Influência da adubação orgânica nas propriedades químicas de um Latossolo Vermelho distrófico e na produção de matéria seca de Brachiaria brizantha cv. Marandu

The influence of organic fertilization on the chemical properties of a dystrophic Red Latosol and on the production of Brachiaria brizantha cv. Marandu dry matter

Resumos

Com o objetivo de conhecer a influência da adubação orgânica nas propriedades químicas de um Latossolo Vermelho distrófico cultivado com Brachiaria brizantha cv. Marandu e na produção de matéria seca, foi instalado o experimento no município de Cidade Gaúcha, noroeste do estado do Paraná. Foram testadas as doses de 0, 5, 10, 15 e 20 t ha-1 de cama de frango e 100 kg ha-1 de nitrogênio sob a forma de uréia. A produção de matéria seca apresentou crescimento linear em função do aumento nas doses de cama de frango aplicadas. A dose máxima testada de 20 t ha-1 foi 321% superior a testemunha sem adubação e 96,6% superior a adubação química. Também houve diferença significativa para as variáveis teor de potássio, fósforo e carbono em relação a adubação química. Para as variáveis pH, H+Al, Ca, Mg e CTC não houve significância comparada a adubação química, porém houve diferença significativa do pH em relação à testemunha sem adubação.

adubação orgânica; atributos químicos; Brachiaria brizantha; Latossolo


Aiming at discovering the influence of organic fertilization upon the chemical properties of a dystrophic Red Latosol cultivated with Brachiaria brizantha cv. Marandu, as well as, on the production of dry matter, an experiment was set in Cidade Gaucha, a small town located in the Northwest of Parana state. Doses of poultry manure or waste 0, 5, 10, 15 and 20 t ha-1 and 100 kg ha-1 of nitrogen, in the form of urea, were tested. The production of dry matter presented a linear growing. Such a growing was due to the increase in the poultry manure control treatment applied onto the pasture. The 20 t ha-1 maximum dose tested was 321% superior to the testing dose without any fertilization and 96.6% superior to the chemical fertilization. There were significant differences regarding the variables such as, Potassium, Phosphorus and Carbon content, whereas, for pH, H+Al, Ca, Mg and CTC there were no significance. However, there was a significant difference concerning pH in relation to testing without any fertilization.

organic fertilization; chemical attributes; Brachiaria brizantha; Latosol


SOLOS

Influência da adubação orgânica nas propriedades químicas de um Latossolo Vermelho distrófico e na produção de matéria seca de Brachiaria brizantha cv. Marandu

The influence of organic fertilization on the chemical properties of a dystrophic Red Latosol and on the production of Brachiaria brizantha cv. Marandu dry matter

José Jaime de Lima* * Autor para correspondência. E-mail: jjlimaa@yahoo.com.br ; José de Deus Viana da Mata; Raimundo Pinheiro Neto; Carlos Alberto Scapim

Departamento de Agronomia, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Paraná, Brasil

RESUMO

Com o objetivo de conhecer a influência da adubação orgânica nas propriedades químicas de um Latossolo Vermelho distrófico cultivado com Brachiaria brizantha cv. Marandu e na produção de matéria seca, foi instalado o experimento no município de Cidade Gaúcha, noroeste do estado do Paraná. Foram testadas as doses de 0, 5, 10, 15 e 20 t ha-1 de cama de frango e 100 kg ha-1 de nitrogênio sob a forma de uréia. A produção de matéria seca apresentou crescimento linear em função do aumento nas doses de cama de frango aplicadas. A dose máxima testada de 20 t ha-1 foi 321% superior a testemunha sem adubação e 96,6% superior a adubação química. Também houve diferença significativa para as variáveis teor de potássio, fósforo e carbono em relação a adubação química. Para as variáveis pH, H+Al, Ca, Mg e CTC não houve significância comparada a adubação química, porém houve diferença significativa do pH em relação à testemunha sem adubação.

Palavras-chave: adubação orgânica, atributos químicos, Brachiaria brizantha, Latossolo.

ABSTRACT

Aiming at discovering the influence of organic fertilization upon the chemical properties of a dystrophic Red Latosol cultivated with Brachiaria brizantha cv. Marandu, as well as, on the production of dry matter, an experiment was set in Cidade Gaucha, a small town located in the Northwest of Parana state. Doses of poultry manure or waste 0, 5, 10, 15 and 20 t ha-1 and 100 kg ha-1 of nitrogen, in the form of urea, were tested. The production of dry matter presented a linear growing. Such a growing was due to the increase in the poultry manure control treatment applied onto the pasture. The 20 t ha-1 maximum dose tested was 321% superior to the testing dose without any fertilization and 96.6% superior to the chemical fertilization. There were significant differences regarding the variables such as, Potassium, Phosphorus and Carbon content, whereas, for pH, H+Al, Ca, Mg and CTC there were no significance. However, there was a significant difference concerning pH in relation to testing without any fertilization.

Key words: organic fertilization, chemical attributes, Brachiaria brizantha, Latosol.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Received on May 23, 2006.

Accepted on March 16, 2007.

  • ANDRADE, C.M.S.; VALENTIM, J.F. Recuperação da produtividade de pastagem de "Brachiaria brizantha" cv. Marandu com adubação nitrogenada e fosfatada. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 41., 2004. Campo Grande. Anais.. Campo Grande: SBZ, 2004. CD-Rom.
  • BEZERRA NETO, F. et al Níveis de máxima eficiência econômica de esterco de curral no cultivo do caupi. Pesq. Agropecu. Bras, Brasília, v. 19, n. 5, p. 567-571, 1984.
  • EMBRAPA-Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Rio de Janeiro, Manual de métodos de análise de solo 2. ed. Brasília: Embrapa/DDT/CNPS, 1997.
  • EMBRAPA-Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos Rio de Janeiro: Embrapa/CNPS, 1999.
  • FARIAS, I. et al Efeito da adubação orgânica sobre a produção de forragem de milho, sorgo e capim-elefante. Pesq. Agropecu Bras., Brasília, v. 21, n. 10, p. 1015-1022, 1986.
  • FERREIRA, D.F. Sisvar Lavras: UFLA, 2000.
  • KIEHL, J.C. Adubação orgânica de culturas forrageiras. In SIMPÓSIO SOBRE ECOSSISTEMAS DE PASTAGENS, 3., 1997, Jaboticabal. Anais.. Jaboticabal: FCAV/Unesp, 1997. p. 208-250.
  • MACHADO, T. Resposta de onze gramíneas forrageiras à adubação orgânica 1970. Tese (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1970.
  • MIELNICZUK, J. Sistemas de cultivo e características do solo afetando a estabilidade de agregados. Rev. Bras. Cienc. Solo, Campinas, v. 22, n. 2, p. 311-317, 1998.
  • PETRERE, C.; ANGHINONI, I. Alteração de atributos químicos no perfil do solo pela calagem superficial em campo nativo. Rev. Bras. Cienc. Solo, Viçosa, v. 25, p. 885-895, 2001.
  • RIOS ARÉVALO, E.O. Avaliação pelo capim colonião (Panicum maximum, Jacq.) do efeito de estercos e da uréia aplicados em uma areia quartzosa tratada com e sem Ca(OH)2 1986. Tese (Mestrado em Agronomia)Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Piracicaba, 1986.
  • SAS Institute. Property software release 8. Cary, 1999.
  • SILVA, A.P. et al Manejo físico de solos sob pastagem. In: SIMPÓSIO SOBRE MANEJO DA PASTAGEM: FUNDAMENTOS DO PASTEJO ROTACIONADO, 14., 1997, Piracicaba. Anais.. Piracicaba: Fealq, 1997.p. 25-37.
  • SPAIN, J.M.; GUALDRÓN, R. Degradacion y rehabilitacion de pasturas. In: LASCANO, C.E.; SPAIN, J.M. (Ed.). Estabelecimento y renovación de pasturas: conceptos, experiencias y enfoque de investigación. Cali: CIAT, 1991. p. 269-283.
  • WERNER, J.C. Adubação de pastagens Nova Odessa: Instituto de Zootecnia, 1986. (Boletim técnico, n. 18).

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    03 Jul 2014
  • Data do Fascículo
    2007

Histórico

  • Aceito
    16 Mar 2007
  • Recebido
    23 Maio 2006
Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br