Estudo epidemiológico das lesões do pé e tornozelo na prática desportiva recreacional

OBJETIVO: Trata-se de estudo retrospectivo apresentando a incidência, tipo e extensão das lesões ocorridas no pé e / ou tornozelo como resultado da prática esportiva recreacional. MÉTODOS: Foram atendidos 131 pacientes, destes 123 do sexo masculino e oito do feminino, com história de trauma e dor no pé e/ou tornozelo após a prática de esportes recreacionais. A média de idade dos pacientes masculinos foi de 24,53 anos. A avaliação foi realizada através de um protocolo de pesquisa, que continha as variáveis de idade, sexo, diagnóstico e o tipo de esporte recreativo. RESULTADOS: Os esportes foram classificados, segundo a American Medical Association, que os divide em: de contato e de não contato. 82,4% da amostra praticavam esportes de contacto, contra 17,6% dos de não contacto classificados. CONCLUSÕES: A entorse do tornozelo foi significativamente o tipo de lesão mais encontrada, principalmente as do grau I e II. O futebol foi o esporte responsável pela maior incidência das lesões e dentre as suas várias modalidades prevaleceu o futsal (35%). Nos esportes de não contacto o principal esporte em ocorrências foi a corrida. Nível de Evidência IV, Série de Casos.

Traumatismos do pé; Traumatismos do tornozelo; Esporte; Ferimentos e lesões


ATHA EDITORA Rua: Machado Bittencourt, 190, 4º andar - Vila Mariana - São Paulo Capital - CEP 04044-000, Telefone: 55-11-5087-9502 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: actaortopedicabrasileira@uol.com.br