Neurocisticercose: um estudo epidemiológico em duas pequenas comunidades rurais

Os autores relatam os resultados de estudo epidemiológico sobre cisticercose humana e suína em duas pequenas comunidades rurais do Paraná: Postinho (P) e Tigre (T). A prevalência de epilepsia foi de 2,04% (P) e 2,25% (T). Neurocisticercose foi diagnosticada em 0,47% (P) e 0,93% (T) da população. Cisticercose foi observada em 12,8% (P) e 27,8% (T) no rebanho suíno. Exames parasitológicos foram positivos para Taenia sp. em 4,3% (P) e 4,6% (T). A infestação humana e suína hiperendêmica nessas comunidades parece estar relacionada aos precários hábitos higiênicos e às condições sanitárias da população, além do regime de criação solto dos suínos, permitindo seu livre acesso aos dejetos humanos.


Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices Torre Norte, 04101-000 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.arquivos@abneuro.org