Efeitos da relação semântica, repetição de palavras e extensão das listas na recordação de pacientes com doença de Alzheimer

INTRODUÇÃO: Relacionamento semântico e repetição facilitam a recordação livre mas não se sabe se esses fatores continuam efetivos na demência. MÉTODO: O desempenho de pacientes com doença de Alzheimer (MILD-Alz e MOD-Alz) foi comparado com o de idosos sadios na recordação livre de listas de 15 palavras, utilizando quatro diferentes conjuntos de listas que continham ou não palavras relacionadas nas posições intermediárias, palavras repetidas, ou ainda palavras repetidas e semanticamente relacionadas. RESULTADOS: O terceiro pico usual na recordação das palavras semanticamente relacionadas não foi observado em MOD-Alz; a repetição não aumentou a recordação dos pacientes; a combinação de relacionamento e repetição beneficiou apenas MILD-Alz. Em outro experimento, com palavras intermediárias relacionadas ou não, e em que a extensão das listas foi reduzida para 9 palavras, observou-se facilitação semântica em MILD-Alz e MOD-Alz. CONCLUSÃO: A progressão da demência diminui a eficácia de fatores facilitadores da recordação.

memória; recordação livre de palavras; doença de Alzheimer; relação semântica; repetição


Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices Torre Norte, 04101-000 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.arquivos@abneuro.org