Achados vestibulares em pacientes portadores de fibromialgia

Vestibular findings in fibromyalgia patients

INTRODUÇÃO: A fibromialgia (FM) é uma síndrome musculoesquelética não inflamatória, de caráter crônico, de etiologia desconhecida, caracterizada por dor difusa, aumento da sensibilidade na palpação e por sintomas como fadiga, insônia, ansiedade, depressão, intolerância ao frio e queixas otológicas. OBJETIVO: Avaliar o comportamento vestibular em pacientes portadores de fibromialgia. MÉTODO: Foi realizado um estudo retrospectivo de corte transversal. Avaliaram-se 25 pacientes na faixa etária entre 26 e 65 anos (média de idade - 52,2 anos e desvio padrão - 10,3 anos), submetidos aos seguintes procedimentos: anamnese, avaliação otorrinolaringológica e vestibular por meio da vectoeletronistagmografia. RESULTADOS: a) Os sintomas otoneurológicos mais evidenciados foram: dificuldade ou dor ao movimento do pescoço e dor irradiada para ombro ou braço (92,0%) em cada, tontura (84,0%) e cefaleia (76,0%). Os sintomas clínicos diversos mais relatados foram: depressão (80,0%), ansiedade (76,0%) e insônia (72,0%); b) O exame vestibular esteve alterado em 12 pacientes (48,0%) sendo localizado na prova calórica; c) Houve prevalência de alteração no sistema vestibular periférico e, d) Houve predomínio das disfunções vestibulares periféricas deficitárias. CONCLUSÃO: Este estudo permitiu verificar a importância do exame labiríntico o que ressalta que esse tipo de população deveria ser melhor estudada, uma vez que diversas doenças reumatológicas pelas suas manifestações e áreas de comprometimento podem gerar alterações vestibulares importantes.

fibromialgia; tontura; t estes de função vestibular; eletronistagmografia


Fundação Otorrinolaringologia Rua Teodoro Sampaio, 483, 05405-000 São Paulo - SP - Brasil, Tel.(55 11) 3068-9855, Fax: (55 11) 3079-6769 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@forl.org.br