Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade e pacientes em reabilitação de drogadição

Carlos Henrique Ferreira Camargo Tarcísio Fanha Dornelles Karin Barszcz Eduardo Antunes Martins Sobre os autores

RESUMO

Objetivo

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é caracterizado por um padrão de desatenção ou hiperatividade. Este estudo investigou relações entre TDAH e dependência de substância.

Métodos

Prevalência e gravidade de TDAH e de uso de substância foram avaliadas em oitenta pacientes adultos de comunidades terapêuticas.

Resultados

Não houve diferença de prevalência de uso e dependência de substância entre pacientes com e sem TDAH. Pacientes TDAH tiveram menor idade de admissão (p = 0,004) e de primeiro contato com cocaína (p = 0,033). Em pacientes TDAH, houve correlação negativa entre idade de primeiro uso de cannabis e gravidade do uso de cannabis (p = 0,017) e cocaína (p = 0,033).

Conclusões

Mesmo sem haver diferença na prevalência de uso de substância entre os grupos, conclui-se que o TDAH nos pacientes de comunidade terapêutica pode ter induzido padrão diferente da drogadição, como idade precoce de admissão e de uso de cocaína, e uso mais grave de cocaína relacionado a contato precoce com cannabis.

transtorno do deficit de atenção com hiperatividade; transtornos relacionados ao uso de substâncias; cocaína

Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices Torre Norte, 04101-000 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.arquivos@abneuro.org