Accessibility / Report Error

Diagnóstico de Proteus spp. em aves exóticas criadas em cativeiro no Rio Grande do Norte

O objetivo deste trabalho é relatar a ocorrência de enfermidades bacterianas em duas aves exóticas criadas em cativeiro no Rio Grande do Norte, com enfoque nos achados clínicos e microbiológicos. Realizou-se o exame clínico nas aves para a coleta de dados e caracterização do quadro clínico-patológico, sendo diagnosticada na ave [A1] infecção no trato respiratório superior, e na ave [A2] pododermatite profunda. O material biológico das secreções foi colhido com o auxílio de swabs estéreis para a determinação do agente etiológico através de cultura bacteriana em ágar sangue e ágar MacConkey. Realizou-se também o teste de susceptibilidade a antimicrobianos. A cultura bacteriológica das aves [A1] e [A2] resultou em crescimento de Proteus sp. e Proteus vulgares, respectivamente. O antibiograma da ave [A1] demonstrou resistência aos antibióticos: ampicilina, amoxicilina/ácido clavulâmico, aztreonam, cefepime, ceftazidima, ciprofloxacina, tetraciclina, sulfametoxazol/trimetroprim e gentamicina. Na ave [A2] a cepa isolada apresentou resistência a ampicilina, amoxicilina/ácido clavulâmico, aztreonam, cefoxitina, cloranfenicol, tetraciclina, sulfametoxazol/trimetroprim e gentamicina. Proteus spp. pode ser considerado um patógeno multirresistente, causador de lesões graves e doenças em aves selvagens criadas em cativeiro.

Enfermidades bacterianas; aves exóticas; antibiograma


Instituto Biológico Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana - São Paulo - SP, 04014-002 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@biologico.sp.gov.br