Accessibility / Report Error

Resposta humoral de bovinos vacinados contra as toxinas botulínicas tipos C e D em diferentes faixas etárias

Humoral response of vaccinated cattle against toxins of Clostridium botulinum types c and d at different ages

Resumos

Foi verificada pelo teste de ELISA indireto a resposta humoral contra os toxoides botulínicos C e D em bovinos de diferentes idades. O estudo envolveu 90 animais, que foram divididos em três grupos (n = 30), de acordo com a sua faixa etária; inferior a 2 anos de idade (G1), entre 2 e 5 anos (G2) e superior a 5 anos (G3). Os grupos experimentais foram vacinados com duas doses de vacina antibotulínica bivalente (C e D) comercial, nos dias 0 e 42 após a primo-vacinação (booster). Na avaliação, quando realizada 30 dias após o booster, os animais do G3 apresentaram maior produção de anticorpos (p < 0,05) em relação aos demais grupos. Entre o G1 e G2 não houve diferença significativa na resposta humoral contra a toxina C, no entanto, contra a toxina D, os animais do G1 apresentaram maior produção de anticorpos. Todos os grupos produziram uma resposta significativa de anticorpos contra as toxinas botulínicas após a 2ª dose da vacina bivalente comercial, principalmente contra o tipo D.

Anticorpos; botulismo; Clostridium botulinum C e D; vacinação


Cattle humoral response against type C and D botulinum toxoids (indirect ELISA) was verified in animals of different ages. The animals (n = 90) were divided in three groups (n = 30): group one (G1): less than two years old; group two (G2): from 2 to 5 years old; group three (G3): more than 5 years old. The groups were vaccinated with two doses [0 and 42 days after primary vaccination (booster)] of bivalent (C and D) antibotulinum vaccine. Group three had higher antibody production (p < 0.05) compared to the other groups, 30 days after the booster. There was no difference (G1 and G2; p > 0.05) in the humoral response against C toxin, however, against D toxin, group one had higher antibody production. It was possible to conclude that after two doses of the commercial bivalent vaccine all groups produced a significant antibody response against botulinum toxins, especially against D type.

Antibodies; botulism; Clostridium botulinum C and D; vaccination


  • BARROS, C.S.L.; DRIEMEIER, D.; DUTRA, I.S.; LEMOS, R.A.A. Botulismo. In: _________________ (Ed.). Doenças do sistema nervoso de bovinos no Brasil São Paulo: Vallée, 2006. Cap.10, p.57-62.
  • CURCI, V.C.M. Resposta humoral de bovinos para os toxóides botulínicos C e D. 2008. 36f. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária Preventiva) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária) - Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP, 2008.
  • DUTRA, I.S. Epidemiologia, quadro clínico e diagnóstico pela soroneutralização em camundongo do botulismo em bovinos no Brasil, 1989-2001 2001. 133f. Tese (Livre Docência) - Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Araçatuba, SP, 2001.
  • DUTRA, I.S.; DÖBEREINER, J. Fatos e teorias sobre a "doença da vaca caída": botulismo. A Hora Veterinária, v.84, p.7-10, 1995.
  • DUTRA, I.S.; DOBEREINER, J. Eficácia da Vaxall – vacina botulínica bivalente – na prevenção do botulismo em bovinos. A Hora Veterinária, v.93, p.22-26, 1996.
  • DUTRA, I.S.; DOBERAINER, J.; ROSA, I.V.; SOUZA, L.A.A.; NONATO, M. Surtos de botulismo em bovinos no Brasil associados à ingestão de água contaminada. Pesquisa Veterinária Brasileira, v.21, n.2, p.43-48, 2001.
  • FONSECA, F.S. Comparação da resposta humoral de bovinos e cobaios vacinados com toxóides botulínicos bivalentes C e D. 2001 55f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária Preventiva) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP, 2001.
  • GREGORY, A.R. Use of enzyme-linked immunoassays for antibody to types C and D botulinum toxins for investigations of botulism in cattle. Australian Veterinary Journal, v.73, n.2, p.55-61, 1996.
  • KRIEK, N.P.J.; ODENDAAL, M.W. Botulism. In: COETZER J.A.W.;THOMSON, G.R.; TUSTIN , R.C. (Ed.). Infectious diseases of livestock with special reference to Southern Africa. 2.ed. Cape Town: Oxford University Press, 1994. 1605p.
  • LOBATO, F.C.F.; ALMEIDA, A.C.; ABREU, V.L.V., SILVA, N.; NASCIMENTO, R.A.; MARTINS, N.E. Anticorpos neutralizantes em bovinos vacinados com toxóides botulínicos monovalentes e bivalentes tipos C e D. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, v.21, n.1, p.25-27, 1999.
  • QUEIROZ, R.A. Desenvolvimento de teste de imunoadsorção enzimática para detecção de anticorpos contra as toxinas C e D de Clostridium botulinum em bovinos 2001. 51f. Dissertação (Mestrado Interinstitucional em Biologia Parasitária) - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS, 2001.
  • RIBAS, A.I.; FERREIRA, R.M.M; MASSER, R.C.; CIANI, R.B.; DUTRA, I.S. Detecção de esporos de Clostridium botulinum em costelas de cadáveres decompostos de bovinos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA, 23., 1994, Olinda, PE. Anais. Olinda: Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária, 1994. p.142.
  • SAS INSTITUTE. SAS On-lineDoc..Version 8. Cary, NC, 2001.
  • SOUZA, A.M.; MARQUES, D.F.; DOBEREINER, J.; DUTRA, I.S. Esporos e toxinas de Clostridium botulinum dos tipos C e D em cacimbas no Vale do Araguaia, Goiás. Pesquisa Veterinária Brasileira, v.26, n.3, p.133-138, 2006.
  • STEINMAN, A.; CHAFFER M.; ELAD, D.; SHPIGEL, N. Quantitative analysis of levels of serum immunoglobulin G against Botulinum neurotoxin type D and association with protection in natural outbreaks of cattle botulism. Clinical and Vaccine Immunology, v.13, n.8, p.862-868, 2006.
  • TOKARNIA, C.H.; LANGENEGGER, J.; LANGENEGGER, C.H.; CARVALHO, E.V. Botulismo em bovinos no Estado do Piauí, Brasil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.5, p.465-472, 1970.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    04 Jun 2013
  • Data do Fascículo
    Mar 2013

Histórico

  • Recebido
    29 Set 2011
  • Aceito
    14 Fev 2013
Instituto Biológico Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana - São Paulo - SP, 04014-002 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@biologico.sp.gov.br