Trabalho noturno, qualidade do sono e adoecimento de trabalhadores de enfermagem

Trabajo nocturno, calidad del sueño y enfermedades de trabajadores de enfermería

Ariane Naidon Cattani Rosângela Marion da Silva Carmem Lúcia Colomé Beck Fernanda Moura D'Almeida Miranda Graziele de Lima Dalmolin Silviamar Camponogara Sobre os autores

Resumo

Objetivo:

Analisar fatores associados à qualidade do sono e adoecimento em trabalhadores de enfermagem que atuam no turno noturno.

Métodos:

Estudo transversal e correlacional realizado em hospital de ensino com uma amostra representativa de trabalhadores de enfermagem com atuação no noturno. Para coleta de dados utilizou-se um questionário sociolaboral, a Escala de Avaliação de Danos Relacionados ao Trabalho e o Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh . Utilizaram-se, para análise dos dados, teste Qui-Quadrado e correlação de Spearman, com níveis de significância de 5%.

Resultados:

Participaram 139 trabalhadores, com predomínio de adoecimento físico e com qualidade do sono ruim. Identificou-se associação entre qualidade do sono e as variáveis sexo e danos físicos. Adoecimento físico associou-se ao sexo, prática de atividade física, acidente de trabalho e afastamento do trabalho. Houve diferença estatística entre adoecimento psicológico e as variáveis sexo, tratamento de saúde, uso de medicação e prática de atividade física. Qualidade do sono correlacionou-se a danos físicos e psicológicos.

Conclusão:

Os fatores identificados são úteis para planejar ações em saúde a fim de promover a saúde dos trabalhadores de enfermagem que atuam no turno noturno.

Descritores
Saúde do trabalhador; Jornada de trabalho em turnos; Sono; Riscos ocupacionais; Profissionais de enfermagem

Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo R. Napoleão de Barros, 754, 04024-002 São Paulo - SP/Brasil, Tel./Fax: (55 11) 5576 4430 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: actapaulista@unifesp.br