Nulidade de GSTT1/GSTM1 relacionada à pesticidas associa-se com doença de Parkinson

Marcela Augusta de Souza Pinhel Caroline Leiko Sado Gabriela dos Santos Longo Michele Lima Gregório Gisele Sousa Amorim Greiciane Maria da Silva Florim Camila Montoro Mazeti Denise Poltronieri Martins Fábio de Nazaré Oliveira Marcelo Arruda Nakazone Waldir Antonio Tognola Dorotéia Rossi Silva Souza Sobre os autores

Fatores genéticos e ambientais influenciam a patogênese da doença de Parkinson (DP). Variantes genéticas das enzimas glutationa S-transferases (GST) parecem estar envolvidas com a doença. Os objetivos deste estudo foram avaliar a influência de variantes genéticas de GST (GSTT1/GSTM1) e sua associação com exposição a toxinas ambientais em pacientes com DP. Foram estudados 254 pacientes com DP e 169 controles. As variantes para GSTM1/GSTT1 foram analisadas por reação em cadeia da polimerase. Para análise estatística foram aplicados os testes de Fisher e do χ2 (p<0,05). Tanto a presença quanto a nulidade para GSTT1 e GSTM1 foram semelhantes em pacientes e controles. A nulidade para GSTT1 e GSTM1 (0/0) e contato com agrotóxicos prevaleceu nos pacientes (18%) em relação aos controles (13%, p=0,014). Este estudo sugere associação entre DP e contato prévio com agrotóxicos, cujo efeito parece potencializado em combinação com nulidade para GSTT1/GSTM1.

doença de Parkinson; glutationa transferase; polimorfismo genético; xenobióticos


Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices Torre Norte, 04101-000 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.arquivos@abneuro.org