Eficiência de absorção e utilização de fósforo por cultivares de algodão em um solo de Cerrado (Latossolo Vermelho Amarelo)

Nericlenes Chaves Marcante Takashi Muroaka Isabeli Pereira Bruno Marcos Antonio Camacho Sobre os autores

RESUMO

A baixa disponibilidade de fósforo (P) é um fator limitante para o crescimento de plantas no Cerrado Brasileiro, onde a difusão do P é baixa e o solo tem grande capacidade de fixação do P por óxidos de ferro e alumínio. Nesse estudo foi investigado a variação da absorção de P por diferentes cultivares de algodão cultivados em solo proveniente da região do Cerrado. Foi conduzido um experimento de casa de vegetação em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 17, dois tratamento com P (baixo P = 20 mg kg-1 e alto P = 120 mg kg-1) e 17 cultivares de algodão. As plantas foram cultivadas em vasos com um solo marcado com o radioisótopo 32P. Houve variação genética para eficiência uso de P entre cultivares de algodão. O tratamentos com P influenciaram significativamente a matéria seca da parte aérea, acúmulo de P, atividade específica do 32P, valor L e valor L descontando o P proveniente das sementes. A análise multivariada classificou os cultivares de algodão em grupos distintos e homogêneos internamente. Os resultados desse trabalho sugerem que pode-se selecionar cultivares de algodão mais eficientes em absorver e utilizar P em solos com baixa disponibilidade de P para as plantas. Os cultivares FMT 523, FM 910 e CNPA GO 2043 foram os mais responsivos a adubação fosfatada, enquanto que os cultivares Barbadense 01, FM 966LL, IPR Jataí, BRS Aroeira e BRS Buriti foram os mais eficientes na utilização de P.

Palavras-chave:
atividade do radioisótopo 32P; G. barbadense; G. hirsutum; Cerrado

Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br