Estudo comparativo entre achados radiológicos e cirúrgicos na otite média crônica

Comparative study between radiological and surgical findings of chronic otitis media

Anelise Abrahao Salge Prata Marcos Luiz Antunes Carlos Eduardo Cesario de Abreu Ricardo Frazatto Bruno Thieme Lima Sobre os autores

INTRODUÇÃO: A otite média crônica (OMC) é uma doença prevalente, e trata-se da causa mais frequente de indicação de mastoidectomia. Muitos estudos têm avaliado a utilização da tomografia (TC) de ossos temporais na avaliação pré-operatória da OMC e sua indicação no pré-operatório ainda permanece controversa nos dias atuais. OBJETIVO: Avaliar a sensibilidade dos achados clínicos e radiológicos de OMC de acordo com os resultados cirúrgicos intra-operatórios e achados histopatológicos. MÉTODO: Estudo retrospectivo transversal através de coleta de dados de prontuários de pacientes com OMC submetidos a mastoidectomia no período de 2007 a 2008 em nosso serviço. RESULTADOS: Em um total de 82 orelhas, 40,24% apresentavam colesteatoma. A TC apresentou 72,73% de sensibilidade na identificação do colesteatoma, 56,67% na identificação de alterações da cadeia ossicular e 100% na de erosão do canal semicircular lateral. CONCLUSÃO: Os achados clínicos e radiológicos mostraram boa sensibilidade com os achados intra-operatórios com relação à presença de colesteatoma, grandes alterações da cadeia ossicular e erosão do canal semicircular lateral. Já para alterações menores da cadeia ossicular, do canal do nervo facial e do tegmem timpânico apresentaram baixa sensibilidade.

tomografia; osso temporal; otite média supurativa; colesteatoma


Fundação Otorrinolaringologia Rua Teodoro Sampaio, 483, 05405-000 São Paulo - SP - Brasil, Tel.(55 11) 3068-9855, Fax: (55 11) 3079-6769 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: arquivos@forl.org.br