Sort publications by
Acta Limnologica Brasiliensia, Volume: 34, Published: 2022
  • Biological aspects of Hypostomus affinis (Siluriformes: Loricariidae) in Brazilian coastal rivers Original Article

    Freitas, Tiago Magalhães da Silva; Salvador, Gilberto Nepomuceno

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Determinar a relação peso-comprimento (LWR), período de reprodução e variação do fator de condição (K) de Hypostomus affinis em duas drenagens costeiras do sudeste do Brasil, avaliando a influência da precipitação sobre esses aspectos biológicos. Métodos Os peixes foram amostrados trimestralmente entre abril de 2008 e abril de 2010 em afluentes da bacia do Rio Doce (DRB) e do Rio Paraíba do Sul (PSRB). Os espécimes foram capturados com redes de emalhar. Os parâmetros de LWR foram avaliados por localização e sexo, através de um teste t. Usamos a frequência de espécimes maduros (FM) para avaliar o período de reprodução da espécie. Ambos os valores de FM e K foram avaliados por uma equação sinusoidal. Resultados Um total de 492 espécimes foi capturado, sendo 128 foram provenientes da DRB e 364 da PSRB. Em ambas as áreas, os espécimes apresentaram crescimento alométrico negativo. Coletamos espécimes maduros ao longo do período estudado em ambas as drenagens, sendo a maior frequência observada no início do período chuvoso. Encontramos uma correlação positiva entre FM e a variação local da precipitação. O fator de condição (K) foi menor na DRB e não apresentou tendência temporal. Por outro lado, foi observada uma variação de K para o indivíduo do PSRB, com um pico no período de transição seco-chuvoso. Porém, não foi possível correlacionar esse resultado com a variação da precipitação. Conclusões Os parâmetros de LWR de H. affinis foram consistentes com os dados já disponíveis na literatura. A precipitação pode influenciar o FM, mas não os valores de K. Nesse caso, aspectos biológicos como a reprodução e/ou alimentação podem estar influenciando uma variação discreta do fator de condição. A redução dos valores de K nos períodos chuvosos sugere um maior gasto energético para o processo reprodutivo. Em resumo, nossos resultados nos ajudam a entender o ciclo de vida de uma espécie de peixe em um ambiente altamente modificado, especialmente por barragens.

    Abstract in English:

    Abstract Aim Determine the length-weight relationship (LWR), the period of reproduction, and evaluate the variation of the condition factor (K) of Hypostomus affinis from two coastal drainages in southeastern Brazil, assessing the influence of the rainfall on these biological aspects. Methods fish were sampled quarterly between April 2008 and April 2010 in tributaries of the Doce River basin (DRB) and the Paraíba do Sul River basin (PSRB). Specimens were caught using gillnets. LWR parameters were assessed by location and sex through a t-test. We used the frequency of mature specimens (FM) to evaluate the breeding period. Both FM and K values were assessed by a sinusoidal equation. Results A total of 492 specimens was captured, of which 128 were from the Doce River basin (DRB) and 364 from the Paraíba do Sul River basin (PSRB). In both areas, specimens showed a negative allometric growth type. We collected mature specimens along the studied period in both drainages, with the highest frequency observed at the beginning of the rainy season. We found a positive correlation between the rate of matures and the local rainfall variation. The condition factor (K) was lower for specimens from DRB and did not show a cyclic trend. On the other hand, we observed a cyclic chance of the K values for the individual from the PSRB, peaking in the transitional dry-rainy period. However, it was not possible to correlate it to the rainfall variation. Conclusions LWR parameters of H. affinis were consistent with data already available in the literature. The rainfall may influence the FM but not the K values. In this case, biological characteristics such as reproduction and (or) feeding may be jointly driving a discrete variation of K values. The reduction in K values in the rainy periods suggests a remarkable energetic cost for the reproductive process. In short, our results help us to understand the life cycle of a fish species within a highly modified environment, especially by dams.
  • The phytoplankton community as a descriptor of environmental variability: a case study in five reservoirs of the Paraná River basin Original Article

    Vieira da Silva, Matheus; Bortolini, Jascieli Carla; Jati, Susicley

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Objetivamos caracterizar a estrutura da comunidade fitoplanctônica e identificar os principais fatores ambientais que impulsionam a comunidade em cinco reservatórios construídos na região do alto rio Paraná. Métodos O fitoplâncton e as variáveis ambientais foram coletados na região lacustre do reservatório, entre novembro de 2013 e novembro de 2014, com intervalo entre as coletas de 3 a 6 meses. A riqueza e a biomassa da comunidade fitoplanctônica foram utilizadas como resposta à variabilidade ambiental espacial e temporal dos reservatórios. Os dados das variáveis ambientais foram analisados por meio de uma Análise de Componentes Principais (PCA). Foram realizadas Análises de Escalonamento Multidimensional Não-Métrico (NMDS) aos dados de riqueza e biomassa da comunidade fitoplanctônica. Resultados Identificamos 80 táxons distribuídos em 11 classes, dos quais Cyanobacteria e Chlorophyceae foram os mais representados. Não observamos variação temporal significativa para variáveis ambientais ou atributos da comunidade fitoplanctônica, o que pode estar relacionado à prolongada estiagem neste período no sudeste brasileiro. Os maiores valores de riqueza e biomassa fitoplanctônica foram encontradas em Três Irmãos (Rio Tietê), reservatório localizado na bacia mais antropizada do país. Cianobactérias e dinoflagelados dominaram a biomassa em todos os reservatórios durante o período estudado. Os reservatórios de Ilha Solteira, Jupiá e Porto Primavera apresentaram tendência de diminuição nos valores de riqueza e biomassa fitoplanctônica, sendo que os reservatórios construídos em série no rio Paraná provavelmente possuem forte interdependência, de acordo com o conceito do CRCC. Conclusões A variação espacial dos atributos fitoplanctônicos foi influenciada principalmente pela posição ocupada pelo reservatório na bacia hidrográfica, tempo de retenção de água (TR) e concentrações de nutrientes em cada reservatório.

    Abstract in English:

    Abstract Aim We aimed to characterize the structure of the phytoplankton community and identify the main environmental factors driving the community in five reservoirs constructed in the region of the high Paraná River. Methods The phytoplankton and environmental variables were collected at the lacustrine region of the reservoir, between November 2013 and November 2014, with interval between collections ranged from 3 to 6 months. The richness and biomass of the phytoplankton community were measured as a response to the spatial and temporal environmental variability. Data from environmental variables was analyzed by Principal Component Analysis (PCA). Non-Metric Multidimensional Scaling Analyzes (NMDS) were performed on the richness and biomass data of the phytoplankton community. Results We identified 80 taxa distributed in 11 taxonomic classes, from which Cyanobacteria and Chlorophyceae were best represented. We did not observe significant temporal variation for either environmental variables or attributes of the phytoplankton community, which may be related to the prolonged drought in this period in the Brazilian Southwest. Higher phytoplankton richness and biomass were found in the Três Irmãos (Tiete River), reservoir located in the most anthropized basin in the country. Cyanobacteria and dinoflagellates dominated the biomass in all reservoirs during the studied period. The Ilha Solteira, Jupiá and Porto Primavera reservoirs showed a tendency to decrease in the values of phytoplankton richness and biomass, and the reservoirs built in series in the Paraná River probably have strong interdependence, according to the CRCC concept. Conclusions Spatial variation in phytoplankton attributes was influenced mainly by the position occupied by the reservoir in the hydrographic basin, water retention time (RT) and nutrient concentrations in each reservoir.
  • Feeding ecology of Eigenmannia desantanai (Gymnotiformes: Sternopygidae) in southern Pantanal, Brazil Original Article

    Gouveia, Élida Jeronimo; Rondon, Patrícia Luna; Súarez, Yzel Rondon

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo O estudo buscou investigar se as mudanças na composição da dieta e na amplitude de nicho trófico de Eigenmannia desantanai podem ser explicadas pelos períodos hidrológicos, rios e/ou ontogenia dos peixes. Métodos As coletas foram realizadas mensalmente nos rios Paraguai e Amonguijá, entre Fevereiro de 2009 a Janeiro de 2011. Resultados Foram coletados 338 exemplares de E. desantanai, sendo 224 do Rio Amonguijá e 114 do Rio Paraguai. Ao todo, foram identificados 21 itens alimentares. Restos de animais digeridos (RAD), Chironomidae, Cladocera e Ostracoda apresentaram maior importância na dieta de E. desantanai. A composição da dieta foi influenciada pelos períodos hidrológicos, seguida pelas diferenças dos rios amostrados e da ontogenia. Em contrapartida, apenas os períodos hidrológicos explicaram a variação na amplitude do nicho trófico de E. desantanai. Conclusões A dieta de E. desantanai é composta principalmente por Chironomidae, Cladocera e Ostracoda, no entanto, os indivíduos consumiram outros alimentos devido às mudanças dos períodos hidrológicos, seguida das características dos rios Amonguijá e Paraguai e da variação ontogenética. Neste contexto, os resultados deste estudo são pertinentes à ecologia alimentar de E. desantanai, fornecendo diretrizes para o manejo e conservação da espécie.

    Abstract in English:

    Abstract Aim This study investigated changes in the dietary composition and trophic niche breadth of Eigenmannia desantanai in the context of hydrological periods, rivers, and ontogeny. Methods Collections were performed monthly on the Paraguay and Amonguijá Rivers between February 2009 and January 2011. Results A total of 338 specimens of E. desantanai were collected, 224 of which came from the Amonguijá River and 114 from the Paraguay River. In all, 21 food items were identified. Fully remains of digested animals (RDA), Chironomidae, Cladocera, and Ostracoda showed greater importance in the diet of E. desantanai. Dietary composition was influenced by hydrological periods, followed by differences between sampled rivers, and ontogeny. In contrast, only hydrological periods explained variation in the E. desantanai trophic niche breadth. Conclusions The diet of E. desantanai is mainly composed of Chironomidae, Cladocera, and Ostracoda; however, individuals consumed other food items owing to changes in hydrological periods, followed by characteristics of the Amonguijá and Paraguay Rivers and ontogenetic variation. In this respect, the results of this study are germane to the food ecology of E. desantanai, providing guidelines for the management and conservation of the species.
  • A habitat suitability modeling of Campylocia burmeisteri (EPHEMEROPTERA: Euthyplociidae) (Hagen, 1888) and its application on freshwater resources conservation Original Article

    Bramuth, Alison; Paprocki, Henrique

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Realizar inferências sobre a qualidade dos cursos d’água e sua conservação, através do modelo de adequabilidade de habitat de Campylocia burmeisteri. Métodos A modelagem utilizou vinte e cinco registros de ocorrência, sendo doze dados de treino e treze dados de teste. A área de estudo consistiu em uma zona de amortecimento de 300 quilômetros aplicada sobre os registros de ocorrência. Como dados ambientais, usamos um conjunto de vinte e duas camadas ambientais (19 variáveis ​​bioclimáticas disponíveis no Worldclim; altitude do Worldclim; declividade, obtida com geoprocessamento no ArcGis v10.3 usando a variável altitude; e densidade de drenagem fornecida pela Ambdata). Essas camadas foram transformadas pela lógica fuzzy para representar variação contínua, e dados mais significativos foram selecionados após ACP. Para indicação de novas áreas de levantamentos, selecionamos locais com significativa probabilidade de ocorrência e distantes dos pontos de ocorrência. Para analisar qualidade potencial do curso d'água, observamos a integridade ambiental, por meio de imagens de satélite, em zona de amortecimento de dez quilômetros da Reserva da Biosfera Serra do Espinhaço. Resultados Regiões escolhidas com maior probabilidade de ocorrência totalizaram nove novas áreas para levantamento. Estas estão concentradas em áreas de interflúvios e próximas a Unidades de Conservação. Realizamos análise focada na região da Reserva da Biosfera Serra do Espinhaço e delimitamos sete áreas que apresentaram boa adequação de habitat. A região foi observada por meio de imagens de satélite, e cinco das áreas apresentaram alta integridade ecológica. Duas áreas apresentaram impactos da atividade minerária. Conclusões O padrão de distribuição corrobora as características da espécie como bioindicador de boa qualidade de água. Estima-se que essa metodologia possa ser adaptada e aplicada a outros bioindicadores. As áreas, onde estão presentes nascentes e tributários de baixa ordem, devem ser conservadas, pois são fundamentais para manter a qualidade na respectiva bacia hidrográfica.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim This paper aims to make inferences about the quality of watercourses, and its conservation, through the habitat suitability model of Campylocia burmeisteri. Methods The modelling demanded twenty-five occurrence records, twelve as training data and thirteen as test data. The study area consisted of a 300 kilometers buffer zone applied over the occurrence records. We used a set of twenty-two environmental layers as ambient data, as follows: 19 bioclimatic variables available on Worldclim; altitude from Worldclim; slope, obtained through geoprocessing in ArcGis v10.3 with altitude variable; and drainage density provide by Ambdata. These layers were transformed by the use of fuzzy logic to represent a continuous variation, and thus the most significant data was select after a PCA. To indicated to new surveys areas, we define locations with significant occurrence probability and distant from occurrence points. And, lastly, we observed the environmental integrity to analyze the potential watercourse quality, by using satellite images, in a buffer zone of ten kilometers from Espinhaço Range Biosphere Reserve. Results The chosen regions with the highest occurrence probability, which account for 9 new survey areas, are concentrated in interfluvial areas and near conservation units. We performed an analysis focused on the region of the Espinhaço Range Biosphere Reserve and delimited seven areas that presented good habitat suitability. The region was observed using satellite images, and five of the areas presented high ecological integrity. Two areas showed impacts from mining activity. Conclusions The distribution pattern corroborates the features of the species as a bioindicator of good water quality. It is estimated that this methodology can be adapted and applied to other bioindicators. The areas where headwaters and low-order tributaries are present must be conserved, because they are fundamental for maintaining the quality within the respective watershed.
  • Taquacetuba Compartment of Billings Reservoir (SP, Brazil): differential influence of the main water body and tributaries in the water quality Original Article

    Gargiulo, Jose Ricardo Baroldi Ciqueto; Pompêo, Marcelo Luiz Martins; Cardoso-Silva, Sheila; Petesse, Maria Letizia; Menezes, Luciana Carvalho Bezerra de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Esta pesquisa avaliou a qualidade da água do Compartimento Taquacetuba, Reservatório Billings (Brasil), por meio da análise de dados da qualidade de água. O Compartimento tem múltiplos usos como abastecimento público de água e atividade de pesca profissional e é de fundamental importância para a população do Estado de São Paulo. Métodos A amostragem foi realizada na entrada do compartimento (P1), junto ao ponto de captação para transposição de água para abastecimento público (P2) e na foz dos principais tributários (P3 - P6) formadores do compartimento. As amostragens se concentraram nos períodos úmido e seco de 2017. As variáveis físicas e químicas analisadas foram: temperatura, oxigênio dissolvido, pH, condutividade elétrica, turbidez, clorofila α, nitrogênio amoniacal, nitrito, nitrato, nitrogênio total, ortofosfato e fósforo total. Resultados O Compartimento Taquacetuba mostrou comprometimento da qualidade da água evidenciado por elevados níveis de condutividade elétrica, clorofila α e fósforo total, acima dos limites da legislação, classificando os pontos de amostragem com super ou hiper condição de eutrofia. O ponto P1, mostrou o maior estresse ambiental, com piora da qualidade da água no período chuvoso, já os demais pontos (P2 - P6) apresentaram melhora na época chuvosa. Os pontos P5 e P6, localizados na foz dos tributários rio Monos e rio Curucutu respectivamente, mostraram as melhores condições ambientais, evidenciadas por tendência aos maiores níveis de oxigênio e menor turbidez no período chuvoso. Conclusões A partir do resultado observado, reconhecemos duas fontes principais responsáveis pelo comprometimento da qualidade da água no Compartimento Taquacetuba: i) a contribuição do corpo central do reservatório Billings, relacionada à grande influência negativa do bombeamento de água do Rio Pinheiros com grande carga orgânica, especialmente durante o período das chuvas, e ii) a contribuição da bacia dos tributários, sendo que os tributários Monos e Curucutu, por estarem em área de reserva indígena, apresentam melhor qualidade da água. Este estudo reconhece a importância do uso e ocupação do solo no entorno dos afluentes e contribui com dados originais para subsidiar medidas de gestão para melhoria da qualidade da água no Compartimento de Taquacetuba.

    Abstract in English:

    Abstract Aim This research evaluated the water quality of the Taquacetuba Compartment, Billings Reservoir (Brazil), through analyzes of water quality data. The Taquacetuba Compartment has multiple uses such as public water supply and professional fishing activity and is of fundamental importance for the population of São Paulo State. Methods Sampling were conducted at the Compartment entrance (P1), close to the collecting point for public water supply transposition (P2), and in the mouths of the main tributaries (P3 - P6) forming the Compartment. Samplings were concentrated in the wet and dry periods of 2017. The physical and chemical variables measured were temperature, dissolved oxygen, pH, electrical conductivity, turbidity, chlorophyll α, ammonia nitrogen, nitrite, nitrate, total nitrogen, orthophosphate and total phosphorus. Results The Taquacetuba Compartment exhibited impaired water quality evidenced by high electrical conductivity, chlorophyll α and total phosphorus, above the legislation limits, classifying the sampling point as super or hyper eutrophic condition. The P1 sampling point presented the greatest environmental stress with worse water quality during the rainy season, while the other points (P2 - P6) showed an improvement during rainfalls. The P5 and P6, located at the tributaries mouth of the Monos and Curucutu River respectively, presented the best environmental conditions, evidenced by tendency to higher oxygen levels and lower turbidity in the rainy period. Conclusions From the observed result, we recognized two principal sources responsible for the impairment of the water quality in the Taquacetuba Compartment: i) the contribution from the central body of Billing Reservoir, related to the greater negative influence of the water pumping from the Pinheiros River with great organic load, especially in the wet period, and ii) the contribution from the tributaries, being that the Monos and Curucutu tributaries, as they are in an indigenous reserve area have better water quality. This study recognize the importance of land use and soil occupation around the tributaries and contribute with original data to support management measures for improving water quality in the Taquacetuba Compartment.
  • Can people detect the loss of water quality? A field experiment to evaluate the correlation between visual perception and water eutrophication degree Original Article

    Nabout, João Carlos; David, Ana Clara Maciel; Felipe, Jéssica Fagundes; Machado, Karine Borges; Carvalho, Laurence; Cunha, Hélida Ferreira da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo A quantidade e a qualidade da água são essenciais para manutenção de muitos serviços ecossistêmicos, biodiversidade e bem-estar humano. No presente trabalho, utilizamos um experimento de campo para avaliar a percepção visual do público em relação à perda de qualidade da água associada à eutrofização e esverdeamento da água. Nós hipotetizamos que, com um aumento na eutrofização (ou seja, esverdeamento da água devido ao aumento da clorofila-a), as pessoas podem detectar uma perda de qualidade da água e ameaças aos serviços ecossistêmicos. Métodos Nós utilizamos uma área experimental composta por seis mesocosmos (caixas d'água de 500L) com gradiente de clorofila-a variando de águas claras (sem clorofila-a) até mesocosmos eutróficos (águas muito verdes). Um total de 100 pessoas visitaram a área experimental in-situ, e 83 pessoas visualizaram imagens dos mesocosmos. Resultados Nossos resultados indicaram que as pessoas foram capazes de detectar a perda de qualidade da água associada ao aumento das concentrações de clorofila-a, e reconheceram que estas eram menos adequadas para atividade recreativa e consumo. Além disso, essa percepção não variou por gênero, educação formal ou frequência de visitas aos ecossistemas aquáticos. Conclusões Os resultados evidenciam potencial da percepção visual do público como uma estratégia simples, rápida e de alerta precoce para programas de monitoramento da qualidade da água e também uma abordagem que fortalece o vínculo entre ciência e sociedade.

    Abstract in English:

    Abstract Aim The quantity and quality of water are essential to many ecosystem services, biodiversity and human well-being. In the present paper, we used a field experiment to evaluate the visual perception of the public regarding the loss of water quality associated with eutrophication and greening of water. We hypothesized that with an increase in eutrophication (i.e. greening of water due to increased Chlorophyll-a), people can detect a loss of water quality and threats to ecosystem services. Methods We used an experimental area composed of six mesocosms (500L water tanks) with a gradient of chlorophyll-a varying from clear water (without chlorophyll-a) up to eutrophic mesocosms (very green water). A total of 100 people visited the experimental area in-situ, and 83 people visualized pictures of the mesocosms. Results Our results indicated that people were able to detect the loss of water quality associated with increased concentrations of chlorophyll-a, and recognized that these were less suitable for recreational activity and consumption. Moreover, this perception did not vary by gender, formal education, or frequency of visits to aquatic ecosystems. Conclusions The results highlight the clear potential of visual public perception to be used as a simple, rapid, early-warning strategy for monitoring programs of water quality and also an approach that strengthens the link between science and society.
  • Density effect of Polygonum ferrugineum Wedd. (Polygonaceae) and nutrients concentration of sediment on establishment of Alternanthera philoxeroides (Mart.) Griseb. (Amaranthaceae) Original Article

    Vicente, Abner José de Souza; Candido, Leticia Figueiredo; Silveira, Márcio José; Fidanza, Karina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Os efeitos da densidade de espécies vizinhas e da disponibilidade de nutrientes no sedimento são essenciais para compreender as regras de estruturação de comunidades de macrófitas emergentes. O objetivo deste trabalho foi investigar como a densidade de Polygonum ferrugineum e a disponibilidade de nutrientes no sedimento influenciam o estabelecimento de Alternanthera philoxeroides. Métodos Após a coleta, seccionamos os caules de cada espécie de modo que cada propágulo obtido fosse composto de dois nós. Esses propágulos foram plantados em bandejas com sedimento úmido para o enraizamento e desenvolvimento de novas folhas por 24 dias e, só então foram transferidos para os mesocosmos experimentais. Nosso delineamento experimental contou com um propágulo de A. philoxeroides submetido aos seguintes tratamentos: I – controle (plantado sozinho); II – associado com três propágulos de P. ferrugineum; III – associado a cinco propágulos de P. ferrugineum. Houve 36 mesocosmos dispostos dentro da casa de vegetação, com metades deles representando condições de baixa disponibilidade de nutrientes e metade representando condições de alta disponibilidade de nutrientes (com 12,5 g de NPK no sedimento). O experimento durou 60 dias, sendo medido as seguintes variáveis respostas: comprimento aéreo, comprimento da raiz e biomassa seca da parte aérea, raiz e total. As variáveis respostas relacionadas a biomassa foram obtidas após as plantas secarem em estufa a 60°C. Também calculamos o índice de interação relativa (RII) para cada tratamento, com o intuito de analisar as interações entre as espécies. Cada variável resposta foi analisada através de uma Anova two-way. Resultados Entre os principais resultados obtidos, pode-se destacar o menor acumulo de biomassa em A. philoxeroides em condições de baixa disponibilidade de nutrientes e de alta densidade de P. ferrugineum. Conclusões Esses resultados indicam os efeitos negativos da densidade de P. ferrugineum sobre o estabelecimento de A. philoxeroides, contribuindo para a compreensão da dinâmica e das regras de estruturação da comunidade de macrófitas emergentes.

    Abstract in English:

    Abstract Aim The effects of neighbor’s species density and nutrient availability in the sediment are essential to understand the structuring rules of emergent macrophyte communities. The objective of this paper was to investigate how the density of Polygonum ferrugineum and the availability of nutrients in the sediment influence the establishment of Alternanthera philoxeroides. Methods After collection, we sectioned the stems of each species so that each propagule obtained was composed of two nodes. These propagules were planted in trays with moist sediment for rooting and development of new leaves for 24 days, and only then were transferred to the experimental mesocosms. Our experimental design had an A. philoxeroides propagule submitted to the following treatments: I – control (planted alone); II – associated with three P. ferrugineum propagules; III – associated with five P. ferrugineum propagules. There were 36 mesocosms arranged inside the greenhouse, with half of them representing conditions of low nutrient availability and half representing conditions of high nutrient availability (with 12.5 g of NPK in the sediment). The experiment lasted 60 days, and the following response variables were measured: aerial length, root length, aerial, root and total dry biomass. The response variables related to biomass were obtained after the plants were dried in an oven at 60°C. We also calculated the relative interaction index (RII) for each treatment, in order to analyze the interactions between the species. Each response variable was analyzed using a two-way ANOVA. Results Among the main results obtained, we can highlight the lower accumulation of biomass in A. philoxeroides under conditions of low nutrient availability and high density of P. ferrugineum. Conclusions These results indicate the negative effects of P. ferrugineum density on the establishment of A. philoxeroides, contributing to the understanding of the dynamics and structuring rules of the emergent macrophyte community.
  • Spatio-temporal variation in the density and diversity of decapods captured with artisanal traps in an Amazon estuary Original Article

    Lutz, Ítalo; Nascimento, Mayra; Beasley, Colin Robert; Cardoso, Camila; Isaac, Victoria; Bentes, Bianca

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo A variabilidade na densidade e diversidade de espécies de crustáceos decápodes foi investigada em quatro ilhas com diferentes graus de perturbação antropogênica em torno da cidade de Belém, Estado do Pará. Métodos Foram obtidas amostras de 15 canais de maré utilizando armadilhas artesanais, a cada três meses, entre outubro de 2013 e maio de 2014 nas ilhas Combu, Onças, Cotijuba e Mosqueiro. Resultados A salinidade e a temperatura variaram pouco, o que é comum em um estuário amazônico tropical fortemente influenciado pelo influxo de água doce. Foram capturados um total de 8.367 decápodes, com um registro de uma espécie exótica, Penaeus monodon. Em todas as estações, a densidade e riqueza de decápodes aumentou de Combu para Mosqueiro, com a crescente proximidade do mar e maior salinidade e pH. Com exceção de Combu, a riqueza de espécies e diversidade de Margalef tendeu a ser ligeiramente maior na estação chuvosa em todas as ilhas, especialmente em Onças. A Equitabilidade e a diversidade de Shannon foram semelhantes entre as estações, mas eram mais baixas em Onças na estação seca e mais alta em Combu, diminuindo para Mosqueiro na estação chuvosa. Em geral, os índices ecológicos são semelhantes na estação seca e na transição da seca para a estação chuvosa, na estação chuvosa a dominância ocorre na Ilha de Mosqueiro. M. acanthurus, C. bocourti e P. gracillis foram associadas à estação das chuvas, enquanto que M. surinamicum prefere a estação seca. M. amazonicum e Macrobrachium sp. não têm um padrão de ocorrência sazonal definido em todas as ilhas. Conclusões Apesar das perturbações antropogênicas e da proximidade a grandes populações humanas, especialmente na Ilha do Mosqueiro, a densidade e diversidade de crustáceos decápodes parecem ser razoavelmente não afetadas no momento.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim The variability in density and species diversity of decapod crustaceans was investigated on four islands with different degrees of anthropogenic disturbance around the city of Belém, State of Pará. Methods Samples were obtained from 15 creeks using artisanal traps, every three months between October 2013 and May 2014 on Combu, Onças, Cotijuba and Mosqueiro islands. Results Salinity and temperature little varied, which is common for a tropical Amazon estuary strongly influenced by freshwater inflow. A total of 8,367 decapods were captured, with one record of an exotic species Penaeus monodon. In all seasons, decapod density and richness tended to increase from Combu to Mosqueiro, with increasing proximity to the sea and higher salinity and pH. Except for Combu, species richness and Margalef diversity tended to be slightly greater in the wet season at all islands, especially Onças. Eveness and Shannon diversity did not vary greatly between seasons but were lowest at Onças in the dry season and highest at Combu, decreasing to Mosqueiro, in the wet season. In general, ecological indices are similar in the dry and transition dry to wet seasons, and in the wet season, dominance occurs at Mosqueiro Island. Macrobrachium acanthurus, C. bocourti and P. gracillis were associated with the wet season, whereas M. surinamicum prefers the dry season. M. amazonicum and Macrobrachium sp. have no well-defined seasonal pattern of occurrence at all the islands. Conclusions Despite anthropogenic disturbances and proximity to large human populations, especially on Mosqueiro Island, the density and diversity of decapod crustaceans appear to be reasonably unaffected for the moment.
  • Water quality and planktonic community of Owalla Reservoir, Osun State, Southwest Nigeria Original Article

    Omoboye, Helen Yetunde; Aduwo, Adedeji Idowu; Adewole, Henry; Adeniyi, Israel Funso

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo O reservatório Owalla, um dos maiores e mais antigos lagos artificiais do estado de Osun, fornece água potável para muitas cidades, incluindo a capital do Estado, Osogbo. Atividades de pesca também ocorrem no lago. Apesar da importância do reservatório, as informações sobre a comunidade planctônica e a qualidade físico-química da água são escassas. Portanto, este estudo investigou a qualidade da água e a composição do plâncton do Reservatório Owalla, Estado de Osun, Nigéria, de outubro de 2012 a novembro de 2013, com o objetivo de fornecer informações das características Limnológicas do reservatório. Métodos Sete estações de amostragem (designadas Estações 1-7) foram estabelecidas como representantes das zonas e regiões do reservatório e a amostragem foi realizada trimestralmente. Nas Estações 1 e 3, foram coletadas apenas amostras de água superficial, enquanto para as demais estações, foram coletadas amostra de água na superfície, em meia profundidade e próximo ao fundo. Amostras de plâncton total e qualidade físico-química da água foram analisadas usando métodos padrões. Resultados O resultado do estudo mostrou que as concentrações médias do oxigênio dissolvido (P <0,001), a demanda bioquímica de oxigênio, a condutividade elétrica, o pH (P <0,001) e a alcalinidade foram maiores na superfície do reservatório. Com relação à variação sazonal, a alcalinidade e a demanda bioquímica de oxigênio apresentaram os maiores valores médios durante o período chuvoso. Além disso, acidez, oxigênio dissolvido e pH apresentaram valores significativamente (P <0,001) maiores durante a estação chuvosa. Cento e trinta e sete (137) taxa de fitoplâncton e 39 taxa de zooplâncton foram registradas no reservatório. O padrão horizontal de variação mostrou um aumento na abundância média da maioria dos grupos de fitoplâncton da entrada para a área da barragem, enquanto a variação vertical mostrou uma diminuição na abundância média da superfície para o fundo do reservatório. Os taxas de fitoplâncton e zooplâncton foram mais abundantes durante a estação seca do que na estação chuvosa. Conclusões O estudo concluiu que todas as variáveis físico-químicas monitoradas de qualidade da água estavam dentro da faixa de nível de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS) para água potável. O Reservatório Owalla é qualitativamente rico em fitoplâncton e zooplâncton e o reservatório pode suportar uma comunidade aquática viável e uma produção pesqueira sustentável.

    Abstract in English:

    Abstract Aim Owalla Reservoir, one of the largest and oldest man-made lakes in Osun State supplies potable water to many towns in the state including the state capital, Osogbo. Active fishing activities also takes place in the lake. Inspite of the importance of the reservoir, information on the planktonic community and physico-chemical water quality are scarce. Therefore, this study investigated the water quality and plankton composition of Owalla Reservoir, Osun State, Nigeria, from October 2012 to November 2013 with a view to providing baseline information on limnology of the reservoir. Methods Seven sampling stations (designated Stations 1-7) were established as representatives of the zones and regions of the reservoir and sampling was conducted quarterly. At Stations 1 and 3, only surface water samples were collected while water samples were collected from the surface, mid-depth and close to the bottom at other stations. Samples for total plankton and physico-chemical water quality were analyzed using standard methods. Results The result of the study showed that mean dissolved oxygen (P<0.001), biochemical oxygen demand, conductivity, pH (P<0.001), and alkalinity were higher at the surface of the reservoir. As regards seasonal variation, alkalinity, biochemical oxygen demand had the higher mean values during the rainy season. Also, acidity, dissolved oxygen, and pH showed significantly (P<0.001) higher values during the rainy season. One hundred and thirty-seven (137) taxa of phytoplankton and 39 taxa of zooplankton were recorded from the reservoir. The horizontal pattern of variation showed an increase in the mean abundance of most of phytoplankton groups from inflow to the dam area while vertical variation showed a decrease in mean abundance from surface to the bottom of the reservoir. Most of the phytoplankton and zooplankton taxa were more abundant during the dry season than in the rainy season. Conclusions The study concluded that all the monitored physico-chemical water quality parameters were within the guide level range as of the World Health Organisation (WHO) for drinking water, Owalla Reservoir is qualitatively rich in both phytoplankton and zooplankton and the reservoir can support a viable aquatic community and sustainable fishery production.
  • Leaf breakdown in a tropical stream: comparison between the exotic Eucalyptus grandis and two native species Original Article

    Pelizari, Gisele Pires; Vaz, Ariane Almeida; Butturi-Gomes, Davi; Smith, Welber Senteio

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo O objetivo deste estudo foi avaliar a decomposição foliar da espécie exótica Eucalyptus grandis e das espécies nativas Lithraea molleoides e Maytenus aquifolium (árvores ribeirinhas comuns em uma floresta tropical) em um riacho de primeira ordem. Além disso, foram avaliados os efeitos sazonais na decomposição foliar das três espécies. Métodos As folhas secas foram incubadas em litter bags de 20 x 20 cm com 10 mm de abertura de malha em dois tratamentos distintos e em duas épocas do ano (seca e chuvosa): i) 48 “litter bags” contendo 4 g de folhas, sendo 24 “litter bags” com folhas de L.molleoides e 24 com folhas de E. grandis por estação e ii) 48 “litter bags”, sendo 24 “litter bags” com folhas de M. aquifolium e 24 com folhas de E. grandis. Após 2, 7, 14, 21, 28 e 60 dias de imersão, foram retirados, aleatoriamente, quatro “litter bags” de cada espécie para a realização das análises. Resultados A perda de peso nos primeiros dois dias esteve entre 20% e 40% em ambos os experimentos e épocas do ano analisadas. As taxas de decomposição foram: L. molleoides (k=0.0062 ± 0.0002 dia-1) > E. grandis (k=0.0039 ± 0.0005 dia-1) na época seca e L. molleoides (k=0.0185 ± 0.0002 dia-1) > E. grandis (k=0.0164 ± 0.0003 dia-1) na época chuvosa. No segundo experimento os resultados mostraram M. aquifolium (k=0.0151 ± 0.0009 dia-1) > E. grandis (k=0.0149 ± 0.0006 dia-1) na época seca e M. aquifolium (k=0.0174 ± 0.0001 dia-1) > E. grandis (k=0.0164 ± 0.0002 dia-1) na época chuvosa. Os resultados demonstraram ainda que há efeito tanto da época seca e chuvosa, quanto das espécies nativas ou exóticas no coeficiente de decomposição, indicando que no período chuvoso a taxa de decomposição mais alta. Conclusões Nossos resultados indicam que a época do ano influencia a decomposição das folhas, e futuros estudos devem considerar a sazonalidade. Além disso, a espécie exótica apresentou taxa de decomposição mais baixa em comparação com as espécies nativas, o que reforça que a substituição da vegetação ripária nativa por espécies exóticas como o eucalipto pode interferir na qualidade dos recursos alóctones e na ciclagem de nutrientes em riachos neotropicais.

    Abstract in English:

    Abstract Aim We evaluated the leaf decomposition in a first order stream of the exotic Eucalyptus grandis and two native species Lithraea molleoides and Maytenus aquifolium common riparian trees in a tropical forest. Besides seasonal effects on leaf decomposition of the three species were evaluated. Methods The dried leaves were incubated in litter bags” of 20 x 20 cm with 10 mm of mesh opening in two different treatments and at two times of the year (dry and rainy): i) 48 “litter bags” containing 4 g of leaves, being 24 “litter bags” with leaves of L. molleoides and 24 with E. grandis and ii) 48 “litter bags” containing 4 g of leaves, being 24 “litter bags” with of M. aquifolium and 24 with leaves of E. grandis. After 2, 7, 14, 21, 28 and 60 days of immersion, randomly removed four “litter bags” of each species to carry out the analyzes. Results The weight loss in the first two days was between 20% and 40% in both experiments and in both seasons of the year. Leaf decomposition was higher in L. molleoides (k=0.0062 ± 0.0002 day-1) than in E. grandis (k=0.0039 ± 0.0005 day-1) in the dry season and higher in L. molleoides (k=0.0185 ± 0.0002 day-1) than E. grandis (k=0.0164 ± 0.0003 day-1) in the rainy season. In the second experiment the decomposition rates were higher in M. aquifolium (k=0.0151 ± 0.0009 day-1) than E. grandis (k=0.0149 ± 0.0006 day-1) in the dry season and higher in M. aquifolium (k=0.0174 ± 0.0001 day-1) than E. grandis (k=0.0164 ± 0.0002 day-1) in the rainy season. Besides, the results indicate that there is an effect of both the dry and rainy season and the native or exotic species on the decomposition rates. Conclusions Our findings indicate that, the seasons are likely to influence leaf decomposition, and future studies should consider seasonality. Furthermore, the exotic species had a lower decomposition rate compared to native species, which reinforces that the replacement of native riparian vegetation by exotic species such as eucalyptus can interfere on the quality of allochthonous resources and on the cycling of nutrients in neotropical streams.
  • Drivers of zooplankton spatial dynamics in a small neotropical river Original Article

    Picapedra, Pablo Henrique dos Santos; Fernandes, Cleomar; Baumgartner, Gilmar; Sanches, Paulo Vanderlei

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Nosso objetivo foi descrever a estrutura e os padrões espaciais da comunidade zooplanctônica em um pequeno sistema fluvial brasileiro (sub-bacia do rio Paranaíba) e avaliar o papel de um meandro na dinâmica dessa comunidade. Métodos Amostras de zooplâncton foram coletadas em pontos localizados em um meandro e no leito do rio Aporé durante os períodos chuvoso e seco. Coletamos essas amostras na superfície e fundo de duas zonas diferentes (litorânea e canal). Para cada período hidrológico, a análise de variância foi conduzida para determinar as diferenças na riqueza de espécies e abundância do zooplâncton entre os diferentes pontos (longitudinal), zonas (lateral) e profundidades (vertical). A análise de cluster foi realizada para avaliar a similaridade na composição de espécies. Além disso, uma análise de correspondência canônica foi usada para selecionar as variáveis ambientais que melhor explicaram a variação nos dados de abundância do zooplâncton. Resultados Registramos 152 espécies: 70 de rotíferos, 53 de amebas testáceas, 20 de cladóceros e 9 de copépodes. Observamos mudanças na riqueza de espécies e abundância do zooplâncton ao longo do eixo longitudinal do rio tanto no período chuvoso quanto no seco. No entanto, não detectamos nenhuma mudança lateral ou vertical nesses atributos. A análise de cluster também indicou que as maiores diferenças na composição de espécies estavam no eixo longitudinal do rio. A variabilidade longitudinal do zooplâncton foi associada principalmente a influência de um meandro a montante, bem como a mudanças na velocidade de fluxo d’água, turbidez e concentrações de sólidos suspensos à jusante. Conclusões Nossos resultados demonstraram a importância de uma heterogeneidade de características hidrológicas como fator estruturante da comunidade zooplanctônica no rio Aporé. Assim, destacamos a relevância de ações para proteger e manter as características naturais desses ambientes.

    Abstract in English:

    Abstract Aim Our objective was to describe the structure and spatial patterns of the zooplankton community in a small Brazilian river system (Paranaíba River sub-basin) and evaluate the role of an oxbow lake in the dynamics of this community. Methods Zooplankton samples were collected from sites located in an oxbow lake and the Aporé River bed during the rainy and dry seasons. We collected these samples from the surface and bottom levels of two different zones (littoral and channel). For each hydrological season, analysis of variance was conducted to determine the differences in species richness and abundance of zooplankton among different sites (longitudinal), zones (lateral), and depths (vertical). Cluster analysis was performed to assess the similarity in species composition. In addition, a canonical correspondence analysis was used to select the environmental variables that best explained the variation in zooplankton abundance data. Results We recorded 152 species: 70 rotifers, 53 testate amoebae, 20 cladocerans, and 9 copepods. We observed changes in the species richness and abundance of zooplankton along the longitudinal axis of the river in both the rainy and dry seasons. However, we did not detect any lateral or vertical changes in these attributes. Cluster analysis also indicated that the greatest differences in species composition were in the longitudinal axis of the river. The longitudinal variability of zooplankton was mainly associated with the influence of an upstream oxbow lake, as well as the changes in water flow velocity, turbidity, and concentrations of suspended solids downstream. Conclusions Our results demonstrate the importance of a heterogeneity of hydrological characteristics as a structuring factor of the zooplankton community in the Aporé River. Thus, we highlight the relevance of actions to protect and maintain the natural characteristics of these environments.
  • Eutrophication changes community composition and drives nestedness of benthic diatoms from coastal streams Original Article

    Costa, Ana Paula Tavares; Castro, Emanuela; Silva, Cássia Fernanda Martins da; Schneck, Fabiana

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Avaliamos as mudanças na biomassa do perifíton e na composição das comunidades de diatomáceas bentônicas ao longo de um gradiente de urbanização em 10 riachos costeiros localizados na planície costeira do extremo sul do Brasil. Métodos Em cada riacho coletamos variáveis limnológicas e o material perifítico do estolão da macrófita aquática Hydrocotyle ranunculoides para posterior análises de clorofila a e de diatomáceas. Resultados Fósforo total foi a única variável limnológica selecionada pelos modelos, mostrando uma relação positiva com a biomassa e negativa com a riqueza de espécies de diatomáceas nesses riachos. A composição de espécies (para dados de presença e ausência e de abundância) também foi explicada pelas concentrações de fósforo total. Além disso, observamos uma distribuição aninhada de espécies ao longo dos riachos, de forma que as comunidades mais pobres de riachos com maiores concentrações de fósforo são subconjuntos de comunidades mais ricas com menores concentrações do nutriente. Conclusões Evidenciamos em nosso estudo que as modificações na qualidade da água causadas pela eutrofização estão levando à perda de espécies e mudanças na estrutura de comunidades em ecótonos como os riachos costeiros.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim We evaluated changes in periphyton biomass and the composition of benthic diatom communities along a gradient of urbanization in 10 coastal streams located on the coastal plain of southernmost Brazil. Methods At each coastal stream, we obtained limnological variables and periphytic material from the stolon of the aquatic macrophyte Hydrocotyle ranunculoides for further analyses of chlorophyll a and diatoms. Results Total phosphorus was the only limnological variable selected by the statistical models, showing a positive relationship with periphyton biomass and a negative relationship with diatom species richness in these streams. Species composition (for both presence-absence and abundance data) was also explained by total phosphorus. Further, we observed a nested distribution of diatom species along the streams, in which poorer communities of streams with higher concentrations of phosphorous are subsets of richer communities from streams with lower concentrations of the nutrient. Conclusions Our study shows that water quality modifications caused by eutrophication are leading to the loss of species and changes in the structure of biological communities in ecotones such as coastal streams.
  • Characterization of wild fish diet and trophic guild in a protected area Original Article

    Ramos, Julia Kaori Kuriyama; Silva, Natália Luiza da; Bonfim, Vinicius Cesar do; Fornari, Bianca Yunes; Kliemann, Bruna Caroline Kotz; Pagliarini, Cibele Diogo; Brandão, Heleno; Ramos, Igor Paiva

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Caracterizamos a dieta e a guilda trófica da comunidade de peixes em uma unidade de conservação para contribuir com informações sobre a ecologia trófica. Métodos As coletas foram realizadas em três pontos de amostragem, em 2017 e 2018, com o auxílio de redes de espera. Os espécimes foram eutanasiados em solução de benzocaína a 0,5%. Em laboratório, os estômagos foram retirados, fixados em formol 4% e preservados em álcool 70%. O conteúdo estomacal foi examinado e os itens alimentares foram identificados até o menor nível taxonômico possível e quantificados de acordo com o método volumétrico. A caracterização da dieta foi apresentada por meio do volume percentual de cada alimento consumido. Para a determinação da guilda trófica de cada espécie, foi considerada a predominância de um determinado tipo de recurso alimentar (> 51% do volume total) na dieta da população. Resultados A dieta das espécies foi distribuída em 16 itens alimentares (predominância de decapoda, fragmento de peixe, inseto terrestre e vegetal aquático), e quatro guildas tróficas foram observadas (carcinófago, piscívoro, insetívoro terrestre e herbívoro). Além disso, houve a ocorrência de microplástico na dieta de três espécies. Conclusões A comunidade de peixes aqui avaliada demonstra uma ampla gama de recursos que podem compor a dieta dos peixes e demonstra as diferentes guildas tróficas que podem ser observadas em uma área protegida. Por se tratar de uma unidade de conservação, conhecer a dieta e as guildas tróficas que compõem a comunidade de peixes pode contribuir para o entendimento da dinâmica das cadeias alimentares, da estrutura da comunidade e do funcionamento do ecossistema. Assim, este trabalho pode contribuir com informações sobre a biologia das espécies avaliadas para futuros trabalhos e programas de conservação.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim We characterize the diet and trophic guild to the fish community in a protected area to contribute information about the trophic ecology. Methods The collection was carried out at three sampling points, in 2017 and 2018, with the help of gill nets. The collected specimens were euthanized in a 0.5% benzocaine solution. In the laboratory, all specimens' stomachs were removed, fixed in a 4% formalin solution, and preserved in 70% alcohol. Stomach contents were examined, and the food items were identified to the lowest possible taxonomic level. Food items were quantified according to the volumetric method. The characterization of the diet was presented through the percentage volume of each food item consumed. To determination of the trophic guild of each species, the predominance of a type of food resource (> 51% of the total volume) in the population's diet was considered. Results The species' diets were distributed in 16 food items (predominance of decapods, fish fragments, terrestrial insects, and aquatic plants), and four trophic guilds were observed (carcinophage, piscivore, terrestrial insectivore, and herbivore). Furthermore, there was the occurrence of microplastic in the diet of three species. Conclusions the fish community evaluated here demonstrates the wide range of resources that can make up the fish diet and demonstrates the different trophic guilds that can be observed in a protected area. As it is a conservation unit, knowing the diet and trophic guilds that make up the fish community can contribute to understanding the dynamics of food chains, the structure of the community, and the functioning of the ecosystem. Thus, this work can contribute information about the biology of the species evaluated for future work and conservation programs.
  • Seasonal patterns may influence the diet of the lambari Serrapinnus notomelas (Eigenmann 1915) Original Article

    Santiago, Nathália Cardamoni; Santos, Victoria Silva Wiezel; Garcia, Thiago Deruza; Vidotto-Magnoni, Ana Paula; Jerep, Fernando Camargo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Este estudo investigou se variações sazonais induzem mudança na composição da dieta de Serrapinnus notomelas em uma lagoa marginal situada sob a área de influência do rio Tibagi, Bacia do Alto Paraná. Métodos As coletas foram realizadas mensalmente de fevereiro de 2017 a janeiro de 2018, e os exemplares foram capturados com duas peneiras (malha de 2 mm). O método volumétrico e de ocorrência foram usados para quantificar o conteúdo estomacal. Resultados Um total de 358 estômagos tiveram os seus conteúdos analisados. Os recursos autóctones foram dominantes na dieta de S. notomelas em todas as estações, com predominância de algas, detritos e Tecamebas. Vegetais foram os recursos alóctones mais abundante na dieta. A composição da dieta apresentou diferenças significativas entre todas as estações, e nas estações do outono e verão os indivíduos apresentaram maior amplitude de nicho trófico, respectivamente. Conclusões Nossos resultados mostram a grande importância dos recursos autóctones para a manutenção da população de S. notomelas, e que a sazonalidade pode influenciar a composição trófica na dieta da espécie. Observamos diferenças na dieta durante as estações, e que durante o outono e verão, os indivíduos apresentaram uma maior amplitude do nicho trófico. Assim, nossos resultados corroboram com informações para a preservação das espécies de pequeno porte, fundamentais para a rede trófica nos ecossistemas.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim This study investigated whether seasonal variations have an effect on diet composition of Serrapinnus notomelas in a marginal lagoon located under the area of influence of the Tibagi River, Upper Paraná Basin. Methods Samples were carried out monthly between February 2017 and January 2018, and fish specimens were caught with two sieves (2 mm mesh). The volumetric and occurrence method were used to quantify stomach contents. Results A total of 358 stomachs had their contents analyzed. The autochthonous resources were dominant in the diet of S. notomelas in all seasons, with a predominance of algae, detritus and Tecamebas. Meanwhile, plant material was the most abundant allochthonous resource in the diet. Diet composition showed significant differences between all seasons, while in the autumn and summer seasons, individuals showed greater trophic niche breadth, respectively. Conclusions Our results show the great importance of autochthonous resources for the maintenance of the S. notomelas population, and that seasonality can influence the trophic composition in the species' diet. We observed difference in the diet during the seasons and that during autumn and summer, individuals presented a greater breadth of the trophic niche. Thus, our results corroborate with knowledge to the preservation of small fish species, which are fundamental for the trophic network in ecosystems.
  • Exploring the impacts of non-native leaf litter on invertebrate community and leaf decomposition in a Atlantic Forest stream Original Article

    Andriotti, Jéssica; Petrucio, Mauricio Mello; Silva, Aurea Luiza Lemes da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Neste estudo, analisamos os efeitos da presença de detritos foliares de espécies não-nativas no funcionamento de um ecossistema de riacho presente na Mata Atlântica. Métodos Testamos duas predições (i) os detritos foliares de espécies nativas, provavelmente com maior qualidade nutricional, irão decompor de forma mais rápida se comparado aos detritos foliares das espécies não nativas (ii) devido a presença de defesas químicas nos detritos foliares de espécies vegetais não-nativas, estes serão menos colonizados e apresentarão uma menor riqueza taxonômica em comparação com os detritos foliares de espécies nativas. Para isso, em um riacho inserido em uma área de Mata Atlântica (Florianópolis, SC, Brasil) conduzimos um experimento para comparar a decomposição e colonização biológica de detritos foliares entre duas espécies vegetais não nativas (Eucalyptus sp. e Pinus radiata D. Don) e duas espécies vegetais nativas (Ficus eximia Schott e Alchornea triplinervia (Spreng) Mull. Arg). Resultados Especificamente, as nossas hipóteses foram parcialmente corroboradas. A porcentagem de massa seca remanescente foi menor para a serapilheira nativa. A abundância e riqueza de invertebrados e grupos funcionais de alimentação variam entre serrapilheira nativa e não nativa. A abundância de invertebrados foi maior em detritos de Eucalyptus sp, em grande parte devido à grande abundância de Chironomidae (Dípteros). Conclusões Os nossos resultados indicam que, a presença de espécies vegetais não nativas na zona ripária podem modificar a decomposição foliar e as comunidades de invertebrados aquáticos em riachos subtropicais, com potenciais consequências para o funcionamento do ecossistema.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim In this study, we examined the effects of non-native leaf litter on the functioning of an Atlantic Forest stream ecosystem. Methods Were tested two predictions: (i) Leaf litter from the native trees with high nutritional quality will have higher decomposer’s activity and faster litter decomposition; (ii) Given the presence of anti-grazing defenses, we also hypothesized that non-native leaf litter would be colonized by fewer invertebrates and that native species would be more species-rich. For this, in a forest stream (Florianópolis, SC, Brazil) we conduct the experiment to understand the decomposition and biological colonization of leaf litter among two non-native (Eucalyptus sp. and Pinus radiata D. Don) and two native trees (Ficus eximia Schott and Alchornea triplinervia (Spreng) Mull. Arg). Results Our predictions were partially corroborated. The percentage of dry mass remaining was lower for the native leaf litter. The invertebrate abundance and richness, and functional feeding groups vary between native and non-native leaf litter. Invertebrate abundance was higher in non-native Eucalyptus detritus, largely due to the high larval abundance of Chironomidae (Diptera). Conclusions Our results indicate that the presence of non-native riparian species can modify leaf decomposition and aquatic invertebrate communities in subtropical streams, with potential consequences for ecosystem functioning.
  • Influence of nutrient levels, travel time and light availability on phytoplankton chlorophyll-a concentrations in a neotropical river basin Original Article

    Roche, Kennedy Francis; Ferreira, Maria Gabriela Alves; Calheiros, Débora Fernandes

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Um maior conhecimento sobre os fatores que influenciam a biomassa de fitoplâncton em rios é importante para a caracterização da qualidade da água, bem como para prever os efeitos de mudanças ambientais destes ecossistemas. Este estudo quantificou as concentrações de clorofila-a na coluna de água da bacia hidrográfica do rio Miranda - MS, situada na região oeste do Brasil, uma das principais formadoras do bioma Pantanal, para identificar as principais influências na biomassa do fitoplâncton. Métodos Temperatura, profundidade, velocidade de correnteza, turbidez, transparência por Disco de Secchi, e concentrações de nutrientes, sólidos em suspensão, e clorofila-a foram medidos a intervalos aproximadamente mensais, durante um ano, em cinco pontos do planalto e três pontos na planície. Relações entre clorofila a e concentrações de nutrientes, tempo de viagem e disponibilidade de luz foram examinados. Resultados Os níveis de nutrientes foram geralmente baixos, sendo oligo- a mesotrófico. Altas concentrações de sólidos em suspensão foram encontradas (até aproximadamente 250 mg.L-1), especialmente na época chuvosa nos pontos no planalto. No planalto ocorreram baixas concentrações de clorofila-a, enquanto nos pontos da planície, com exceção de um, ocorreram dois picos, no inverno (época seca) e no verão (época chuvosa), de 4,9 e 2,4 µg.L-1, respectivamente, coincidindo com concentrações reduzidas de sólidos em suspensão. Conclusões Os baixos níveis de nutrientes provavelmente estão relacionados ao uso da terra, principalmente para pecuária. As altas concentrações de sólidos devem estar relacionadas à degradação da vegetação nativa, especialmente da mata ciliar nas últimas décadas. O tempo de viagem de aproximadamente três a quarto dias nos pontos de planalto, comparado ao tempo de aproximadamente dez dias nos pontos da planície, podem ter sido um fator determinante na diminuição da abundância de algas no planalto, enquanto a limitação por luz poderia ter sido importante diminuindo o crescimento de algas na planície.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim Knowledge of the factors influencing the biomass of phytoplankton in rivers is important with reference to the characterization of water quality and predicting the effects of environmental change on such ecosystems. The present study quantified the concentrations of chlorophyll-a in the water column of the Miranda River Basin, located in western Brazil, contributing to form the Pantanal Wetland, and attempted to identify the primary environmental influences on the phytoplankton biomass. Methods Temperature, depth, current speed, turbidity, Secchi transparency and concentrations of nutrients, suspended solids and chlorophyll-a were measured at approximate monthly intervals during the course of a year, at five upland and three lowland sites. Relationships between chlorophyll-a and nutrient concentrations, travel times and light availability were examined. Results Nutrient levels were generally low, being oligo- to mesotrophic. High levels of suspended solids were recorded (up to approximately 250 mg.L-1), especially in the rainy season at the upland sites. The latter showed low chlorophyll-a concentrations, while lowland sites, with the exception of one, showed two peaks, one in winter (dry season) and the other in summer (wet season), of 4.9 and 2.4µg.L-1, respectively, coincident with reduced concentrations of suspended solids. Conclusions The low nutrient levels recorded may have been due to the main land use being cattle rearing. The high solids concentrations found may have been due to the degradation of native vegetation, especially riparian, that has occurred over the past decades. Travel times of approximately three to four days may have been a factor in retarding algal abundance in the upland sites, as opposed to approximately ten days in the lowland sites, where light limitation may have been a factor reducing algal growth.
  • Acute toxicity of potentially toxic elements on ciliated protozoa from Lake Maracaibo (Venezuela) Original Article

    Marín-Leal, Julio César; Rincón-Miquilena, Neil José; Díaz-Borrego, Laugeny Chiquinquirá; Pire-Sierra, María Carolina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Neste artigo, os efeitos ecotoxicológicos agudos de Cr(III), Cr(VI), Cd(II) e V(V) foram avaliados em protozoários ciliados isolados do Lago de Maracaibo, estimando o CL50 para um tempo de 1 h exposição e observações a cada 5 min. Métodos Isolamentos e culturas de protozoários ciliados foram feitos a partir de amostras de águas superficiais para então realizar testes de toxicidade em condições estáticas e controladas, identificando a imobilidade celular (morte) como critério de avaliação. Resultados A resposta dos protozoários ciliados permitiu determinar inequivocamente a toxicidade aguda na presença de elementos potencialmente tóxicos (EPT), com mortalidades variáveis ​​dependendo do gênero, do elemento testado e da sua concentração. Os resultados obtidos com Euplotes sp. indicam que o protozoário é um biomonitor sensível e indicado para o biomonitoramento de contaminação por EPT no Lago Maracaibo. Conclusões O uso de períodos de exposição mais curtos oferece oportunidades de mostrar os efeitos da toxicidade precoce em populações naturais e de atuar em tempo hábil (sistemas de alerta precoce) em eventos de contaminação de EPT, bem como o desenvolvimento de métodos de biomonitoramento sensíveis e rápidos para a detecção desses elementos no meio ambiente.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim In this article the acute ecotoxicological effects of Cr(III), Cr(VI), Cd(II) and V(V) on ciliated protozoa isolated from Lake Maracaibo were evaluated, by estimating of the LC50 for an exposure time of 1-h and observations every 5 min. Methods Isolations and cultures of ciliated protozoa were made from surface water samples to then carry out toxicity essays under static and controlled conditions, identifying cell immobility (death) as the endpoint. Results The response of the ciliated protozoa made it possible to unequivocally determine the acute toxicity in presence of potentially toxic elements (PTE), with variable mortalities depending on the gender, the element tested and its concentration. The results obtained with Euplotes sp. indicate that protozoan is a sensitive biomonitor indicated for the biomonitoring of PTE contamination in Lake Maracaibo. Conclusions The use of shorter exposure periods offers opportunities to show early toxicity effects on natural populations and to act in a timely manner (early warning systems) in contamination events by PTEs, as well as the development of sensitive and rapid biomonitoring methods for detection of these elements in the environment.
  • Taxonomic and morphofunctional phytoplankton response to environmental variability in rivers from different hydrographic basins in Southern Brazil Original Article

    Silva, Thaís Tagliati da; Medeiros, Gabriela; Amaral, Mailor Wellinton Wedig; Pilatti, Maria Clara; Bortolini, Jascieli Carla; Bueno, Norma Catarina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo A urbanização, a agricultura e o desmatamento são os principais fatores antropogênicos que modificam o solo, alterando a qualidade da água e influenciado os fatores limnológicos e a biota aquática em rios. Nós investigamos a resposta taxonômica e funcional baseada na morfologia (GFBM) da comunidade fitoplanctônica entre diferentes rios de abastecimento público em distintas bacias hidrográficas com características ultraoligotróficas, oligotróficos e mesotróficas. Métodos Amostramos a comunidade fitoplanctônica e as variáveis ambientais em nove rios ao longo de três bacias hidrográficas da região oeste do Paraná. Para avaliar a relação taxonômica e funcional da comunidade com as variáveis ambientais nós aplicamos análises de variância e análises de redundância. Resultados A maior contribuição taxonômica para a riqueza e biovolume foram de algas verdes e diatomáceas, enquanto as maiores contribuições funcionais foram dos GFBM IV (algas sem traços especializados), GFBM V (algas unicelulares flageladas), GFBM VI (algas com exoesqueleto silicoso) e GFBM (grandes algas coloniais). Apenas a abordagem taxonômica foi sensível a variabilidade ambiental dos rios, enquanto que para a abordagem funcional não foi identificada nenhuma relação com a variabilidade ambiental. Conclusões A abordagem taxonômica da comunidade fitoplanctônica foi mais sensível a variabilidade ambiental dos rios estudados do que a abordagem funcional baseada na morfologia. Portanto, nós reforçamos a importância dos indicadores biológicos para compreensão das dinâmicas em ecossistemas aquáticos, fornecendo informações cruciais para a gestão dos recursos hídricos utilizados para abastecimento público.

    Abstract in English:

    Abstract Aim Urbanization, agriculture, and deforestation are the main anthropogenic factors that modify the soil, altering the quality of water, and influencing limnological aspects and the aquatic biota in rivers. We investigated the morphology-based taxonomic and functional response (MBFG) of the phytoplankton community among different public supply rivers in distinct hydrographic basins with ultraoligotrophic, oligotrophic, and mesotrophic characteristics. Methods We sampled the phytoplankton community and environmental variables in nine rivers along three hydrographic basins in western Paraná. In order to evaluate the taxonomic and functional relationship of the community with the environmental variables, we applied both variance and redundancy analyses. Results Differences in temperature, pH, turbidity, total phosphorus, chemical oxygen demand, and total dissolved solids were identified among river basins and/or trophic states. The highest taxonomic contributions to richness and biovolume were from green algae and diatoms, while the highest functional contributions were from MBFG IV (algae without specialized traits), MBFG V (unicellular flagellated algae), MBFG VI (algae with a siliceous exoskeleton) and MBFG (large colonial algae). The taxonomic approach was sensitive to environmental variability in the rivers, while for the functional approach no relationship to environmental variability was identified. Conclusions The taxonomic approach of the phytoplankton community was more sensitive to the environmental variability of the studied rivers than the functional approach based on morphology. Therefore, we reinforce the importance of biological indicators for understanding the dynamics in aquatic ecosystems, providing crucial information for the management of water resources used for public supply.
  • Spatial and temporal variation of the macrophyte assemblage in Santo Tomás, a wetland in the Caribbean Colombian Original Article

    Pozo-García, María Isabel; Posada-García, José Andrés; Caselles-Osorio, Aracelly

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Os eventos de inundação associados às planícies de inundação de muitos rios do mundo afetam a composição e estrutura da biota aquática, pois a variação do nível de água pode garantir a integridade ecológica das áreas úmidas associadas. O objetivo do presente é descrever a variação espacial e temporal na composição da assembleia de macrófitas aquáticas em uma área alagável em Santo Tomás durante um período de inundação no rio Magdalena (norte da Colômbia). Métodos Nós avaliamos a composição e abundância da comunidade de macrófitas aquáticas em três estações de coleta no rio Magdalena mensalmente durante 8 meses entre 2017 e 2018. Nós estimamos a variação espaço-temporal da comunidade usando o método Chao e a cobertura vegetal usando os testes de Kruskal-Wallis e U Mann-Whitney. Uma curva de abundância de classificação foi usada para a dominância das espécies entre os meses de amostragem e as estações. Uma escala não métrica multidimensional (nMDS) foi utilizada para analisar a distribuição espacial e temporal e a análise de correspondência canônica (CCA) foi realizada para estudar a relação entre a composição das espécies de macrófitas e as variáveis físico-químicas da água. Resultados Nos transectos foi registrado um total de 24 espécies de plantas aquáticas distribuídas em 23 gêneros e 15 famílias. A espécie mais abundante (% de cobertura vegetal) foi Ipomoea aquatica (19%), seguida por Ludwigia helminthorrhiza (14%) e Eichhornia azurea (13%). Espécies flutuantes e emergentes foram observadas com mais frequência. As mudanças espaço-temporais e os maiores valores de riqueza e cobertura de macrófitas aquáticas nas zonas úmidas de Santo Tomás ocorreram durante a estação das chuvas. As espécies mais dominantes foram L. helminthorrhiza, E. azurea, Pistia stratiotes, Neptunia oleracea, I. aquatica, Salvinia auriculata e Hymenachne amplexicaulis. A qualidade da água apresentou variações espaciais e temporais durante o pulso de inundação, e algumas variáveis como matéria orgânica (DOQ, DBO5), pH, profundidade, amônia e coliformes fecais foram relacionados à composição da comunidade de macrófitas. Conclusões Em suma nós concluímos que o pulso de inundação do rio Magdalena influenciou a composição das plantas aquáticas nas zonas úmidas de Santo Tomás.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim The associated flood events to floodplain of many rivers in the world affect the composition and structure of aquatic biota due the water levels variation can ensure ecological integrity of associated wetlands. This study describes the spatial and temporal variation in the macrophyte assemblage in the Santo Tomás wetland during seasonally flood-pulsed of the Magdalena River (North of Colombia). Methods For eight months, between 2017 and 2018 samplings were carried out in three stations for composition and abundance of aquatic macrophytes. Spatio-temporal pattern of richness was estimated with Chao methodology and vegetation cover was calculated using Kruskal-Wallis and U Mann-Whitney tests. A range abundance curve was used for species dominance between samplings and stations. A non-metric multidimensional scaling (nMDS) was used to analyze the Spatio-temporal distribution, Canonical Correspondence Analysis (ACC) was performed to relate the physicochemical variables to the species composition. Results A total of 24 species of aquatic plants distributed in 23 genera and 15 families were registered in the transects. The most abundant species (% of vegetation cover) were Ipomoea aquatica (19%), followed by Ludwigia helminthorrhiza (14%) and Eichhornia azurea (13%). The most frequent life form was free-floating, followed by the emergent one. The Spatio-temporal changes and the highest values of richness and vegetation cover in the Santo Tomás wetlands occurred during the filling and high waters period. L. helminthorrhiza, E. azurea, Pistia stratiotes, Neptunia oleracea, I. aquatica, Salvinia auriculata, and Hymenachne amplexicaulis were the most dominant species. The quality water of Santo Tomás Wetlands showed spatial and temporal variations during flooding pulse and some physicochemical variables such as organic matter (COD, BOD5), pH, depth, ammonia, and fecal coliforms were related to macrophyte community composition Conclusions Spatial and temporal changes of aquatic plants in Santo Tomás wetlands were related to the flooding pulse of Magdalena River.
  • Screening of cyanotoxin producing genes in Ecuadorian freshwater systems Original Article

    Ballesteros, Isabel; Cruz, Sara de la; Rojas, Michelle; Salazar, Génesis; Martínez-Fresneda, Miguel; Castillejo, Pablo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Este estudo buscou a detecção de genes cyr e mcy para avaliar a presença de potenciais produtores de cilindrospemopsina (CN) e microcistina (MC) em corpos d'água equatorianos. Métodos O DNA ambiental (eDNA) foi extraído de oito corpos d'água e uma estação de tratamento de águas residuais (ETAR) do Equador. Uma “nested” PCR foi projetada para amplificar os genes mcyB, cyrE e cyrJ nessas amostras ambientais. Os produtos de PCR foram sequenciados e pesquisados no banco de dados GenBank. Resultados Potenciais produtores de CN foram encontrados em sete corpos d'água e na ETAR. A amplificação de cyrE revelou três variantes pertencentes à espécies dos gêneros Raphidopsis e Aphanizomenon e uma para cyrJ com cerca de 90% de identidade com espécies dos gêneros Raphidiopsis e Oscillatoria. Quatro corpos d'água apresentaram a mesma variante para mcyB semelhante a Microcystis panniformis com 99% de identidade. Conclusões Este estudo contribui com novos dados sobre a presença de cianobactérias tóxicas e fornece novas ferramentas moleculares para avaliar os riscos de cianotoxinas em corpos d'água equatorianos.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim This study pursued the detection of cyr and mcy genes to assess the presence of cylindrospemopsin (CN) and microcystin (MC) potential producers in Ecuadorian water bodies. Methods Environmental DNA (eDNA) was extracted from eight water bodies and one wastewater treatment plant (WWTP) from Ecuador. A nested PCR was designed to amplify mcyB, cyrE, and cyrJ genes in these environmental samples. PCR products were sequenced and blasted against GenBank database. Results Potential CN producers were found in seven water bodies and the WWTP. cyrE amplification revealed three variants belonging to Raphidopsis and Aphanizmenon species and one for cyrJ with around 90% identity with Raphidiopsis and Oscillatoria species. Four water bodies presented the same variant for mcyB similar to Microcystis panniformis with 99% of identity. Conclusions This study contributes new data on the presence of toxic cyanobacteria strains and provides new molecular tools to assess cyanotoxin hazards in Ecuadorian water bodies.
  • Trophic assessment of four tropical reservoirs using phytoplankton genera Original Article

    Rivera, Carlos A.; Zapata, Angela; Villamil, William; León-López, Nubia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo O monitoramento do estado trófico de reservatórios requer índices que forneçam um relatório rápido do ecossistema aos tomadores de decisão. Este estudo teve como objetivo desenvolver um sistema de indicadores de estado trófico para reservatórios de montanha tropical usando gêneros de fitoplâncton. Métodos Entre 2004 e 2010, foram monitorados quatro reservatórios para abastecimento de água em Bogotá (Colômbia), que apresentam diferentes estados tróficos e gestão hidráulica. Amostras foram coletadas para análise de variáveis ​​físicas e químicas e comunidade fitoplanctônica. Por meio de análise multivariada, estabeleceu-se a significância das relações entre variáveis ​​ambientais e espécies e gêneros fitoplanctônicos. Posteriormente, os índices tróficos foram propostos como variáveis ​​relevantes. O índice trófico global foi calculado como a soma dos índices parciais. Resultados A análise dos principais componentes mostrou que os reservatórios variam quimicamente dependendo do estado trófico. O fitoplâncton foi composto por 63 gêneros, 59% dos quais estavam presentes nos quatro reservatórios. Embora as características físicas da água, como temperatura e teor de sólidos totais, explicassem grande parte da variação dos gêneros, observou-se em cada reservatório uma relação significativa entre os gêneros e as variáveis ​​relacionadas ao estado trófico. As análises multivariadas agrupando os dados por gênero mostraram um comportamento semelhante à análise utilizando informações em nível de espécie. Os índices de estado trófico do plâncton foram desenvolvidos para fósforo (TP), nitrogênio Kjeldahl total (TKN), carbono orgânico total (TOC) e disco de Secchi (SD) usando dados agrupados por gêneros. Os índices foram significativamente correlacionados com os valores de cada variável em cada reservatório. Modelos de regressão linear mostraram um poder preditivo significativa de clorofila-a usando os índices TP, TKN e SD nos três reservatórios com maior nível trófico. Além disso, o índice global apresentou relação significativa com variáveis ​​relacionadas ao estado trófico. Conclusões Os dados do fitoplâncton em nível de gênero podem ser usados ​​para avaliar o estado trófico. Os modelos para SD, TP e TKN podem ser utilizados como indicadores do estado trófico dos reservatórios estudados.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim Monitoring the trophic state of reservoirs requires indices that provide a quick report of the ecosystem to decision makers. This study aimed to develop a system of trophic status indicators for tropical mountain reservoirs using phytoplankton genera. Methods Between 2004 and 2010, four reservoirs for water supply in Bogotá (Colombia), which have different trophic statuses and hydraulic management, were monitored. Samples were collected for the analysis of physical and chemical variables and phytoplankton community. Through multivariate analysis, the significance of the relationships between environmental variables and phytoplankton species and genera was established. Subsequently, trophic indices were proposed as relevant variables. The global trophic index was calculated as the sum of the partial indices. Results Analysis of the main components showed that reservoirs varied chemically depending on trophic status. Phytoplankton were composed of 63 genera, 59% of which were present in the four reservoirs. Although the physical characteristics of water, such as temperature and total solids content, explained a large part of the variation in the genera, a significant relationship between the genera and variables related to trophic state was observed in each reservoir. The multivariate analyses grouping the data by genera showed a behavior similar to the analysis using information at the species level. Plankton indices of trophic state were developed for phosphorus (TP), total Kjeldahl nitrogen (TKN), total organic carbon (TOC), and Secchi disk (SD) using data grouped by genera. The indices were significantly correlated with the values of each variable in each reservoir. Linear regression models showed a significant prediction of chlorophyll-a using TP, TKN, and SD indices in the three reservoirs with the highest trophic level. In addition, the global index showed a significant relationship with variables related to the trophic state. Conclusions Phytoplankton data at the genus level can be used to assess trophic status. The models for SD, TP, and TKN could be used as indicators of the trophic status of the studied reservoirs.
  • Natural and anthropic inputs of nutrients in hydrographic basins of reservoirs in the Brazilian semiarid Original Article

    De-Carvalho, Herbster Ranielle Lira; Henry-Silva, Gustavo Gonzaga

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Estimar o aporte de cargas de N e P emitidas por fatores naturais (deposição atmosférica e desnudação do solo) e antrópicos (agricultura, pecuária e águas servidas) para as bacias de contribuição de dois reservatórios do semiárido brasileiro (Mendubim e Umari). Métodos No presente trabalho, utilizamos dados georreferenciados disponibilizados por órgãos oficiais, dados apresentados em trabalhos acadêmicos, coletas de campo e análise laboratorial nas estimativas dos aportes de nitrogênio e fósforo para as bacias hidrográficas de dois reservatórios semiárido brasileiro. Resultados O desnudamento do solo foi identificado como a principal fonte natural de N e a deposição atmosférica como a principal fonte de P, em ambas as bacias de contribuição. Dentre as fontes antrópicas, a principal fonte de N e P, para as duas bacias, foi a pecuária. As cargas totais (naturais e antrópicas) de N (579,01 tonne.ano-1) e P (136,35 tonne.ano-1) recebidas pela bacia de contribuição de Umari foram, respectivamente, 43,9% e 22,1% superiores às recebidas por Mendubim, com predominância de fontes antropogênicas tanto na emissão de nitrogênio quanto de fósforo. Conclusões Os resultados mostraram a importância do monitoramento de atividades antrópicas que possam potencializar aportes de nutrientes, como nitrogênio e fósforo, em bacias do semiárido brasileiro. A quantificação dos fatores de emissão aqui analisados ​​pode ser uma ferramenta no desenvolvimento de estratégias para mitigar os problemas que altas concentrações de N e P podem trazer para a qualidade e uso da água em reservatórios do semiárido.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim Estimate the input of loads of N and P emitted by natural (atmospheric deposition and soil denudation) and anthropogenic (agriculture, livestock and sewage) factors for the hydrographic basins of two reservoirs in the Brazilian semiarid region (Mendubim and Umari). Methods In the present work, we use georeferenced data provided by official agencies, data presented in academic papers, field samples and laboratory analysis of emission factors in the estimates of nitrogen and phosphorus inputs in reservoir basins of Brazilian semiarid region. Results Soil denudation was identified as the main natural source of N and atmospheric deposition as the main source of P in both basins. Among the anthropogenic sources, the main source of N and P, for the two basins, was livestock. The total loads (natural and anthropogenic) of N (579.01 tonne. year-1) and P (136.35 tonne. year-1) received by the Umari basin was, respectively, 43.90% and 22.10% higher than those received by Mendubim, with a predominance of anthropogenic sources in both nitrogen and phosphorus emission. Conclusions The results showed the importance of monitoring human activities that can enhance nutrient inputs, such as nitrogen and phosphorus, in basins of the Brazilian semiarid region. The quantification of the emission factors analyzed here can be a tool in the development of strategies to mitigate the problems that high concentrations of N and P can bring to the quality and use of water in semiarid reservoirs.
  • The relationship between zooplankton occupancy and abundance in a floodplain is mediated by the hydrological regime Original Article

    Santos, Kamylla Nayara Jesus dos; Carvalho, Priscilla de; Vieira, Ludgero Cardoso Galli; Granzotti, Rafaela Vendrametto; Bini, Luis Mauricio

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Relações positivas entre distribuição regional e abundância são frequentemente encontradas para diferentes grupos de organismos e tipos de ecossistemas. No entanto, até onde sabemos, nenhum estudo buscou avaliar essa relação considerando um contexto no qual um determinado mecanismo fosse a explicação mais provável. Neste estudo, além da relação positiva com a abundância, nós testamos a hipótese de que a distribuição regional de espécies zooplanctônicas deveria ser maior durante o período de cheia uma vez que neste período a conectividade hidrológica é maior que no período de seca, facilitando a dispersão passiva entre os ambientes de uma planície de inundação. Métodos Nosso estudo foi realizado em 52 locais - incluindo lagoas e rios - na planície de inundação do rio Araguaia. Nós utilizamos uma análise de covariância para testar os efeitos da abundância e do período hidrológico sobre a distribuição regional. Resultados Encontramos, como esperado, uma relação positiva entre distribuição regional e abundância de espécies zooplanctônicas em cada período hidrológico. Nossos resultados também indicaram que, com o aumento da abundância, as distribuições regionais das espécies foram maiores no período de cheia. Conclusões O efeito positivo da cheia sobre a distribuição regional pode ser explicado pelo aumento do nível de água, que aumenta a conectividade hidrológica e o potencial de dispersão passiva do plâncton.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim Positive relationships between occupancy and abundance are often found for different groups of organisms and ecosystem types. However, to our knowledge, no study has sought to assess this relationship considering a context in which a particular mechanism is the most likely explanation. In this study, in addition to the positive relationship with abundance, we tested the hypothesis that occupancy of zooplankton species should be greater during the flood season because in this period the hydrological connectivity is greater than in the dry season, facilitating passive dispersal between floodplain environments. Methods Our study was carried out at 52 sites - including lakes and rivers - on the Araguaia River floodplain. We used an analysis of covariance to test the effects of abundance and hydrological period on zooplankton occupancy. Results We found, as expected, a positive relationship between occupancy and abundance of zooplankton species in each hydrological period. Our results also indicated that, with the increase in abundance, species occupancies were higher in the flood than in the dry season. Conclusions The positive effect of the flood on zooplankton occupancy can be explained by the increase in water level that increases the hydrological connectivity and the potential for plankton passive dispersal.
  • Reproductive aspects of prawn Desmocaris trispinosa (Aurivillius, 1898) from a periurban stream of Abidjan (Banco stream, Côte d'Ivoire) Original Article

    Koné, Wayrawélé Yasmen; Konan, Mexmin Koffi; Konaté, Nakouma

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Caracterizar habitats e determinar os parâmetros reprodutivos do camarão Desmocaris trispinosa (Aurivillius 1898) do riacho Banco, uma ribeira periurbana de Abidjan (Costa do Marfim, África Ocidental). Métodos A amostragem foi realizada mensalmente, de julho de 2020 a junho de 2021 em quatro estações. As características ambientais foram mensuradas antes da amostragem do camarão. A amostragem foi feita com rede de mergulho durante cinco minutos de pesca ativa realizada por um único operador em cada estação. Resultados De acordo com as variáveis ambientais, as estações de amostragem foram divididas em três grupos: quase intactas (B4), levemente perturbadas (B1) e perturbadas (B2 e B3). No total, foram capturados 467 exemplares de D. trispinosa, sendo 127 machos, 275 fêmeas e 65 juvenis. No geral, a razão sexual (1:2,1) foi a favor do sexo feminino. Considerando as estações, a razão sexual também foi a favor do sexo feminino. Mas, apenas na estação quase intacta (B4), a diferença foi significativa (χ2 = 70,20; P<0,001). Nesta estação, foi observada variação da razão sexual em duas estações. No total, 116 fêmeas ovígeras foram analisadas em todas as estações. A fecundidade varia de 5 a 16 oócitos com média de 11,03 ± 2,18. O tamanho da primeira maturidade foi estimado em 4,82 mm comprimento de carapaça para os dados combinados. As fêmeas da estação livre de atividades humanas (B4) atingiram a maturidade sexual (4,23 mm) antes das demais estações (4,97 em B1 e 5,70 mm em B2). D. trispinosa do córrego do Banco se reproduz continuamente durante todo o ano com dois picos na estação chuvosa. O volume oocitário foi influenciado negativamente pela temperatura e positivamente pelo oxigênio dissolvido. Conclusões D. trispinosa reproduz-se durante todo o ano em estações não perturbadas e atinge a maturidade sexual mais rapidamente nestas estações em comparação com estações perturbadas. A razão de sexo foi a favor das fêmeas. Consequentemente, esta espécie seria naturalmente polígama.

    Abstract in English:

    Abstract Aim Characterize habitats and determine the reproductive parameters of the prawn Desmocaris trispinosa (Aurivillius, 1898) from Banco stream, a periurban stream of Abidjan (Côte d'Ivoire, West Africa). Methods Sampling was conducted monthly, from July 2020 to June 2021 at four stations. Environmental characteristics were measured before prawn sampling. The sampling was made with a dipnet during five-minute active fishing conducted by a single operator at each station. Results According to environmental variables, sampling stations were divided into three groups: almost undamaged (B4), slightly disturbed (B1) and disturbed (B2 and B3). In total, 467 specimens of D. trispinosa were captured in which 127 males, 275 females and 65 juveniles. Overall, the sex ratio (1:2.1) was in favour of females. Considering stations, the sex ratio was also in favour of females. But, only in the almost undamaged station (B4), the difference was significant (χ2 = 70.20; P<0.001). At this station, a variation of sex-ratio was observed in two seasons. In total, 116 ovigerous females were analysed on all stations. Fecundity varies from 5 to 16 oocytes with an average of 11.03 ± 2.18. First maturity size was estimated at 4.82 mm carapace length for the combined data. Females from the station free from human activities (B4) reached sexual maturity (4.23 mm) before those of the other stations (4.97 in B1 and 5.70 mm in B2). D. trispinosa from Banco stream reproduces continuously year-round with two peaks in the rainy season. The oocyte volume was negatively influenced by temperature and positively by dissolved oxygen. Conclusions D. trispinosa reproduces year-round in undisturbed stations and reaches sexual maturity faster at these stations compared to disturbed stations. The sex ratio was in favour of females. Consequently, this species would be naturally polygamous.
  • The combined use of paleolimnological and long-term limnological information to identify natural and anthropogenic environmental changes Original Article

    García-Rodríguez, Felipe; Costa, Ana Paula Tavares; Frantz, Alien Mavi; Silva, Cassia F. Martins da; Martins, Karoline Pereira; Moraes, Andrea L. M.; Alves, Felipe Lopes; Bugoni, Leandro; Palma-Silva, Cleber; Albertoni, Edélti Faria; Mattos, Paulo Henrique; Pinho, Grasiela Lopes Leães; Agostini, Vanessa Ochi

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo A urbanização leva a mudanças rápidas na estrutura e função do ecossistema. Terras úmidas em câmpus universitários sujeitos ao desenvolvimento da urbanização podem ser usados como estudos de caso de pesquisa aquática multidisciplinar e boas práticas ambientais que promovam a sustentabilidade. Métodos Foi realizado um estudo paleolimnológico em um lago semiartificial em um campus universitário no sul do Brasil para inferir impactos históricos e mudanças ecológicas desde a década de 1970 por meio de abordagens complementares: dados históricos, nutrientes, isótopos estáveis δ13C e δ15N, diatomáceas, microplásticos e análise da comunidade microbiana associada. Resultados O processo de eutrofização começou a se intensificar após o uso noturno por aves aquáticas de árvores como poleiros, e especialmente após o estabelecimento de construções ao longo das margens com fossa séptica de esgoto sanitário, que ocasionalmente transbordava e carreava material para o lago. Ao longo de décadas, identificamos um processo limnológico de hipertrofização que induziu a florações recorrentes de cianobactérias e proliferação maciça de macrófitas, juntamente com mudanças isotópicas e ocupação de algas com várias transições entre estados alternativos de lagos rasos. Tal processo limnológico foi claramente espelhado nas tendências de eutrofização paleolimnológica e mudanças isotópicas da matéria orgânica sedimentar. A deposição de microplásticos foi detectada como proxy para a intensificação da urbanização especialmente durante a construção das instalações da Universidade. Conclusões O uso combinado de dados paleolimnológicos e limnológicos históricos representa uma abordagem poderosa para identificar os impactos naturais e culturais no lago e identificar estratégias de manejo baseadas em tais informações científicas.

    Abstract in English:

    Abstract Aim Urbanization leads to rapid changes in ecosystem structure and function. Wetlands on university campuses under urbanization pressure could be used as case studies of multidisciplinary aquatic research and good environmental practices promoting sustainability. Methods A paleolimnological study was undertaken in a semi-artificial lake on a university campus in southern Brazil to trace historical impacts and ecological changes back to the mid-1970s through complementary approaches: historical data, nutrients, δ13C and δ15N stable isotopes, diatoms, microplastics and associated microbial community analysis. Results The eutrophication process started to intensify after the lake was used for nocturnal roosting by waterbirds, and especially after the establishment of constructions along the margins with septic tank sanitary sewage, which eventually spilled and leached into the lake. Over decades, we identified a limnological hypertrophication process leading to recurrent cyanobacterial blooms and massive macrophyte proliferation coupled with changes in isotopic ratios and algal occupation with several transitions between shallow lake alternative states. Such a limnological process has resembled the paleolimnological eutrophication trends and isotopic changes in sedimentary organic matter. The microplastic deposition was detected as a proxy for the intensification of urbanization, especially during the construction of the University facilities. Conclusions The combined use of paleolimnological and historical limnological data represents a powerful approach for inferring both natural and cultural impacts on the lake, and identifying management strategies based on such scientific information.
  • The effects of season and ontogeny in the diet of Piabarchus stramineus (Eigenmann 1908) (Characidae: Stevardiinae) from southern Brazil Original Article

    Lampert, Vinicius Renner; Dias, Tatiana Schmidt; Tondato-Carvalho, Karina Keyla; Fialho, Clarice Bernhardt

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo No presente estudo, descrevemos e analisamos a dieta de Piabarchus stramineus, um pequeno lambari do rio Ibicuí, bacia do rio Uruguai, no sul do Brasil. Métodos Amostragens foram feitas mensalmente de abril de 2001 a março de 2002 com rede de arrasto de praia. Todos os exemplares foram medidos, pesados e tiveram o estômago retirado para análise de seu conteúdo. Os meses foram agrupados em estações e os peixes classificados em três classes de comprimento padrão (CCP). Foram testadas possíveis diferenças entre as diferentes estações do ano e as diferentes classes de comprimento padrão. Resultados O conteúdo de 301 estômagos foi analisado e identificou 27 itens alimentares e uma amplitude de nicho baixa a intermediária. O principal item/categoria alimentar foi insetos alóctones independentemente das estações do ano e P. stramineus pode ser classificada como uma espécie insetívora. Nós não observamos sobreposição alimentar entre os exemplares menores e maiores (CCP1 e CCP3). Por outro lado, observamos sobreposição alimentar entre exemplares pequenos e intermediários (CCP1 e CCP2) e entre exemplares intermediários e maiores (CCP2 e CCP3), evidenciando uma transição no consumo de alimento entre as classes de tamanho. Também foi evidenciado uma variação temporal na composição da dieta com interação entre as classes de comprimento. Desta forma, peixes de diferentes tamanhos tiveram dietas diferentes, com peixes menores se alimentando principalmente de cladóceros (CCP 1 e CCP2) enquanto peixes maiores (CCP3) se alimentaram principalmente de dípteros e himenópteros alóctones. Conclusões Ocorre variação temporal na dieta, mas essa variação é diferente em cada classe de comprimento. Itens alóctones tiveram grande importância na dieta da espécie nas diferentes fases de desenvolvimento, especialmente para exemplares maiores, com itens autóctones importantes especialmente para peixes menores. Os itens alóctones são fortemente relacionados à mata ciliar, motivo pelo qual enfatizamos a importância da conservação destes ambientes.

    Abstract in English:

    Abstract Aim In the present work we describe and analyze the diet of a small characin species, Piabarchus stramineus, from the Ibicuí River, Uruguay River Basin, southern Brazil. Methods Samples were collected monthly from April 2001 to March 2002 with seine net. All fish were measured, weighed, and had its stomach extruded for gut content analysis. Months were grouped in seasons and fish were classified within three standard length classes (SLC). We tested for possible alimentary differences between the different seasons of the year and standard length classes. Results The analysis of the content in 301 stomachs identified 27 food items and low to intermediary niche breadth. The main food item/category was allochthonous insects, regardless of the seasons, and P. stramineus can be classified as an insectivorous species. We observed no food overlap between smaller and larger fish (SLC1 and SLC3). On the other hand, we observed food overlap between small and intermediary fish (SLC1 and SLC2) and between intermediary and large fish (SLC2 and SLC3), evidencing a transition in food consumption along size classes. A temporal variation in diet composition was also observed among size classes. Thus, different sized fish differed in their diets, with smaller fish feeding mainly on cladocerans (SLC1 and SLC2) and larger fish (SLC3) feeding mainly on allochthonous Diptera and Hymenoptera. Conclusions The species diet varies in time (seasons) and such variation is different in each size class. Allochthonous food items were important in the diet of the species in the different developmental phases, especially for larger fish, with autochthonous items also important, especially for smaller fish. The allochthonous food items are strongly related to the ciliary forest; thus, we emphasize the importance of the conservation of such environments.
  • Length-weight relationships of native and non-native fishes in a subtropical coastal river of the Atlantic Rain Forest Short Research Note

    Carvalho, Barbara Maichak de; Faria, Larissa; Miiller, Natali Oliva Roman; Spach, Henry Louis; Vitule, Jean Ricardo Simões

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo O objetivo foi descrever os parâmetros LWR das espécies nativas e não nativas do rio Guaraguaçu e comparar esses parâmetros das espécies não nativas obtidos no rio Guaraguaçu com os parâmetros de LWR dos seus locais de distribuição nativa disponível na literatura. Métodos Os exemplares foram coletados semestralmente entre 2004 e 2007, usando diferentes técnicas de amostragens. Resultados No total, foram analisados 673 exemplares de 10 espécies. Seis espécies apresentaram alometria positiva (b>3) e três alometria negativa (b<3) e isometria (b=3). Espécies nativas possuem parâmetros de LWR idênticos a estudos prévios, exceto Centropomus parallelus, a qual apresentou isometria neste estudo. As espécies não nativas Clarias gariepinus e Ictalurus punctatus demonstraram diferenças significativas entre os parâmetros de LWR do Guaraguaçu e das suas áreas de distribuição nativa. Oreochromis niloticus não apresentou diferença significativa entre os parâmetros de LWR entre o Guaraguaçu e sua área nativa de distribuição. Conclusões O resultado indica que as condições ambientais talvez não influenciem o crescimento das espécies não nativas, o que explicaria o sucesso de invasão destas espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Aim The objective was to describe the LWR of fish species of the Guaraguaçu River, as well as to compare the LWR parameters of the non-native species with the parameters obtained in their native ranges, available in the literature. Methods In this study, the LWR of 10 fish species of the Guaraguaçu River, southern Brazil, were analyzed. Fish were sampled semiannually between 2004 and 2007, using different sampling techniques in the Guaraguaçu River. Results A total of 673 specimens of 10 species were captured. The LWR demonstrated a prevalence of species (six out of 10) with positive allometric growth (b > 3). The remaining species presented isometric (b = 3, two species) or negative growth (b < 3, two species). Native species exhibited the same LWR from previous studies, except Centropomus parallelus, which presented an isometric growth in this study. The non-native species Clarias gariepinus and Ictalurus punctatus showed significant differences between the LWR parameters in the Guaraguaçu River and in their native distribution, but the same growth pattern. Oreochromis niloticus did not present significant differences in the allometric coefficient from its native range. Conclusions These results indicate that different environmental conditions may not influence the growth pattern of non-native species, which explains their invasion success due to high adaptability to new environments.
  • Here comes the large catfish “jaú” Zungaro jahu (Ihering 1898) (Teleostei, Pimelodidae): a new alarming case of fish introduction in a high-endemism Neotropical ecoregion Short Research Note

    Frota, Augusto; Abilhoa, Vinícius; Freitas, Matheus Oiveira; Meyer, Rodrigo Lira; Gonçalves, Eduardo Rios; Azevedo, Filipe Manoel; Gubiani, Éder André; Graça, Weferson Júnio da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo Espécies de peixes não nativas têm sido intimamente relacionadas aos sérios danos à biodiversidade aquática devido aos efeitos negativos sobre a fauna nativa. Nosso objetivo é relatar a primeira e alarmante ocorrência do bagre não nativo “jaú” Zungaro jahu na bacia do rio Iguaçu acima das Cataratas do Iguaçu, uma ecorregião neotropical com alto endemismo de peixes. Métodos As amostragens dos peixes foram realizadas com rede de emalhar de fundo no Reservatório de Segredo, onde foram anestesiados em cloridrato de benzocaína e fixados em formol em campo, posteriormente foram identificados em laboratório e depositados no Museu de História Natural do Capão da Imbuia (MHNCI). Resultados Nossas amostragens recentes na bacia do rio Iguaçu registraram um indivíduo não nativo do bagre “jaú” Zungaro jahu no Reservatório de Segredo. Conclusões Pretendemos, principalmente, alertar sobre o risco de expansão da ocorrência desta espécie não nativa ao longo da cascata de reservatórios do rio Iguaçu, onde potencialmente poderá desenvolver sérios danos à cadeia trófica, predação de espécies endêmicas de pequeno porte e competição, especialmente nos locais onde o pimelodídeo endêmico e ameaçado de extinção “surubim-do-iguaçu” (Steindachneridion melanodermatum) mantém populações viáveis, atualmente restrita à bacia do Baixo rio Iguaçu, exibindo sinais recentes do efeito de gargalo.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim Non-native fish species have been closely related to serious damage to aquatic biodiversity due to their negative effects on native fauna. We aim to report the first and alarming occurrence of the non-native catfish “jaú” Zungaro jahu in the Iguaçu River basin above the Iguaçu Falls, a high-endemism Neotropical ecoregion for fish. Methods Fish samplings were taken with a bottom gill net in the Segredo Reservoir, where they were anesthetized in benzocaine hydrochloride and fixed in formaldehyde in the field, later identified in the laboratory and housed at the Museu de História Natural do Capão da Imbuia (MHNCI). Results Our recent samplings in the Iguaçu River basin recorded one non-native individual of the catfish “jaú” Zungaro jahu in the Segredo Reservoir. Conclusions We mainly intend to alarm about the risk of expansion of the occurrence of this non-native species throughout the cascading reservoirs in the Iguaçu River where it could potentially develop serious damage to the trophic chain, predation of small-sized endemic species, and competition, especially in the sites where the endemic and endangered pimelodid “surubim-do-iguaçu” (Steindachneridion melanodermatum) maintains viable populations, currently restricted to the Lower Iguaçu River basin exhibiting recent signs of a population bottleneck.
  • On the significance of wetlands: three decades of aquatic macroinvertebrate monitoring programs in a Neotropical floodplain Review Article

    Bertoncin, Ana Paula dos Santos; Tramonte, Rafael Prandini; Pinha, Gisele Daiane; Gentilin-Avanci, Camila; Oliveira, Marcelo Volta Cortes de; Mormul, Roger Paulo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivo Planícies de inundação apresentam elevada complexidade ambiental e sustentam a biodiversidade da região. Assim, esforços globais são necessários para preservar essas áreas. Este trabalho sumariza o resultado de três décadas de programas de monitoramento de espécies de macroinvertebrados da planície de inundação do alto rio Paraná, a qual é uma expressiva área de conservação neotropical. Métodos Foi realizada uma busca bibliográfica na literatura de 1990 a 2020 e foram selecionados os estudos que abordavam questões relacionadas a macroinvertebrados bentônicos ou associados às macrófitas aquáticas na área de estudo. Resultados Foram selecionados 92 artigos, os quais seguiam os critérios da busca. Observou-se que o número de publicações aumentou após o ano 2009, e a maioria dos estudos encontrados estava relacionada aos ambientes lênticos. Dentre os substratos analisados nos trabalhos, o sedimento foi o mais estudado, apresentando maior registro e diversidade de taxa, seguido pelas macrófitas aquáticas. No total foram encontrados registros de 517 taxa, sendo que as famílias Chironomidae, Cyprididae e Naididae foram as que apresentaram a maior riqueza taxonômica. A riqueza de taxa observada no estudo foi inferior à estimada pelo Bootstrap. Conclusões A falta de sinais de estabilização da curva ao longo do tempo para a riqueza de táxons observada e estimada pode indicar que a riqueza de macroinvertebrados da planície de inundação do alto rio Paraná deve estar subestimada. Dessa forma, uma vez que a maioria dos estudos reportou resultados relacionados a pesquisas ecológicas de longa duração, defendemos a continuidade de tais estudos em planícies de inundação como uma poderosa ferramenta para avaliar a biodiversidade, os quais podem fornecer dados úteis para a criação de estratégias de conservação que melhorem a manutenção da biodiversidade em tais áreas.

    Abstract in English:

    Abstract Aim Wetland areas have high environmental complexity and support high biodiversity. Therefore, global efforts are required to preserve these areas. Here, we show the results of three decades of monitoring programs regarding macroinvertebrate species from the upper Paraná River floodplain, which is an important wetland conservation area in the neotropics. Methods We searched the literature from 1990 to 2020 and selected studies that addressed questions related to benthic or macrophyte-associated macroinvertebrates in the study area. Results We retained 92 articles that matched the criteria. We noticed that the number of publications increased after 2009, and most studies were related to lentic environments. Sediment was the most studied substrate, showing the highest taxa record and diversity, followed by aquatic macrophytes. We found records of 517 taxa, from which the families Chironomidae, Cyprididae, and Naididae presented the highest taxonomic richness. The taxa richness observed in our study was lower than the bootstrap richness estimated. Conclusions The lack of signs of curve stabilisation through time for both observed and estimated taxa richness could indicate the macroinvertebrate richness from the upper Paraná River floodplain must be underestimated. In this way, once most of the studies reported results related to long-term ecological research, we argue for the continuity of such studies in floodplains as a powerful tool to assess biodiversity, which can provide useful data for the creation of conservation strategies that enhance the maintenance of biodiversity in such areas.
  • Overview of studies on ecosystem services in riparian zones: a systematic review Review Article

    Prado, Rachel Bardy; Damasceno, Gustavo Menezes Silva; Aquino, Fabiana de Gois

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo As zonas ripárias são ecossistemas de alta complexidade, localizados às margens de corpos hídricos, com papel fundamental na manutenção da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos (SE). Este estudo teve como objetivo sistematizar o conhecimento sobre os SE em zonas ripárias, visando identificar os aspectos metodológicos e apontar lacunas e oportunidades para reforçar a sua importância. Métodos O estudo foi realizado com base em dados da revisão da literatura durante um período de 21 anos (2000-2020), usando as bases Scopus e Web of Science. Na primeira etapa foram analisados aspectos da bibliometria, bem como os países que mais publicaram no tema. Na segunda etapa foram analisados os aspectos metodológicos (com ênfase na análise integrada de multiplos SE, que olharam para a paisagem, adotaram multiescalas ou realizaram valoração econômica). Resultados De 2000 a 2020, 6.969 publicações foram obtidas da base Scopus e 16.498 da Web of Science, aplicando os termos de busca zonas ripárias ou similares e 371 publicações foram obtidas da base Scopus e 1.512 da Web of Science aplicando os termos serviços ecossistêmicos e zonas riparias ou termos similares, sendo os EUA o país que mais publicou sobre ES em zonas ripárias no período analisado. De um total de 219 publicações, a categoria de SE mais estudada em zonas ripárias foi a de Regulação (65%), seguida de Suporte (16%), Provisão (8%) e Cultural (2%). As publicações que estudaram três ou mais SE corresponderam à 9% das publicações analisadas. Aproximadamente 10% das publicações utilizaram abordagens metodológicas com múltiplos SE de forma integrada. Menos de 10% das publicações focaram em valoração econômica. Lacunas e oportunidades foram identificados em relação à relevância e métodos para avaliação e valoração dos SE em zonas ripárias. Conclusões Notou-se que poucos estudos utilizaram abordagens metodológicas integrando diferentes SE, utlizando mutiescalas e fazendo a valoração econômica dos SE, o que chama a atenção para a necessidade de realizar mais estudos que analisem a oferta de ES por zonas ripárias de forma integrada, pois é de forma complexa e em diferentes escalas que os componentes do ecossistema interagem e fornecem respostas conjuntas capazes de auxiliar na tomada de decisões.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim Riparian zones are highly complex ecosystems, located on the banks of water bodies, with a fundamental role in maintaining biodiversity and ecosystem services (ES). This study aimed to systematize the knowledge about studies on ES in riparian zones, emphasizing methodological aspects and pointing out gaps and opportunities to reinforce their importance. Methods The study was carried out based on literature review data over a period of 21 years (2000-2020), using Scopus and Web of Science databases. In the first stage, aspects of bibliometrics were analyzed, as well as the countries that published the most on the subject. In the second stage, the methodological aspects were analyzed (with emphasis on the integrated analysis of multiple ES, which looked at the landscape, adopted multiscale or carried out economic valuation). Results From 2000 to 2020, 6,969 publications were obtained from Scopus and 16,498 from Web of Science, applying the search terms riparian buffer or similar and 371 publications were obtained from Scopus and 1,512 from Web of Science applying ecosystem service and riparian zones or similar terms, with the USA being the country that most published about ES in riparian zones. From a total of 219 publications selected, the ES category most studied in riparian zones was Regulation (65%), followed by Support (16%), Provision (8%) and Cultural (2%). Publications that studied three or more ES corresponded to 9% of the analyzed publications. Approximately 10% of publications used methodological approaches with multiple ESs in an integrated way. Less than 10% of publications focused on economic valuation. Gaps and opportunities were identified concerning the relevance and methods for evaluating and valuing ESs in riparian zones. Conclusions Few studies used methodological approaches integrating different ES. That calls attention to the need to carry out more studies that analyze ES in riparian zones using an integrated and multiscale approach because that is how the components of the ecosystem interact and provide joint responses that may assist in decision making.
  • Testate amoebae (Amorphea, Amoebozoa, Cercozoa) as bioindicators: a scientometric review Review Article

    Silva, Yemna Gomes da; Sampaio, Gabriela Silva; Ramos, Beatriz Rodrigues D’Oliveira; Freitas, Yasmin de Góes Cohn; Nascimento, Letícia; Branco, Christina Wyss Castelo; Miranda, Viviane Bernardes dos Santos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Objetivo As amebas testáceas são protistas de vida livre reconhecidas como bioindicadores, capazes de revelar alterações ambientais apresentando variação de riqueza, diversidade e abundância de espécies. Para avaliar a produção científica relativa ao uso de amebas testáceas como bioindicadores, foi realizada uma análise cienciométrica no período de 1960 a 2020. Métodos A seleção de artigos científicos foi feita nas plataformas Google Acadêmico, Scielo, Science Direct e Online Library. Todos os artigos selecionados foram categorizados por cronologia, periódico de publicação, país, afiliação dos autores, se o estudo era empírico ou experimental, se incluía apenas amebas testáceas e aspectos do meio ambiente. Resultados Um total de 215 artigos de noventa e dois periódicos revelou um aumento notável no número de publicações nas últimas décadas. Os dois periódicos que mais publicaram dados sobre o tema foram Microbial Ecology e Ecological Indicators. Embora o maior número de trabalhos tenha sido publicado no continente europeu, os países que mais contribuíram para o tema foram o Canadá na região temperada e o Brasil nos trópicos. Edward A.D. Mitchell publicou o maior número de estudos e em termos de instituição, a Universidade Franche-Comté. A maioria dos trabalhos que associaram amebas testáceas como bioindicadores foram empíricos, realizados tecamebas habitantes de musgos e, como tal, dissociadas de outros grupos. Conclusões Apesar do aumento verificado nas publicações com testáceas como bioindicadores, nossos resultados indicam uma concentração de estudos em regiões limitadas do globo. Sob outro aspecto, um grande número de estudos avaliou a comunidade de testáceas como um todo, mostrando uma escassez de conhecimento aprofundado sobre espécies e grupos funcionais. Com isso, nosso levantamento aponta para uma grande variedade de ecossistemas aquáticos desprovidos de estudos sobre o assunto, indicando a necessidade de fomentar a pesquisa sobre o papel das amebas testáceas como bioindicadoras, em especial nas regiões tropicais.

    Abstract in English:

    Abstract: Aim The free-living protists testate amoebae are recognized as being bioindicators, able to reveal environmental alteration via remodifying richness, diversity and abundance of species. To assess the scientific production on the use of testate amoebae as bioindicators, a scientometric analysis was undertaken from 1960 to 2020. Methods The sourcing of scientific articles derived from Google Academic, Scielo, Science Direct and Online Library research platforms. All selected papers were factored according to chronology, journal of publication, country, authors’ affiliation, whether the study was empirical or experimentation, if it included solely testate amoebae or other groups of organisms, and aspects of the environment. Results A total of 215 papers from ninety-two journals revealed a notable increase in publication numbers over the last decades. The two journals that most published data on this theme were Microbial Ecology and Ecological Indicators. Whilst the largest number of papers was published in the European Continent, the countries that most contributed to the subject were Canada in the temperate region and Brazil in the tropics. Edward A.D. Mitchell published the largest number of studies and regarding institutions the Franche-Comté University. The majority of papers that associated testaceans as bioindicators were empirical, conducted with Thecamoebian inhabiting moss and as such, dissociated from other groups. Conclusions Despite a suggested uptick in research of testaceans as bioindicators, our results indicate a concentration of studies to limited regions of the globe. In another aspect, a great number of studies assess testaceans’ community as-a-whole, showing a shortage of in-depth knowledge into species and functional groups. Therefore, our survey points to a wide variety of aquatic ecosystems devoid of study matter, indicating the need to foster the research on testate amoeba's role as bioindicators especially in the tropical regions.
Associação Brasileira de Limnologia Av. 24 A, 1515, 13506-900 Rio Claro-SP/Brasil, Tel.:(55 19)3526 4227 - Rio Claro - SP - Brazil
E-mail: actalimno@gmail.com
Accessibility / Report Error