Accessibility / Report Error

Causas da retirada não planejada da sonda de alimentação em terapia intensiva

Sandra Regina Maciqueira Pereira Maria José Coelho Ayla Maria Farias de Mesquita Anderson Oliveira Teixeira Selma de Almeida Graciano Sobre os autores

OBJETIVO: Descrever as principais causas da perda da sonda de alimentação e analisar as ações que tiveram impacto para a redução desta intercorrência. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com dados secundários provenientes de 4228 pacientes/dia com sonda de alimentação. RESULTADOS: As causas da perda da sonda foram: a retirada pelo paciente (50%) e obstrução da sonda (36%). Observadas a correlação da perda da sonda enteral com alterações da cognição dos pacientes (delirium e demência) e a incrustação de resíduos no lúmen da sonda. CONCLUSÃO: As principais causas de retirada da sonda de alimentação foram relacionadas ao paciente e à obstrução. As medidas proativas para evitar a obstrução da sonda foram impactantes no período em que foram aplicadas as demais medidas tiveram baixo impacto.

Cuidados de enfermagem; Auditoria de enfermagem; Serviço hospitalar de enfermagem; Indicadores de qualidade em assistência à saúde; Terapia intensiva; Intubação gastrointestinal


Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo R. Napoleão de Barros, 754, 04024-002 São Paulo - SP/Brasil, Tel./Fax: (55 11) 5576 4430 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: actapaulista@unifesp.br