Pesquisa de enterobactérias em patos domésticos (Cairina moschata) de propriedades localizadas em quatro municípios do Ceará, Brasil

Survey of Enterobacteriaceae in domestic ducks (Cairina moschata) from properties located in four cities of the state of Ceará, Brazil

Emanuella Evangelista da Silva Elisângela de Souza Lopes Régis Siqueira de Castro Teixeira Átilla Holanda de Albuquerque Roberta Cristina da Rocha e Silva Valdez Juval Rocha Gomes Filho Ruben Horn Vasconcelos William Cardoso Maciel Sobre os autores

O objetivo deste trabalho foi isolar e identificar as enterobactérias presentes em patos domésticos (Cairina moschata) de propriedades localizadas em quatro municípios no estado do Ceará. Para isso, 47 esfregaços cloacais foram realizados, e 65 amostras de fezes de patos criados em propriedades localizadas nos municípios de Fortaleza, Boa Água, Eusébio e Cascavel foram coletadas. As amostras foram submetidas ao processamento microbiológico. No pré-enriquecimento, todas as amostras de fezes e dos esfregaços cloacais coletados foram alocadas em água peptonada tamponada 0,1%. Para o enriquecimento seletivo, alíquotas da água peptonada com as amostras foram transferidas para tubos contendo Rappaport-Vassilliadis e Selenito-Cistina. Placas de Verde-Brilhante e MacConkey foram semeadas com o conteúdo dos tubos do enriquecimento. Colônias suspeitas escolhidas com base em características morfológicas foram semeadas em provas bioquímicas (TSI: Tríplice Açúcar Ferro; LIA: Ágar Lisina Ferro; e SIM: Sulfeto, Indol, Motilidade). As bactérias foram identificadas com base nas características bioquímicas. Foi detectado, a partir do exame microbiológico, que as enterobactérias mais prevalentes isoladas das amostras de esfregaços cloacais e de fezes foram Citrobactersp., Proteus sp. e Enterobacter sp. Em menor frequência ocorreram Klebsiella sp., Hafnia sp., Escherichia coli, Shigella sp., Edwardsiella sp., Providencia sp. e Serratia sp. De acordo com a metodologia utilizada, concluiu-se que a microbiota intestinal dos patos avaliados não apresentava Salmonella sp., gênero bacteriano comumente associado a esta espécie de ave; entretanto, observou-se que a fauna microbiana era constituída pelas principais enterobactérias comuns a outras espécies de aves, sendo algumas potencialmente patogênicas aos animais e aos seres humanos.

Salmonella ; Escherichia coli ; aves


Instituto Biológico Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana - São Paulo - SP, 04014-002 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@biologico.sp.gov.br