Vivência de enfermeira no cuidado transpessoal às famílias de neonatos egressos da unidade de terapia intensiva

Vivencia de enfermera en el cuidado transpersonal a familias de neonatos egresados de la unidad de cuidados intensivos

Luciane Favero Verônica de Azevedo Mazza Maria Ribeiro Lacerda Sobre os autores

OBJETIVO: Descrever a vivência de enfermeira domiciliar no cuidado transpessoal às famílias de neonatos egressos de unidade de terapia intensiva. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa tipo estudo de caso descritivo. Utilizou-se a Teoria do Cuidado Transpessoal operacionalizada pelo Processo de Cuidar de Lacerda. Sete famílias foram acompanhadas e tornaram-se participantes do estudo. Os dados foram coletados por meio de documentos e registros em arquivo. RESULTADOS: As práticas de cuidados do cuidador familiar, suas demandas e necessidades; a importância da enfermagem no processo de hospitalização, alta e cuidados domiciliares foram constatadas. CONCLUSÃO: Esse caminhar possibilitou compreender que as ações do cuidar precisam estar aliadas ao cuidado humano, e à necessidade de investimentos em pesquisas capazes de aliar o cuidado domiciliar ao cuidado transpessoal na enfermagem e demais profissões da área de saúde.

Assistência domiciliar; Teoria de enfermagem; Cuidados de enfermagem; Família; Recém-nascido


Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo R. Napoleão de Barros, 754, 04024-002 São Paulo - SP/Brasil, Tel./Fax: (55 11) 5576 4430 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: actapaulista@unifesp.br