Atratividade de diodos emissores de luz (LEDs) de diferentes comprimentos de onda aos adultos da bicheira-da-raiz

Eduardo Rodrigues Hickel Gustavo Carlos Knabben Débora Dal Zotto Maicon William Machado Carvalho Bruno Bertoldi Yales Rômulo Novaes Sobre os autores

RESUMO:

Uma das pragas-chave do arroz irrigado é a bicheira-da-raiz, denominação comum atribuída às larvas do gorgulho aquático Oryzophagus oryzae (Costa Lima) (Coleoptera: Curculionidae). A utilização de armadilhas luminosas poderia ser uma alternativa viável no manejo integrado, pois esse gorgulho apresenta elevado fototropismo positivo. Assim, objetivou-se determinar a atratividade de diodos emissores de luz (LEDs) de diferentes comprimentos de onda ao O. oryzae e definir o seu melhor arranjo para compor a lâmpada de armadilhas luminosas fotovoltaicas. LEDs de diferentes comprimentos de onda foram testados em sala escura, em uma arena hexagonal com saídas para as fontes de luz. Grupos de 200 indivíduos foram liberados no centro da arena e capturados em sacos plásticos nas saídas ao fim do tempo de exposição. Os LEDs da faixa do espectro luminoso de ondas curtas (365 e 460 nm) e LEDs brancos, bem como as misturas de luzes de LEDs 365 com 460 nm ou branco, foram atrativos ao O. oryzae. Entre os LEDs com espectro ultravioleta, os mais atrativos foram aqueles acima de 380 nm, devendo estes compor, prioritariamente, lâmpadas de LED para uso nas armadilhas luminosas fotovoltaicas.

PALAVRAS-CHAVE:
Coleoptera; Curculionidae; armadilha luminosa; semicondutores; Oryza sativa

Instituto Biológico Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - Vila Mariana - São Paulo - SP, 04014-002 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@biologico.sp.gov.br