Arquivos de Neuro-Psiquiatria, Volume: 70, Número: 8, Publicado: 2012
  • Bandas IgG oligoclonais no líquido cefalorraquidiano na esclerose múltipla: o que isso significa?

    Puccioni-Sohler, Marzia
  • Frequência e manifestações clínicas da síndrome pós-poliomielite em um centro terciário brasileiro Articles

    Quadros, Abrahão Augusto Juviniano; Conde, Mônica Tilli Reis Pessoa; Marin, Luis Fabiano; Silva, Helga Cristina Almeida; Silva, Tatiana Mesquita e; Paula, Maria Bernadete Eduardo de; Pereira, Roberto Dias Batista; Ramos, Paulo Eduardo; Abe, Gislane; Oliveira, Acary Souza Bulle

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Determinar a frequência e as manifestações clínicas de pacientes com síndrome pós-poliomielite (SPP) em um setor terciário de doenças neuromusculares brasileiro. MÉTODOS: Um total de 167 pacientes com história prévia de poliomielite paralítica foi estudado para diagnóstico de SPP, de acordo com critérios diagnósticos internacionais. Além da SPP, as variáveis analisadas foram: gênero, raça, idade à época da poliomielite aguda e idade no início dos sintomas da SPP. RESULTADOS: Cento e vinte e nove pacientes apresentaram SPP, correspondendo a 77,2% da população estudada. Mulheres constituíram 62,8% dos pacientes e os homens, 37,2%. A média de idade dos pacientes com SPP à época do início dos sintomas foi de 39,9±9,69 anos. Suas principais manifestações clínicas foram: manifestações novas de fraqueza em membros previamente afetados (69%) e em membros aparentemente não afetados (31%); dores articulares (79,8%); fadiga (77,5%); dor muscular (76%) e intolerância ao frio (69,8%). CONCLUSÕES: A maioria dos pacientes da presente casuística apresentou SPP. No Brasil, a frequência e as características clínicas da SPP são similares às observadas em outros países.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: To determine the frequency and clinical manifestations of patients with post-poliomyelitis syndrome (PPS) in a Brazilian division of neuromuscular disorders. METHODS: A total of 167 patients with prior history of paralytic poliomyelitis was investigated for PPS, based on international diagnostic criteria. Other variables analyzed were: gender, race, age at poliomyelitis infection, age at PPS onset, and PPS symptoms. RESULTS: One hundred and twenty-nine patients presented PPS, corresponding to 77.2% of the studied population. 62.8% were women and 37.2% were men. Mean age of patients with PPS at onset of PPS symptoms was 39.9±9.69 years. Their main clinical manifestations were: new weakness in the previously affected limbs (69%) and in the apparently not affected limbs (31%); joint pain (79.8%); fatigue (77.5%); muscle pain (76%); and cold intolerance (69.8%). CONCLUSIONS: Most patients of our sample presented PPS. In Brazil, PPS frequency and clinical features are quite similar to those of other countries.
  • Oligoclonal bands in the cerebrospinal fluid and increased brain atrophy in early stages of relapsing-remitting multiple sclerosis Articles

    Rojas, Juan Ignacio; Patrucco, Liliana; Tizio, Santiago; Cristiano, Edgardo

    Resumo em Espanhol:

    OBJETIVO: Evaluar si la presencia de bandas oligoclonales (BO) en líquido cefalorraquídeo (LCR) de pacientes con esclerosis múltiple recaídaremisión (EMRR) se asociaba con mayor atrofia cerebral al inicio de la enfermedad. MÉTODOS: Pacientes con EMRR con menos que dos años del inicio de la enfermedad y en quiénes se realizó la búsqueda de IgG-BO en LCR fueron incluidos. SIENAX fue usado para la medición del volumen cerebral total (VCT), volumen de substancia gris (VSG) y volumen de sustancia blanca (VSB). RESULTADOS: Cuarenta pacientes fueron incluidos, 29 tenían IgG-BO positivo. No fueron encontradas diferencias entre pacientes positivos y negativos en: género, expanded disability status scale (EDSS), tratamiento recibido y carga lesional en resonancia magnética. El VCT en pacientes IgG-BO positivos fue de 1,5 mm³ x 10(6) versus 1,64 mm³ x 10(6) en BO negativo (p=0,02). El VSG fue 0,51 mm³ x 10(6) BO positivo versus 0,62 mm³ x 10(6) BO negativo (p=0,002). No fueron encontradas diferencias en VSB (p=0,09). CONCLUSIONES: La presencia de IgG-BO en el LCR se asoció con signos de neurodegeneración temprana en este estudio.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: To determine if the presence of oligoclonal bands (OB) at early stages of multiple sclerosis was associated with higher brain atrophy, when compared with patients without OB. METHODS: Relapsing-remitting multiple sclerosis (RRMS) patients with less than two years of disease onset and OB detection in cerebrospinal fluid (CSF) were included. SIENAX was used for total brain volume (TBV), gray matter volume (GMV), and white matter volume (WMV). RESULTS: Forty patients were included, 29 had positive IgG-OB. No differences were found between positive and negative patients in gender, expanded disability status scale (EDSS), treatment received, and T2/T1 lesion load. TBV in positive IgG-OB patients was 1.5 mm³ x 10(6) compared with 1.64 mm³ x 10(6) in the negative ones (p=0.02). GMV was 0.51 mm³ x 10(6) in positive IgG-OB compared with 0.62 mm³ x 10(6) in negative ones (p=0.002). No differences in WMV (p=0.09) were seen. CONCLUSIONS: IgG-OB in the CSF was related to neurodegeneration magnetic resonance (MR) markers in early RRMS.
  • Shunt direita-esquerda e hipercoagulabilidade: embolia paradoxal pode ser responsável pelo AVC na síndrome antifosfolipídica? Articles

    Zamproni, Laura Nicoleti; Zétola, Viviane Flumignan; Lange, Marcos Christiano

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: O forame oval patente está associado com embolia paradoxal e acidente vascular cerebral isquêmico (AVCi). Estados de hipercoagulabilidade, como a síndrome antifosfolipídica (SAF), podem facilitar esse processo, aumentando a formação de coágulos. O objetivo deste estudo foi verificar se pacientes com SAF e AVCi apresentam maior frequência de shunt direita-esquerda (SDE), comparados a pacientes com SAF sem AVCi. MÉTODOS: Cinquenta e três pacientes com SAF foram testados para SDE usando Doppler transcraniano contrastado (DTCc): 23 com AVCi (Grupo AVC) e 30 sem história de AVCi (Grupo Controle). RESULTADOS: DTCc foi positivo em 15 pacientes (65%) do Grupo AVC e em 16 pacientes (53%) no Grupo Controle (p=0,56). A proporção de pacientes com pequeno SDE (<10 HITS) e grande SDE (>10 HITS) foi semelhante nos dois grupos. Não houve diferença significativa entre os grupos. CONCLUSÕES: Nossos dados não sugerem que embolia paradoxal seja causa importante de AVCi em pacientes com SAF.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: Patent foramen ovale is associated with paradoxical embolism (PE) and stroke. Hypercoagulable states, such as antiphospholipid syndrome (APS), can exacerbate PE by increasing clot formation. The aim of this study was to verify whether patients with APS and stroke present a right-to-left shunt (RLS) with greater frequency than patients with APS but without stroke. METHODS: Fifty-three patients with APS were tested for RLS using contrast-enhanced transcranial Doppler (cTCD): 23 patients had a history of stroke (Stroke Group) and 30 had no history of stroke (No-stroke Group). RESULTS: cTCD was positive in 15 patients (65%) from the Stroke Group and in 16 patients (53%) in the No-stroke Group (p=0.56). The proportion of patients with a small RLS (<10 high-intensity transient sign or HITS) and a large RLS (>10 HITS) was similar between the groups without significant difference. CONCLUSIONS: Our data do not support the theory that paradoxical embolism may play an important role in stroke in APS patients.
  • Fatores de risco para alteração cognitiva em escolares nascidos pré-termo: aplicação de modelo hierarquizado Articles

    Rodrigues, Maura Calixto Cecherelli de; Mello, Rosane Reis de; Silva, Kátia Silveira da; Carvalho, Márcia Lazaro de

    Resumo em Português:

    O objetivo foi analisar fatores associados à alteração cognitiva na idade escolar de crianças nascidas prematuras de muito baixo peso (PMBP). Uma coorte prospectiva de 65 crianças PMBP foi avaliada aos oito anos através da Escala de Inteligência Wechsler para Crianças. Um modelo para relação das variáveis com o desfecho alteração cognitiva reconheceu níveis hierárquicos: distal (variáveis socioeconômicas), intermediário I e II (variáveis perinatais e neonatais; variáveis pós-neonatais) e proximal (saúde da criança e estímulo psicossocial). Foi realizada análise de regressão logística multivariada. Na regressão logística hierarquizada multivariada, a escolaridade materna (OR=0,77; IC95% 0,63-0,94) e o número de consultas no pré-natal (OR=0,73; IC95% 0,54-0,99) mostraram uma associação protetora; porém o sexo masculino (OR=7,3; IC95% 1,54-35,3) foi associado a piores resultados. O desempenho cognitivo dos PMBP na idade de oito anos é beneficiado pela maior escolaridade das mães, melhor assistência pré-natal e pelo bebê ser do sexo feminino.

    Resumo em Inglês:

    The purpose was to analyze factors associated with cognitive impairment in very low birth weight (VLBW) children born preterm. A prospective cohort of 65 VLBW children was assessed at the age of eight years using the Wechsler Intelligence Scale for Children. A model for the relationship of variables with the cognitive impairment outcome attributed hierarchical levels: distal (socioeconomic variables), intermediate I and II (perinatal and neonatal variables, post-neonatal variables) and proximal (child health and psychosocial stimulation). A multivariate logistic regression was performed. In the multivariate hierarchical logistic regression, the maternal education (OR=0.77, 95%CI 0.63-0.94) and number of prenatal visits (OR=0.73, 95%CI 0.54-0.99) showed a protective association, but the male (OR=7.3, 95%CI 1.54-35.3) was associated with worse results. The VLBW children cognitive performance in the age of eight years benefits from more educated mothers, better prenatal care, and the baby gender as female.
  • Valor prognóstico da sensibilidade dolorosa do polegar na plexopatia braquial relacionada ao parto Articles

    Heise, Carlos O.; Martins, Roberto S.; Foroni, Luciano H.; Siqueira, Mário G.

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Avaliar o valor prognóstico da hipoestesia dolorosa no polegar em recém-nascidos e lactentes jovens com plexopatia braquial obstétrica. MÉTODOS: Avaliamos 131 pacientes com plexopatia braquial obstétrica com menos de dois meses de idade. A sensação dolorosa foi provocada pela compressão do leito ungueal do polegar para avaliar fibras sensitivas do tronco superior (C6). Os pacientes foram seguidos mensalmente. Prognóstico desfavorável foi atribuído aos pacientes sem força antigravitacional para flexão do cotovelo aos seis meses de idade. RESULTADOS: Trinta pacientes apresentaram hipoestesia dolorosa do polegar, dos quais 26 tiveram prognóstico desfavorável. A sensibilidade do teste foi de 65% e a especificidade 96%. CONCLUSÃO: A avaliação da sensibilidade dolorosa do polegar deve ser incluída na avaliação clínica de pacientes com plexopatia braquial obstétrica.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: To evaluate the prognostic value of absent thumb pain sensation in newborns and young infants with birth brachial plexopathy. METHODS: We evaluated 131 patients with birth brachial plexopathy with less than two months of age. Pain sensation was evoked by thumb nail bed compression to evaluate sensory fibers of the upper trunk (C6). The patients were followed-up monthly. Patients with less than antigravity elbow flexion at six months of age were considered to have a poor outcome. RESULTS: Thirty patients had absent thumb pain sensation, from which 26 showed a poor outcome. Sensitivity of the test was 65% and specificity was 96%. CONCLUSION: Evaluation of thumb pain sensation should be included in the clinical assessment of infants with birth brachial plexopathy.
  • Diferenças na idade de aquisição da marcha entre lactentes pré-termo de baixo risco e a termo saudáveis Articles

    Restiffe, Ana P.; Gherpelli, José Luiz D.

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Comparar o desenvolvimento motor de lactentes pré-termo sem paralisia cerebral (PT) com lactentes normais nascidos a termo (T), de acordo com Escala Motora Infantil de Alberta (AIMS); comparar idade da marcha entre PT e T e se a idade da marcha em PT é passível de ser afetada. MÉTODOS: Estudo prospectivo com 101 PT e 52 T, seguidos mensalmente até que todos os itens da AIMS tivessem sido observados. Resultados: Os escores médios apresentaram semelhanças entre os grupos, com exceção do oitavo ao décimo meses. Os lactentes T iniciaram marcha antes dos PT. Peso, estatura ao nascimento e tempo de internação na unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN) foram preditivos. CONCLUSÃO: O desenvolvimento motor entre PT e T foi semelhante, exceto entre o oitavo e o décimo meses de idade. PT andaram mais tardiamente e variáveis preditivas foram peso, estatura ao nascimento e o tempo de permanência na UTIN.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: To compare gross motor development of preterm infants (PT) without cerebral palsy with healthy full-term (FT) infants, according to Alberta Infant Motor Scale (AIMS); to compare the age of walking between PT and FT; and whether the age of walking in PT is affected by neonatal variables. METHODS: Prospective study compared monthly 101 PT and 52 FT, from the first visit, until all AIMS items had been observed. Results: Mean scores were similarity in their progression, except from the eighth to tenth months. FT infants were faster in walking attainment than PT. Birth weight and length and duration of neonatal nursery stay were related to walking delay. CONCLUSION: Gross motor development between PT and FT were similar, except from the eighth to tenth months of age. PT walked later than FT infants and predictive variables were birth weight and length, and duration of neonatal intensive unit stay.
  • Validação da versão brasileira da escala de congelamento da marcha Articles

    Baggio, Jussara A. Oliveira; Curtarelli, Mônica B.; Rodrigues, Guilherme R.; Tumas, Vitor

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Validar a escala de congelamento da marcha (FOG-Q) para a população brasileira com doença de Parkinson (DP). MÉTODOS: Cento e sete pacientes com diagnóstico de DP foram avaliados através da versão reduzida da escala UPDRS motora (UPDRSm), HY (Hoehn e Yahr), SE (Schwab e England), escala de equilíbrio de Berg (BBS), escala internacional de medo de quedas (FES-I), escala de marcha e equilíbrio (GABS) e FOG-Q. RESULTADOS: 47,7% dos pacientes com DP foram identificados com congelamento da marcha. Este grupo obteve resultados significativamente piores nas UPDRSm, FOGQ, FES-I, BBS, GABS e no item de congelamento da UPDRS em comparação ao grupo sem o sintoma. A consistência interna da escala foi 0,86, a confiabilidade inter-examinador 0,82 e intra-examinador 0,78. Curva ROC de 0,94, sensibilidade 0,90 e especificidade 0,92. CONCLUSÃO: Nosso estudo demonstra que a versão brasileira da escala de congelamento da marcha é válida para avaliar o congelamento da marcha em pacientes com DP.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: To validate the freezing of gait questionnaire (FOG-Q) for a Brazilian population of Parkinson's disease (PD) patients. METHODS: One hundred and seven patients with a diagnosis of PD were evaluated by shortened UPDRS motor scale (sUPDRm), Hoehn and Yahr (HY), Schwab and England scale (SE), Berg balance scale (BBS), falls efficacy scale international (FES-I), gait and balance scale (GABS), and the FOG-Q Brazilian version. RESULTS: 47.7% of PD patients had FOG episodes; this group had worse scores on sUPDRSm, FOGQ, FES-I, BBS, GABS and FOG item of UPDRS when compared to the PD group without FOG. The internal consistency was 0.86, intra-rater 0.82 and inter-rater 0.78. The FOG-Q Brazilian version was significantly correlated with items related to gait and balance. The ROC curve was 0.94, the sensitivity was 0.90and specificity was 0.92. CONCLUSION: Our study suggests that the FOG-Q Brazilian version is a reliable and valid instrument for assessing FOG in PD patients.
  • Escala de resultados de Glasgow por ocasião da alta hospitalar como indicador prognóstico em pacientes com traumatismo cranioencefálico grave Articles

    Oliveira, Rosmari A.R.A.; Araújo, Sebastião; Falcão, Antonio L.E.; Soares, Silvia M.T.P.; Kosour, Carolina; Dragosavac, Desanka; Cintra, Eliane A.; Cardoso, Ana Paula D.; Thiesen, Rosana A.

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Avaliar a escala de resultados de Glasgow (ERG) à alta hospitalar (ERG-ALTA) como indicador prognóstico em pacientes com traumatismo cranioencefálico (TCE). MÉTODO: Dados retrospectivos de 45 pacientes (36 homens), com escala de coma de Glasgow <8, idade 25±10 anos, foram coletados do prontuário médico. Posteriormente, em visita domiciliar, foram pontuadas duas medidas: ERG-ALTA (de acordo com informações de familiares) e ERG TARDIA (após 12 meses do TCE). RESULTADOS: Por ocasião da alta hospitalar, a ERG evidenciou: estado vegetativo (EV) em 2 (4%); incapacidade grave (IG) em 27 (60%), incapacidade moderada (IM) em 15 (33%) e boa recuperação (BR) em 1 (2%). Após 12 meses: morte em 5 (11%), EV em 1 (2%), IG em 7 (16%), IM em 9 (20%) e BR em 23 (51%). Variáveis associadas com má evolução foram: pior ERG-ALTA (p=0,03); procedimentos neurocirúrgicos (p=0,008) e o tipo de lesão cerebral (p=0,009). CONCLUSÃO: A ERG-ALTA foi indicador adequado de prognóstico tardio em pacientes com TCE grave.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: Evaluate the Glasgow outcome scale (GOS) at discharge (GOS-HD) as a prognostic indicator in patients with traumatic brain injury (TBI). METHOD: Retrospective data were collected of 45 patients, with Glasgow coma scale <8, age 25±10 years, 36 men, from medical records. Later, at home visit, two measures were scored: GOS-HD (according to information from family members) and GOS LATE (12 months after TBI). RESULTS: At discharge, the ERG showed: vegetative state (VS) in 2 (4%), severe disability (SD) in 27 (60%), moderate disability (MD) in 15 (33%) and good recovery (GR) in 1 (2%). After 12 months: death in 5 (11%), VS in 1 (2%), SD in 7 (16%), MD in 9 (20%) and GR in 23 (51%). Variables associated with poor outcome were: worse GOS-HD (p=0.03), neurosurgical procedures (p=0.008) and the kind of brain injury (p=0.009). CONCLUSION: The GOS-HD was indicator of prognosis in patients with severe TBI.
  • Neuroproteção hipotérmica pré, intra e pós-isquêmica na isquemia cerebral focal temporária em ratos: análise morfométrica Articles

    Dezena, Roberto Alexandre; Colli, Benedicto Oscar; Carlotti Junior, Carlos Gilberto; Tirapelli, Luís Fernando

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Avaliar a neuroproteção da hipotermia leve, aplicada em diferentes momentos, durante isquemia cerebral focal temporária em ratos. MÉTODOS: Ratos foram divididos em grupos: Controle (C), Sham (S), Controle-isquêmico (IC), Hipotermia Pré-isquêmica (IH1), Hipotermia Intra-isquêmica (IH2) e Hipotermia Pós-isquêmica (IH3). A morfometria foi realizada em secções coronais coradas por Luxol Fast Blue através do programa KS400 (Carl Zeiss®). Foram calculados áreas e volumes isquêmicos. RESULTADOS: Estatisticamente, áreas azuis demonstraram diferença entre os grupos C vs. IC, IC vs. IH1 e IC vs. IH2 (p=0,0001; p=0,01; p=0,03), e nenhuma diferença entre C vs. S, IC vs. IH3 e IH vs. IH2 (p=0,39; p=0,85; p=0,63). Áreas vermelhas demonstraram diferença entre C vs. IC, IC vs. IH1 e IC vs. IH2 (p=0,0001; p=0,009; p=0,03), e nenhuma diferença entre C vs. S, IC vs. IH3 e IH1 vs. IH2 (p=0,48; p=0,27; p=0,68). Áreas isquêmicas médias e volumes isquêmicos demonstraram diferença entre os grupos IC vs. IH1 e IC vs. IH2 (p=0,0001 and p=0,0011), e nenhuma diferença entre IC vs. IH3 and IH1 vs. IH2 (p=0,57; p=0,79). CONCLUSÃO: Hipotermias pré-isquêmica e intra-isquêmica demonstraram neuroproteção em grau semelhante, o que não ocorreu com hipotermia pós-isquêmica.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: To evaluate the neuroprotection of mild hypothermia, applied in different moments, in temporary focal cerebral ischemia in rats. METHODS: Rats was divided into Control (C), Sham (S), Ischemic-control(IC), Pre-ischemic Hypothermia (IH1), Intra-ischemic Hypothermia (IH2), and Post-ischemic Hypothermia (IH3) groups. Morphometry was performed using the KS400 software (Carl Zeiss®) in coronal sections stained by Luxol Fast Blue. Ischemic areas and volumes were obtained. RESULTS: Statistically, blue areas showed difference for C vs. IC, IC vs. IH1 and IC vs. IH2 (p=0.0001; p=0.01; p=0.03), and no difference between C vs. S, IC vs. IH3 and IH vs. IH2 (p=0.39; p=0.85; p=0.63). Red areas showed difference between C vs. IC, IC vs. IH1 and IC vs. IH2 (p=0.0001; p=0.009; p=0.03), and no difference between C vs. S, IC vs. IH3 and IH1 vs. IH2 (p=0.48; p=0.27; p=0.68). Average ischemic areas and ischemic volumes showed difference between IC vs. IH1 and IC vs. IH2 (p=0.0001 and p=0.0011), and no difference between IC vs. IH3 and IH1 vs. IH2 (p=0.57; p=0.79). CONCLUSION: Pre-ischemic and intra-ischemic hypothermia were shown to be similarly neuroprotective, but this was not true for post-ischemic hypothermia.
  • Depressão na doença de Parkinson: diagnóstico e tratamento Views And Reviews

    Costa, Flavio Henrique de Rezende; Rosso, Ana Lucia Zuma; Maultasch, Henryk; Nicaretta, Denise Hack; Vincent, Maurice Borges

    Resumo em Português:

    A prevalência dos sintomas não motores na doença de Parkinson (DP) é considerada elevada. A depressão varia entre 20 e 50% dos pacientes e está associada a maior incapacidade. A presença de anedonia e/ou humor deprimido são os sintomas-chave. As escalas recomendadas para o rastreamento de depressão são: HAM-D, BDI, HADS, MADRS e GDS. Aquelas recomendadas para estimar a gravidade da depressão são: HAM-D, MADRS, BDI e SDS. Nos pacientes com depressão leve, devem ser escolhidas intervenções não farmacológicas. Nos pacientes com sintomas moderados, está indicada a terapia com antidepressivos. A escolha de um antidepressivo deve se basear principalmente nas comorbidades e características de cada paciente. A amitriptilina e nortriptilina são as drogas mais estudadas, porém devem ser prescritas com cautela em pacientes idosos. Outros antidepressivos que podem ser prescritos são: citalopram, escitalopram, sertralina, bupropiona, trazodona, venlafaxina, mirtazapina e duloxetina. O agonista dopaminérgico pramipexole é uma opção para o tratamento.

    Resumo em Inglês:

    The prevalence of non-motor symptoms in Parkinson's disease (PD) is high. Depression varies from 20 to 50% of the PD patients, and is associated with increasing disability. The key characteristics of depression are anhedonia and low mood. The recommended scales for screening purposes are: HAM-D, BDI, HADS, MADRS and GDS. As for measurement of severity: HAM-D, MADRS, BDI and SDS. In cases with mild depression, non-pharmacological intervention is the treatment of choice. In moderate depression, antidepressants are required. The choice of an antidepressant should be based mainly on the comorbidities and unique features of the patient. Evidence for antidepressant effectiveness is seen mostly with amitriptyline and nortriptyline, but one should be cautious in elderly patients. Other antidepressants that can be prescribed are: citalopram, escitalopram, sertraline, bupropion, trazodone, venlafaxine, mirtazapine and duloxetin. The dopaminergic agonist pramipexole is a treatment option.
  • Diretrizes para tratamento do acidente vascular isquêmico: parte I Guidelines

    Oliveira-Filho, Jamary; Martins, Sheila Cristina Ouriques; Pontes-Neto, Octávio Marques; Longo, Alexandre; Evaristo, Eli Faria; Carvalho, João José Freitas de; Fernandes, Jefferson Gomes; Zétola, Viviane Flumignan; Gagliardi, Rubens José; Vedolin, Leonardo; Freitas, Gabriel Rodríguez de
  • Doença de Machado-Joseph no Brasil: das primeiras descrições até a emergência como a ataxia espinocerebelar mais comum Historical Note

    Pedroso, José Luiz; Braga-Neto, Pedro; Radvany, João; Barsottini, Orlando Graziani Povoas

    Resumo em Português:

    A doença de Machado-Joseph é uma enfermidade autossômica dominante de origem açoriana primeiramente descrita em 1972. Desde então, vários pesquisadores brasileiros têm estudado as implicações clínicas e genéticas relacionadas com a doença. Atualmente, a doença de Machado-Joseph é considerada a ataxia espinocerebelar mais frequente em todo o mundo. Ainda não há terapia específica para interromper a progressão da doença de Machado-Joseph. Mas o mecanismo fisiopatológico complexo, as características relacionadas às questões genéticas, a variabilidade fenotípica, o envolvimento global do sistema nervoso e os desafios terapêuticos continuam a atrair investigadores no campo das ataxias espinocerebelares. Pesquisadores brasileiros têm se destacado na investigação e na busca de novos conhecimentos sobre a doença Machado-Joseph.

    Resumo em Inglês:

    Machado-Joseph disease is an autosomal dominant inherited disorder of Azorean ancestry firstly described in 1972. Since then, several Brazilian researchers have studied clinical and genetic issues related to the disease. Nowadays, Machado-Joseph disease is considered the most common spinocerebellar ataxia worldwide. Machado-Joseph disease still has no specific therapy to arrest progression, but the unclear pathophysiological mechanism, features related to genetic characteristics, phenotype variability, apparently global involvement of the nervous system in the disease and the therapeutic challenges continue to attract investigators in the field of spinocerebellar ataxias. Brazilian researchers have distinguished themselves in the ongoing investigation seeking new knowledge about Machado-Joseph disease.
  • Cartas de Dom Pedro II para o professor Brown-Séquard: correspondência imperial e neurofisiologia Historical Note

    Teive, Hélio A. G.; Germiniani, Francisco M. B.; Munhoz, Renato P.; Lees, Andrew J.

    Resumo em Português:

    Os autores analisaram o conteúdo de cartas selecionadas escritas por Dom Pedro II, o Imperador do Brasil, entre 1876 e 1885, e dirigidas ao Doutor Brown-Séquard, um famoso neurofisiologista. O conteúdo das cartas versa principalmente sobre os problemas de saúde da esposa do Imperador, a Princesa Thereza Cristina, bem como sobre seu interesse em fomentar a pesquisa no estudo fisiológico do sistema nervoso.

    Resumo em Inglês:

    The authors have analyzed the content of a selection of letters written by Dom Pedro II, the Emperor of Brazil, and sent to Doctor Charles Brown-Séquard, the famous neurologist, between 1876 and 1885. The content of those letters focuses mainly on his wife's, Princess Thereza Cristina, health issues and Dom Pedro's personal desire to foster the research into the physiological study of the nervous system.
  • Hemangioendotelioma epitelioide cerebral com envolvimento torácico simultâneo: achados nas técnicas não convencionais de ressonância magnética Letters

    Oliveira, Paulo Cesar Rocha; Alcantara, Fábio Peixoto; Souza-Vianna, Pedro Erthal de; Brito, Andreia Portilho de
  • Distonia isolada dos músculos frontal, corrugador e prócero: uma variante de blefaroespasmo Letters

    Fabiani, Giorgio; Munhoz, Renato Puppi; Teive, Hélio A. G.
  • Aplicação da técnica de microdiálise no manejo de contusão cerebral Letters

    Andrade, Almir Ferreira De; Paiva, Wellingson Silva; Prudente, Marcelo; Bernardo, Luca; Teixeira, Manoel Jacobsen
  • Mielopatia como apresentação de gastrite atrófica autoimune em um doente jovem Letters

    Postal, Ana Teresa Carvalho; França, Sara; Costa, Dias; Guimarães, Joana
  • Crescimento de adenoma pituitário clinicamente não funcionante após radiocirurgia Letters

    Batista, Rafael Loch; Toscanini, Andrea Cecilia; Glezer, Andrea; Siqueira, Mário Gilberto; Benabou, Salomon; Fonoff, Erick Talamoni; Tavares, Wagner Malagó; Teixeira, Manoel Jacobsen; Cunha Neto, Malebranche Berardo Carneiro da
  • Alfa-talassemia protege crianças com anemia falciforme contra doença cerebrovascular Opinion

    Belisário, André Rolim; Martins, Marina Lobato; Velloso-Rodrigues, Cibele; Silva, Célia Maria; Viana, Marcos Borato
  • Observação clínica cuidadosa é essencial para o diagnóstico da doença de Huntington Opinion

    Nakamura, Ken; Ota, Makiko; Kawata, Akihiro; Isozaki, Eiji; Muramatsu, Shin-ichi; Matsubara, Shigeki
  • Relações cérebro-linguagem Opinion

    Caixeta, Leonardo; Carvalho, Karla Cristina Naves de; Taveira, Daniela Londe; Vargas, Ciro
  • Resposta: Polimorfismos genéticos e doença cerebrovascular em crianças com anemia falciforme do Rio do Janeiro, Brasil Opinion

    Silva Filho, Isaac Lima da; Leite, Ana Claudia Celestino Bezerra; Moura, Patrícia Gomes; Ribeiro, Georgina Severo; Cavalcante, Andréa Cony; Azevedo, Flávia Carolina Marques de; Andrada-Serpa, Maria José de
  • Relato do Dr Norberto Cabral: ganhador da bolsa de estudos do convenio firmado entre a Academia Brasileira de Neurologia e a Association of British Neurologists Academia Brasileira De Neurologia

    Cabral, Norberto
Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices Torre Norte, 04101-000 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista.arquivos@abneuro.org