, 1995. 893p.
  • HOGSETTE, J.A; FARKAS, R.; COLER, R.R. Himenopteranpupal parasites recovered from house fly and stable fly (Diptera: Muscidae) pupae collected on livestock and poultry facilities in Northern and Central Hungary. Environmental Entomology, v.23, n.3, p.778-781, 1994.
  • LEGNER, E.E.; MOORE, I.; OLTON, G.S. Tabular keys and biological notes to commom parasitoids of synanthropic Diptera breeding in accumulated animal wastes. Entomological News, v.87, p.113-144, 1976.
  • MALAVASI , A.; ZUCCHI, R.A. Moscas das frutas de importância econômica no Brasil Ribeirão Preto: Holos Editora, 2000. 327p
  • MARCHIORI, C.H.; L INHARES, A.X. Dípterosmuscóidesassociados a fezes frescas de gado bovino e seus parasitóides. Brazilian Journal of Ecology, v.3, p.26-31, 1999.
  • MARCHIORI, C.H.; OLIVEIRA, A.T.; LINHARES, A.X. Espécies de Spalangia (Hymenoptera: Pteromalidae: Spalanginae) em fezes bovinas como parasitóide pupais de dípteros muscóides em Goiás. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.52, p.357-369, 2000.
  • MARCHIORI, C.H.; OLIVEIRA, A.T.; LINHARES, A.X. Artrópodes associados a massas fecais bovinas no Sul do Estado de Goiás. Neotropical Entomology, v.30, p.10-24, 2001.
  • MARCHIORI, C.H.; CALDAS, E.R.; DIAS, K.G.S. Parasitóides de Diptera em fezes bovinas em vários tempos de exposição em Itumbiara, Goiás, Brasil. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, v.69, n.2, p.37-42, 2002.
  • MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M; BORGES, M.P.; MORAES, P.C.; ARANTES, S.B. Parasitóides de Musca domestica L. (Diptera: Muscidae) de Itumbiara, Goiás. Revista de Patologia Tropical, v.32, p.263-266, 2003.
  • MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M. Microhimenópterosdo gênero Spalangia (Hymenoptera: Pteromalidae: Spalanginae) coletados em vários substratos no Sul do Estado de Goiás, Brasil. Biotemas, v.18, n.2, p.219-225, 2005.
  • MARCHIORI, C.H.; SILVA FILHO, O.M; BORGES, M.P.; MELO, M.F. Parasitóides da família Pteromalidae (Hymenoptera: Pteromalidae) coletados em fezes de gado bovino em uma propriedade rural do município de Panamá, Goiás. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.57, p.270-272, 2005.
  • MARICONI, F.A.M.; GUIMARÃES, J.H.; FILHO, E.B. A mosca domés- tica Piracicaba: FEALQ, 1999.
  • PECK, O. Chalcidoid (Hymenoptera) Parasites of horn fly, Haematobia irritans (Diptera: Muscidae), in Alberta and elsewhere in Canada. Canadian Entomological, v.106, p.6-8, 1974.
  • SCATOLINI, D.; DIAS, A.M.P. A fauna de Braconidae (Hymenoptera) como bioindicadora do grau de preservação de duas localidades do Estado do Paraná. Revista Brasileira de Ecologia, v.1, n.1, p.84-87, 1997.
  • SMITH, J.P.; H ALL, R.D.; THOMAS, G.D. Field parasitism of the stable fly (Diptera: Muscidae). Annals the of Entomological Society of America, v.80, p.391-397, 1987.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    25 Fev 2022
  • Data do Fascículo
    Oct-Dec 2006

Histórico

  • Recebido
    03 Jul 2006
  • Aceito
    20 Set 2006
Instituto Biológico Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana - São Paulo - SP, 04014-002 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@biologico.sp.gov.br