Accessibility / Report Error

PERFIL DE SENSIBILIDADE ANTIMICROBIANA IN VITRO DE STAPHYLOCOCCUS COAGULASE POSITIVOS ISOLADOS DE LEITE DE VACAS COM MASTITE NO AGRESTE DO ESTADO DE PERNAMBUCO* * Apoio financeiro: Banco do Nordeste do Brasil.

PROFILE OF IN VITRO ANTIMICROBIAL SUSCEPTIBILITY OF COAGULASE-POSITIVE STAPHYLOCOCCUS ISOLATED FROM COWS’ MILK WITH MASTITIS IN THE RURAL AREA OF THE STATE OF PERNAMBUCO

RESUMO

A mastite, inflamação da glândula mamária, é uma das principais doenças da bovinocultura de leite tendo como principal agente infeccioso bactérias do gênero Staphylococcus spp. que comumente apresentam resistência aos antibióticos utilizados no tratamento da mastite. Desta forma, objetivouse com este estudo traçar o perfil de sensibilidade antimicrobiana de 59 cepas de estafilococos coagulase positivo, isolados de amostras de leite de vaca com mastite. Os testes de sensibilidade antimicrobiana foram realizados através da técnica de difusão com discos para 13 antibióticos, verificando-se que os mais eficazes foram a vancomicina com 100% de sensibilidade e a norfloxacina com 96%. O menos eficaz foi a penicilina com 20% de sensibilidade. Em alguns municípios estudados as cepas de estafilococos apresentaram resistência múltipla para 6 a 9 antibióticos simultaneamente. Conclui-se que a análise da sensibilidade antimicrobiana in vitro deve ser considerada pelos proprietários antes da tomada de decisões para a escolha do tratamento adequado para reduzir perdas na produção de leite e em programas de controle da doença em questão.

PALAVRAS-CHAVE
Staphylococcus spp.; sensibilidade antimicrobiana; mastite; bovinos

Instituto Biológico Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana - São Paulo - SP, 04014-002 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@biologico.sp.gov.br