Astrocitomas do cerebelo na infância: experiência em 25 casos

Cerebellar astrocytomas in childhood: experience on 25 cases

Nilton Domingos Cabral Orildo Ciquini Jr. Hamilton Matushita Valdir Delmiro Neves José Píndaro Pereira Plese Sobre os autores

É relatada a experiência do Serviço de Neurocirurgia do Hospital das Clínicas da FMUSP com o tratamento neurocirurgia) de 25 crianças com astrocytoma do cerebelo no período de 1982 a 1994. São analisados incidência, quadro clínico, localização, forma de apresentação, anatomia patológica, recidivas e tratamento. A série incluiu crianças até 10 anos com pico de incidência (7 casos ) aos 7 anos. Os sintomas iniciais mais frequentes foram: cefaléia, vômitos e distúrbios da marcha. Não houve mortalidade cirúrgica. Os autores concluem que a ressecção cirúrgica radical é a melhor forma de tratamento para estes tumores e que a radioterapia somente está indicada para tumores histologicamente malignos.

astrocytoma cerebelar; tumor intracraniano; infância


Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices Torre Norte, 04101-000 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.arquivos@abneuro.org
Accessibility / Report Error