Fitomassa, teor e acúmulo de micronutrientes do milheto, feijão-de-porco e guandu-anão, em cultivo solteiro e consorciado

Micronutrient phytomass, levels and accumulation in millet, jack bean and pigeon pea, as sole crops and in intercropping

O consórcio entre gramíneas e leguminosas para produção de palha, no sistema plantio direto, visa conciliar a proteção do solo, por meio da maior durabilidade da gramínea, com a fixação de N e disponibilização mais rápida de nutrientes pela decomposição da leguminosa. Diante disso, instalou-se um experimento para determinar a produção de fitomassa e o teor e acúmulo de micronutrientes do milheto, feijão-de-porco e guandu-anão, em cultivo solteiro e nos consórcios da gramínea com as leguminosas, para a produção de palha no plantio direto. O trabalho foi conduzido no campo experimental do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras - Lavras, Estado de Minas Gerais. O delineamento foi o de blocos casualizados, com sete tratamentos, para os teores das espécies em cultivo solteiro e consorciado e cinco tratamentos para produção de fitomassa e acúmulo de micronutrientes, com quatro repetições. Apenas o guandu-anão solteiro apresentou menor produção de fitomassa fresca e seca, com os demais tratamentos produzindo, em média, 12,361 e 2,854 t ha-1 de fitomassa fresca e seca, respectivamente. Houve diferenças significativas para os teores de B, Cu e Zn e para os acúmulos de todos os micronutrientes avaliados. As leguminosas apresentaram maiores teores de B e o milheto, maiores teores de Cu e Zn. De forma geral, o consórcio entre milheto e feijão-de-porco apresentou os maiores acúmulos de micronutrientes.

no-tillage; green manuring; micronutrients; nutrient cycling


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br