Viabilidade de grãos de pólen de acessos de coqueiro em baixas temperaturas

O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial de armazenamento de grãos de pólen de acessos de coqueiro Anão Verde do Brasil de Jiqui (AVeBrJ), coqueiro Gigante do Brasil Praia do Forte (GBrPF) e coqueiro Anão Vermelho dos Camarões (AVC) em diferentes condições de armazenamento. Plantas matrizes dos acessos foram selecionados no Banco Ativo de Germoplasma de Coco da Embrapa Tabuleiros Costeiros. Os grãos de pólen foram coletados, armazenados em criotubos e mantidos nas seguintes condições de armazenamento: T1: Congelador (-4ºC) T2: Freezer (-20ºC), T3: Freezer (-80ºC) e T4: Nitrogênio líquido (-196ºC). A viabilidade grãos de pólen foi determinada por coloração com carmim acético a 1% e por germinação in vitro em meio de cultura Lora aos 30 e 60 dias após o armazenamento. O armazenamento em refrigeração (-4ºC), freezer (-80ºC) e nitrogênio líquido (-196ºC) promoveu uma melhor viabilidade de grãos de pólen para o acesso GBrPF . O armazenamento em freezer (-20ºC) e nitrogênio líquido (-196ºC) proporcionou melhor viabilidade de grãos de pólen para o acesso AVC. O armazenamento em freezer (-20ºC e -80ºC) e nitrogênio líquido (-196ºC) promoveu uma melhor viabilidade de grãos de pólen do acesso AVeBrJ. A viabilidade de grãos de pólen do acesso GBrPF é estável após 30 e 60 dias de armazenamento.

meio de cultura; Cocos nucifera L.; recursos genéticos; conservação; in vitro germination


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br