Avaliação da resistência de cultivares de Vitis rotundifolia à pérola-da-terra (Hemiptera: Margarodidae) na região sul do Brasil

Evaluation of the resistance of Vitis rotundifolia cultivars to brazilian ground pearl (Hemiptera: Margarodidae) in southern Brazil

A pérola-da-terra Eurhizococcus brasiliensis (Hempel in Wile) (Hemiptera: Margarodidae) é uma das principais pragas da videira na Região Sul do Brasil. Neste trabalho, foi avaliada a resistência de cultivares de Vitis rotundifolia (Bountiful, Chief, Creek, Dixie, Magnolia, Magoon, Noble, Regale, Roanoke, Sumith e Topsail) à pérola-da-terra, comparando-as com o porta-enxerto 101-14 (Vitis riparia x Vitis rupestris). O experimento foi instalado em área naturalmente infestada pela praga, avaliando-se a resistência dos genótipos mediante a contagem do número de insetos presentes nas raízes, peso seco das plantas (parte aérea + raízes) e mortalidade após três anos. Todas as cultivares de V. rotundifolia apresentaram baixo índice de infestação pela pérola-da-terra, maior vigor e menor mortalidade quando comparadas ao porta-enxerto 101-14. Todas as plantas do porta-enxerto 101-14 morreram após o segundo ano de plantio. As cultivares Bountiful, Chief, Magoon, Magnólia e Regale apresentaram reduzida infestação pela praga, o que demonstra a existência de resistência do tipo antixenose e/ou antibiose. A cultivar Dixie foi a mais infestada pela cochonilha, porém apresentou vigor elevado, indicando a existência de tolerância entre os genótipos. Os resultados demonstram que as cultivares de V. rotundifolia Bountiful, Chief, Magoon, Magnólia e Regale apresentam reduzida infestação por E. brasiliensis e podem ser empregadas como produtoras e/ou fontes de resistência à praga em programas de melhoramento.

Muscadinia rotundifolia; Eurhizococcus brasiliensis; cultivares de videira; porta-enxertos; Vitis


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br