Hiponatremia grave e síndrome da secreção inapropriada de hormônio antidiurético (SSIHAD) associada com fluoxetina: relato de caso

A hiponatremia é complicação significativa do tratamento com inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS). Descrevemos o caso de uma paciente de 53 anos de idade que iniciou uso de fluoxetina 20 mg/dia para depressão. Nove dias depois, a paciente apresentou fraqueza, náusea, progredindo para confusão, inapetência e vômitos. Três horas depois ela tornou-se irresponsiva e teve uma crise convulsiva generalizada. Foi então trazida ao nosso serviço de emergência. Na admissão, a paciente estava normovolêmica, sem déficits motores focais, mas apresentava leve rigidez muscular generalizada e sinal de Babinski bilateralmente. O sódio sérico era 105 mmol/L, osmolaridade sérica, 220 mmol/L, e osmolaridade urinária, 400 mmol/L. Os outros exames laboratoriais, Raio-X do pulmão, líquido cefalorraqueano e tomografia do crânio eram normais. Ela foi diagnosticada como tendo SSIHAD induzida por fluoxetina sendo esta descontinuada. Nós iniciamos a correção da hiponatremia e, em 5 dias, o estado mental da paciente gradualmente retornou ao normal, paralelamente a resolução da hiponatremia. SSIHAD e hiponatremia devem ser consideradas em um paciente que apresenta deterioração de sua condição clinica quando estiver em uso de ISRS. O uso de antidepressivos ISRS deve ser lembrado no diagnóstico diferencial de hiponatremia induzida por drogas.

antidepressivos; fluoxetina; síndrome da secreção inapropriada de hormônio antidiurético; inibidores de recaptação de serotonina


Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices Torre Norte, 04101-000 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.arquivos@abneuro.org