Accessibility / Report Error

Determinação simultânea de estriol, β-estradiol, 17α-etinilestradiol e estrona empregando-se extração em fase sólida (SPE) e cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC)

Simultaneous determination of estriol, β-estradiol, 17α-ethinyl estradiol and estrone employing solid phase extraction (SPE) and high performance liquid chromatography (HPLC)

Resumos

Os hormônios β-Estradiol , estrona, estriol e 17α-etinilestradiol vêm sendo detectados em efluentes principalmente porque os atuais processos de tratamento de esgotos são incapazes de removê-los, sendo uma parte descartada em corpos receptores. Estas substâncias causam danos à saúde humana e ambientais (organismos aquáticos e terrestres) por isso o seu monitoramento é necessário. No presente trabalho, empregou-se extração em fase sólida (SPE) utilizando cartuchos adsorventes de octadecil sílica (C18) e análise por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) para a determinação simultânea desses hormônios em amostra de água do Córrego Tubarão. A análise cromatográfica foi realizada em modo isocrático, fase móvel 50% ACN:H2O pH 3,0; coluna C18, vazão 1 mLmin-1, injeção 10 µL, λ = 281 nm, T=40ºC. Os limites de quantificação encontrados foram de 3,75 µgL-1 para o 17α-etinilestradiol a 7,75 µgL-1 para o estriol. Os limites de detecção encontrados foram de 1,12 µgL-1 para o 17α-etinilestradiol a 2,32 µgL-1 para o estriol. Na faixa de 0 a 60 µgL-1, os hormônios analisados apresentaram altos coeficientes de correlação (R²> 0,99). A precisão (inter e intra-ensaio) avaliada em 4 diferentes níveis de concentração apresentou coeficiente de variância (%CV) e exatidão inferiores a 3%. Foram realizados diferentes testes de extração SPE mostrando que o condicionamento utilizando-se acetonitrila, eluição com metanol mostrou valores de recuperação superiores a 75%. A metodologia validada foi aplicada na análise de uma amostra de água do córrego Tubarão (Santo André, SP) destacando-se a presença dos hormônios estriol 0,4 gL-1 e estrona 0,32 gL-1. A metodologia proposta apresentou-se adequada para a determinação de hormônios estrógenos em águas naturais.

contaminação; desreguladores endócrinos; poluentes emergentes; poluição aquática


The hormones β-Estradiol , estrone, estriol and 17a-ethinyl estradiol have been detected in effluents because the current processes of sewage treatment are unable to remove them; the residue is being discarded into receiving bodies. These substances cause harm to human and environmental health (aquatic and terrestrial organisms), which is why there is a need for monitoring them. In the present work, we used SPE methodology using C18 cartridges and a HPLC method for simultaneous determination of these hormones in effluent samples. HPLC analysis was performed in isocratic mode, mobile phase 50% ACN: H2O pH 3.0, C18 column, flow 1 mLmin-1 Injection 10 µ L, λ = 281nm, T = 40 º C. The measurements ranged from 3.75 µgL-1 for 17a-ethinylestradiol to 7.75 µgL-1 for estriol. Detection limits varied from 1.12 µgL-1 for 17a-ethinylestradiol to 2.32 µgL-1 for estriol. In the range of 0-60 µgL-1 the hormones analyzed showed high correlation coefficient (R²> 0.99). The precision (inter- and intra-assay) assessed at 4 different concentration levels presented coefficient of variance (%CV) and accuracy lower than 3%. Different tests have been performed showing that the SPE extraction using acetonitrile elution with methanol showed recovery values higher than 75%. The validated methodology was applied in the analysis of a sample of water from Tubarão Stream (Santo André, SP) highlighting the presence of the hormones estriol 0.4 µgL-1 and estrone 0.32 µgL-1. The proposed methodology was found to be adequate for the determination of estrogen hormones in natural water.

contamination; emerging pollutants; endocrine disrupters; water pollution


  • BILA, D. M.; DEZOTTI, M. Desreguladores endócrinos no meio ambiente: efeitos e conseqüências. Quim. Nova, v. 30, p. 651-666, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S010040422007000300027
  • CHANG, H.S.; CHOO, K. H.; CHO, S.J. The methods of identification, analysis, and removal of endocrine desrupting compounds (EDCs). J. Hazard. Mater., v. 172, p. 1-12, 2009. http://dx.doi.org/10.1016/jjhazmat.2009.06.135
  • GHISELLI, G. Avaliação da qualidade das águas destinadas ao abastecimento público na região de Campinas: ocorrência e determinação de Interferentes Endócrinos (IE) em produtos farmacêuticos e de higiene pessoal 2003-2006. 2006. 130f. Dissertação (Doutorado em Ciências área de concentração: Química) - Instituto de Química da Unicamp, Campinas, 2006.
  • GIROTTO, G.; NOGUEIRA, K. L.; MOURA, J. A.; SOUZA, J. B.; GIACOMETTI, L. L.; MARCHI, M. R. R. et al. Estrógenos em água: otimização da extração em fase sólida utilizando ferramentas quimiométricas. Ecl. Quím., v. 32, n. 2, p. 61-67, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-46702007000200010
  • INTERNATIONAL CONFERENCE ON HARMONISATION OF TECHNICAL REQUIREMENTS FOR REGISTRATION OF PHARMACEUTICALS FOR HUMAN USE (ICH). Harmonised tripartite guideline - validation of analytical procedures: text and methodology Q2(R1). Geneva, 2005.
  • QIUJIN, Z.; LIPING, W.; SHENGFANG, W.; WASSWA, J.; XIAOHONG, G.; JIAN, T. Selectivity of molecularly imprinted solid phase extraction for sterol compounds. Food Chem., v. 113, n. 2, p. 608-615, 2009. http://dx.doi.org/10.1016/j.foodchem.2008.07.044
  • LEGLER, J.; DENNEKAMP, M.; VETHAAK, A. D.; BROWWER, A.; KOEMAN, J. H.; VAN DER BURG, B. et al. Detection of estrogenic activity in sediment-associated compounds using in vitro reporter gene assays. Sci. Total Environ., v. 293, p.69-83, 2002. http://dx.doi.org/10.1021/jf052864f
  • LIN, Z.; HE, Q.; WANG, L.; WANG, X.; DONG, Q.; HUANG, C. Preparation of magnetic multi-functional molecularly imprinted polymer beads for determining environmental estrogens in water samples. J. of Haz. Mat., v. 252- 253, p. 57- 63, 2013. http://dx.doi.org/10.1016/j.jhazmat.2013.02.041
  • MILLER, J. N.; MILLER, J. C. Statistics and chemometrics for analytical chemistry. 5th Edition. London: Pearson Prentice Hall, 2005. 268 p.
  • REIS FILHO, R. W.; ARAUJO, J. C.; VIEIRA, E. M. Hormônios sexuais estrógenos: contaminantes bioativos. Quim. Nova, v. 29, p. 817-822, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422006000400032
  • SERVOS, R. M.; BENNIE, T. D.; BURNISON, K. B.; JURKOVIC, A; MCINNIS, R.; NEHELI, T. et al. Distribution of estrogens, 17h-estradiol and estrone in Canadian municipal wastewater treatment plants. Science of Tot. Environ., v. 336, n. 1, p. 155 170, 2005. http://dx.doi.org/10.1016Zj.scitotenv.2004.05.025
  • SODRÉ, F. F.; MONTAGNER, C. C.; LOCATELLI, M. A. F.; JARDIM, W. F. Sistema limpo em linha para extração em fase sólida de contaminantes emergentes em águas naturais. Quim. Nova, v. 33, p. 216-219, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S010040422010000100037
  • VERBINENN, R. T.; NUNES, G. S.; VIEIRA, E. M. Determinação de hormônios estrógenos em água potável utilizando CLAE-DAD. Quim. Nova, v. 33, p. 1837-1842, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422010000900003

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    31 Out 2014
  • Data do Fascículo
    Dez 2014

Histórico

  • Recebido
    19 Mar 2014
  • Aceito
    17 Set 2014
Instituto de Pesquisas Ambientais em Bacias Hidrográficas Instituto de Pesquisas Ambientais em Bacias Hidrográficas (IPABHi), Estrada Mun. Dr. José Luis Cembranelli, 5000, Taubaté, SP, Brasil, CEP 12081-010 - Taubaté - SP - Brazil
E-mail: ambi.agua@gmail.com