Controle de Bipolaris sorokiniana e rendimento de grãos em cevada após aplicação de elicitores e fungicida

A mancha marrom causada pelo fungo Bipolaris sorokiniana é considerada um dos problemas fitossanitários mais importantes na cevada provocando reduções na produtividade e prejuízos na qualidade cervejeira. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito dos elicitores goma xantana e alicina e do fungicida epoxiconazole + piraclostrobina no controle da mancha marrom em cevada cervejeira, cultivar BRS 195 em dois ciclos de cultivo. O experimento foi conduzido na Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária (FAPA), em Guarapuava, Estado do Paraná, em delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. A aplicação de elicitores e fungicida resultou em maior peso de mil sementes, sem interferir no teor de proteínas e na classificação comercial. O rendimento de grãos foi superior após duas ou três aplicações de alicina. A incidência e severidade de B. sorokiniana nas folhas de plantas tratadas com elicitores foram semelhantes àquelas com fungicida.

Hordeum vulgare; componentes de rendimento; mancha marrom


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br