Aspectos biológicos de Aphis gossypii Glöver, 1877 (Hemiptera: Aphididae) em cultivares de algodoeiro com fibra colorida

Este trabalho teve por objetivos estudar aspectos biológicos de Aphis gossypii em cultivares de algodoeiro de fibra colorida, construir tabelas de vida e avaliar a influência da densidade de tricomas e glândulas de gossipol das folhas das plantas na biologia do pulgão. Os ensaios foram conduzidos em câmara climatizada regulada a 25 ± 2°C, UR de 70 ± 10% e fotofase de 12 horas, utilizando-se as seguintes cultivares: BRS Rubi, BRS Safira e BRS Verde. Ninfas recém-nascidas foram isoladas individualmente em placas de Petri contendo discos foliares de algodoeiro das cultivares sobre uma lâmina de ágar-água (1%) de aproximadamente 5 mm. A avaliação da densidade de tricomas e de glândulas de gossipol das folhas das plantas foi realizada sob microscópio estereoscópico, delimitando-se uma área de 1 cm² e, em seguida, realizando-se a contagem e identificação dos mesmos nessa superfície. Os substratos alimentares avaliados influenciaram a fase ninfal de A. gossypii, sendo que a BRS Verde proporcionou menor tempo de duração e a BRS Safira, o maior período desta fase. A cultivar BRS Verde com a menor densidade de tricomas proporcionou elevada produção de ninfas e a maior taxa líquida de reprodução (R0). Diante dos resultados, conclui-se que as cultivares de algodoeiro colorido influenciam o tempo de duração da fase ninfal e adulta do pulgão A. gossypii. A cultivar com elevada densidade de tricomas nas folhas (BRS Safira) afeta adversamente os padrões de fecundidade de A. gossypii.

pulgão do algodoeiro; fibra colorida; biologia; tricomas; gossipol


Instituto Biológico Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana - São Paulo - SP, 04014-002 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@biologico.sp.gov.br