Carvão ativado e grafite para a micropropagação de Cattleya bicolor Lindl. e um duplo híbrido de orquídea 'BLC Pastoral Innocence'

Nenhum estudo prévio tem investigado o uso de grafite como substituto do carvão ativado em orquídeas. No presente trabalho, concentrações diferentes de carvão ativado ou de grafite foram adicionadas ao meio KC para escurecer o meio de cultura e estimular a propagação in vitro de Cattleya bicolor e de um duplo híbrido de orquídea ('BLC Pastoral Innocence'). As plântulas foram inoculadas em meio KC sem reguladores de crescimento; os efeitos de concentrações de carvão ativado (0,0; 1,5; 3,0; 4,5; 6,0 and 7,5 g L-1) e de grafite (0,0; 1,5; 3,0; 4,5; 6,0 and 7,5 g L-1) foram testados separadamente. Foram inoculadas quinze plântulas em cada frasco e os experimentos foram conduzidos sob esquema de planejamento fatorial com dois fatores: meios de cultura e luminosidade; o meio de cultura com onze níveis (diferentes concentrações de grafite ou de carvão ativado) e luminosidade com dois níveis (fotoperíodo de 14h e iluminação contínua). Para cada combinação do nível fatorial foram feitas três repetições. Após seis meses de cultivo, foram registrados os números médios de brotos e raízes induzidos em cada concentração de carvão ativado e de grafite. O maior número de brotos nas plântulas de C. bicolor foi observado no meio contendo 6,0 e 7,5 g L-1 de grafite, e o maior número de raízes foi verificado no meio contendo 6,0 g L-1 de carvão ativado. No duplo híbrido o maior número de brotos e raízes foi observado no meio contendo 4,5 g L-1 de carvão ativado. O grafite não pode ser recomendado para substituir o carvão ativado.

carvão ativado; grafite; orquídeas; micropropagação


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, 87020-900 - Maringá PR/ Brasil, Tel.: (55 44) 3011-4253, Fax: (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaagron@uem.br