Teores de metais pesados em cambissolo irrigado com água residuária doméstica e água de poço

Heavy metal contents in irrigated cambisoil with domestic wastewater and well water

Adriana de Fátima Mendes Oliveira Fabrícia Gratyelli Bezerra Costa Fernandes Rafael Oliveira Batista Luiz di Souza Marcelo Tavares Gurgel Sobre os autores

Resumos

O aporte de nutrientes das águas residuárias doméstica estimula a prática do reuso na produção agrícola, porém a presença de metais pesados, mesmo que em baixas concentrações, pode acarretar problemas ambientais no longo prazo. O presente trabalho objetivou analisar os efeitos da aplicação da água residuária doméstica e água de poço na alteração dos teores de metais pesados em um cambissolo cultivado com pimenta malagueta. Para isso, uma área experimental de 744 m² foi montada no assentamento Milagres em Apodi-RN. Essa área é composta de estação de tratamento de esgoto e de sistema de irrigação por gotejamento. Os tratamentos utilizados foram T1 - 100% de aplicação água residuária doméstica tratada (ART) e 0% de água de poço (AP), T2 - 75% de ART e 25% de AP, T3 - 50% de ART e 50% de AP, T4 - 25% de ART e 75% de AP e T5 - 0% de ART e 100% de AP. No período experimental foram realizadas análises químicas da ART e AP, enquanto do solo foram coletadas amostras nas camadas de 0 a 0,20 m, 0,20 a 0,40 m e 0,40 a 0,60 m para determinação dos valores de pH e do conteúdo de cobre, zinco, ferro e manganês. Os resultados indicaram que os teores de cobre, zinco, ferro e manganês do cambissolo não foram influenciados pelas proporções de água residuária doméstica tratada e de água de poço. Os valores de pH do solo apresentaram tendência de redução nas proporções com mais água residuária doméstica tratada em relação a água de poço.

efluente; reuso; elementos traço


The supply of nutrients from domestic wastewater encourages the practice of reuse in agricultural production, but the presence of heavy metals, even at low concentrations, can cause environmental problems in the long term. This study analyzed the effects of the application of domestic wastewater and well water on heavy metal levels in a cambisoil cultivated with chili peppers. Thus, an experimental area of 744 m² was established in Milagres rural community, Apodi-RN. This area is comprised of a sewage treatment station and drip irrigation system. The treatments were T1 - 100% of treated domestic wastewater (ART) and 0% of well water (AP), T2 - 75% of ART and 25% of AP, T3 - 50% of ART and 50% of AP, T4 - 25% of ART and 75% of AP and T5 - ART 0% of ART and 100% of AP. During the experimental period we chemically analyzed ART and AP, while soil samples were collected in the layers 0 to 0.20 m, 0.20 to 0.40 m and 0.40 to 0.60 m for determination of pH and the content of copper, zinc, iron and manganese. The results indicated that the levels of copper, zinc, iron and manganese on cambisoil were not influenced by the proportions of domestic treated wastewater and well water; however, the soil pH decreased as the proportions of domestic treated wastewater increased as compared to well water.

effluent; reuse; trace elements


  • ALLEN, R. G.; PEREIRA, L. S.; RAES, D.; SMITH, M. Evapotranspiracíon del cultivo, Guías para la determinación de los requerimientos de agua de los cultivos Roma: FAO, 2006. 298p.
  • AL-NAKSHABANDI, G. A.; SAQQAR, M. M.; SHATANAWI, M. R.; FAYYAD, M.; AL-HORANI, H. Some environmental problems associated with the use of the wastewater for irrigation in Jordan. Agricultural Water Management, Amsterdam, v. 34, n. 1, p. 81-94, 1997. http://dx.doi.org/10.1016/S0378-3774(96)01287-5
  • AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION; AMERICAN WATER WORKS ASSOCIATION; WATER ENVIRONMENT FEDERATION. Standard methods for the examination of water and wastewater 22. ed. Washington, 2012. 1496p.
  • ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7229 - Projeto, construção e operação de sistemas de tanques sépticos. Rio de Janeiro, 1993. 15p.
  • AYERS, R. S.; WESTCOT, D. W. A qualidade da água na agricultura Traduzida por GHEYI, H. R.; MEDEIROS, J. F.; DAMACENO, F. A. V. Campina Grande: UFPB, 1999. 153 p. (Estudos FAO 29, 1999).
  • AZEVEDO, L. P.; OLIVEIRA, E. L. Efeitos da aplicação de efluente de tratamento de esgoto na fertilidade do solo e produtividade de pepino sob irrigação subsuperficial. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 25, n. 1, p. 253-263, 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69162005000100028
  • BATISTA, R. O.; SOUZA, J. A. R.; FERREIRA, D. C. Influência da aplicação de esgoto doméstico tratado no desempenho de um sistema de irrigação. Revista Ceres, Viçosa, v. 57, n. 1, p. 18-22, 2010.
  • BOEIRA, R. C.; LIGO, M. A. V.; DYNIA, J. F. Mineralização de nitrogênio em solo tropical tratado com lodos de esgoto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 37, n. 11, p. 1639-1647, 2002. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2002001100016
  • BRASIL. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. A questão da água no Nordeste Brasília, 2012. 436p.
  • BRASIL. Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Diário Oficial [da] União, Brasília, 2011a. Disponível em: <http://www.cvs.saude.sp.gov.br/zip/Portaria_MS_2914-11.pdf>. Acesso em: 29 dez. 2013.
  • BRASIL. Resolução nº 430, de 13 de maio de 2011. Dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera a Resolução no 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA. Diário Oficial [da] União, Brasília, 2011b. Disponível em: <http://antigo.semace.ce.gov.br/integracao/biblioteca/legislacao/conteudo_legislacao.asp?cd=95>. Acesso em: 03 ago. 2013.
  • BRASIL. Resolução no 420, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre critérios e valores orientadores de qualidade do solo quanto à presença de substâncias químicas e estabelece diretrizes para o gerenciamento ambiental de áreas contaminadas por essas substâncias em decorrência de atividades antrópicas. Diário Oficial [da] União, Brasília, 2009. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm? codlegi=620>. Acesso em: 28 ago. 2013.
  • CAPRA, A.; SCICOLONE, B. Water quality and distribution uniformity in drip/trickle irrigation systems. Journal of Agricultural Engineering Research, London, v. 70, n. 4, p. 355-365, 1998. http://dx.doi.org/10.1006/jaer.1998.0287
  • CEARÁ. Portaria no 154, de 22 de julho de 2002. Dispõe sobre padrões e condições para lançamento de efluentes líquidos gerados por fontes poluidoras. Disponível em: <http://antigo.semace.ce.gov.br/integracao/biblioteca/legislacao/conteudo_legislacao.asp?cd=95>. Acesso em: 28 mar. 2014.
  • COMISSÃO DE FERTILIDADE DO SOLO DO ESTADO DE MINAS GERAIS - CFSEMG. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais - 5ª aproximação Viçosa-MG: 1999. 359p.
  • DUARTE, A. S.; AIROLDI, R. P. S.; FOLEGATTI, M. V.; BOTREL, T. A.; SOARES, T. M. Efeitos da aplicação de efluente tratado no solo: pH, matéria orgânica, fósforo e potássio. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 12, n. 3, p. 302-310, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662008000300012
  • EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos 2. ed. Rio de Janeiro, 2006. 412p.
  • EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo 2. ed. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1997. 212 p.
  • FONSECA, A. F.; HERPIN, U.; PAULA, A. M.; VICTÓRIA, R. L; MELFI, A. J. Agricultural use of treated sewage effluents: agronomic and environmental implications and perspectives for Brazil. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 64, n. 2, p. 194-209, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162007000200014
  • FREITAS, W. S.; OLIVEIRA, R. A.; PINTO, F. A.; CECON, P. R.; GALVÃO, J. C. C. Efeito da aplicação de águas residuárias de suinocultura sobre a produção do milho para silagem. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 8, n. 1, p. 120-125, 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662004000100013
  • HESPANHOL, I. Um novo paradigma para a gestão de recursos hídricos. Estudos Avançados, São Paulo, v. 22, n. 63, p. 131-158, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142008000200009
  • HESPANHOL, I. Potencial de reuso de água no Brasil: agricultura, indústria, municípios, recarga de aquíferos. Bahia Análise & Dados, Salvador, v. 13, n. esp., p. 411-437, 2003.
  • INTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍCTICA - IBGE. Pesquisa nacional de saneamento básico 2008 Rio de Janeiro, 2010. 219p.
  • LÉON SUEMATSU, G.; CAVALLINI, J. M. Tratamento e uso de águas residuárias Tradução de GHEYI, H. R.; KÖNIG, A.; CEBALLOS, B. S. O.; DAMASCENO, F. A. V. Campina Grande: UFPB, 1999. 109p.
  • LIMA, V. I. A.; ALVES, S. M. C.; OLIVEIRA, J. F.; BATISTA, R. O.; PINHEIRO, J. G.; DI SOUZA, L. Desempenho do sistema de tratamento de água residuária de laticínios e os efeitos de sua disposição em Argissolo. Water Resources and Irrigation Management, Cruz das Almas, v. 2, n. 2, p. 93-101, 2013.
  • MOURA, F. N.; BATISTA, R. O.; SILVA, J. B. A.; FEITOSA, A. P.; COSTA, M. S. Desempenho de sistema para tratamento e aproveitamento de esgoto doméstico em áreas rurais do semiárido brasileiro. Engenharia Ambiental, Espírito Santo do Pinhal, v. 8, n. 1, p. 264-276, 2011.
  • NAKAYAMA, F. S.; BOMAN, B. J.; PITTS, D. Maintenance. In: LAMM, F. R.; AYARS, J. E.; NAKAYAMA, F. S. (Eds.). Microirrigation for crop production: design, operation, and management. Amsterdam: Elsevier, 2006. Cap. 11, p. 389 - 430.
  • NOVAIS, R. F.; ALVAREZ V, V. H.; BARROS, N. F.; FONTES, R. L. F.; CANTARUTTI, R. B.; NEVES, J. C. L. Fertilidade do solo Viçosa: SBCS, 2007. 1017p.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    30 Jun 2014
  • Data do Fascículo
    Jun 2014

Histórico

  • Recebido
    09 Fev 2014
  • Aceito
    24 Maio 2014
Instituto de Pesquisas Ambientais em Bacias Hidrográficas Instituto de Pesquisas Ambientais em Bacias Hidrográficas (IPABHi), Estrada Mun. Dr. José Luis Cembranelli, 5000, Taubaté, SP, Brasil, CEP 12081-010 - Taubaté - SP - Brazil
E-mail: ambi.agua@gmail.com