Equilíbrio de bases no solo e produção de matéria seca de milho (Zea mays L.) em solos tratados com lodo de esgoto, carbonato de cálcio e cal virgem

Balance of basis in the soil and dry matter production in maze (Zea mays L.) in soils treated with sewage sludge, calcium carbonate and unslaked lime

O lodo de esgoto pode ter diferentes disposições finais, dentre os quais o uso agronômico. Nesse caso, é necessário conhecer as características do lodo, do solo, da planta e suas interações, bem como o clima e o local a ser aplicado. Este trabalho teve o objetivo de verificar a influência do lodo de esgoto, com e sem adição de cal, no equilíbrio do solo e na produção de matéria seca do milho. O experimento foi conduzido em vasos e em ambiente de casa de vegetação, utilizando-se terra da camada superficial (0-15 cm) de dois solos: a primeira amostra (S1), com textura argilosa, foi coletada em um Latossolo Vermelho eutroférrico sob plantio direto, e a segunda amostra (S2), com textura arenosa, foi coletada em um Latossolo Vermelho distrófico sob pastagem. Utilizaram-se os seguintes tratamentos no solo S1: T1A - testemunha; T2A - 9 t ha-1 lodo de esgoto; T3A - 18 t ha-1 lodo de esgoto caleado (9 t ha1 de lodo de esgoto + 9 t ha-1 de cal virgem); T4A - 9 t ha-1 cal virgem; e para o solo S2: T1B - testemunha; T2B - 9 t ha-1 lodo de esgoto; T3B - 18 t ha-1 lodo de esgoto caleado (9 t ha-1 de lodo de esgoto + 9 t ha-1 de cal virgem); T4B - 9 t ha-1 cal virgem; T5B - calagem recomendada. A produção de matéria seca de plantas de milho cultivadas em Latossolo Vermelho, textura arenosa, aumentou com a aplicação de lodo de esgoto sem cal. A aplicação de lodo de esgoto caleado, nos dois solos, elevaram os teores de Mg e P (S1 e S2) e Na (S2). O aumento nos valores de pH poderá ser um fator limitante para a sua aplicação.

biossólidos; saturação de bases; calagem; lodo de esgoto


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br