COMPOSIÇÃO INTELECTUAL COMO FRUTO DE REPERTÓRIOS MOBILIZADOS: O CASO TOBIAS BARRETO1 1 Este artigo resulta de discussões empreendidas durante sessão coordenada no IX Congresso brasileiro de História da Educação em 2017 na cidade de João Pessoa/PB e cuja pesquisa contou com recursos do edital de Apoio a Projetos de Pesquisa - MCTI/CNPq/Universal 14/2014.

INTELLECTUAL COMPOSITION AS A RESULT OF MOBILIZED REPERTOIRES: THE TOBIAS BARRETO’S CASE

Raylane Andreza Dias Navarro Barreto Sobre o autor

Resumo

O artigo busca, através do caso do jurista Tobias Barreto de Menezes (1839-1889), desvelar como se compõe o intelectual através dos repertórios mobilizados. Para tanto o conceito de repertório de Charles Tilly foi apropriado e reelaborado, desta feita para atender a ação intelectual. Assim a proposta foi a de atentar para os repertórios intelectuais, concebidos como o modo como as ideias e/ou práticas são associadas em função de uma causa e que necessariamente tem, no exercício de problematizar, sua força motriz. A ideia de repertório intelectual também contempla o perfil do sujeito da ação e a ideia mobilizada.

Palavras-chaves:
Performances; repertório; século XIX; Tobias Barreto; intelectual

Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Estrada do Caminho Velho, 333 - Jardim Nova Cidade , CEP. 07252-312 - Guarulhos - SP - Brazil
E-mail: revista.almanack@gmail.com