Ureia e sal mineral em suplementos para vacas mestiças leiteiras

Esse estudo teve como objetivo avaliar o uso de suplementos, com diferentes proporções de ureia e sal mineral, na alimentação de vacas mestiças leiteiras. Foram utilizados dez animais, com peso corporal médio de 480 kg ± 9,7, distribuídas em dois quadrados latinos 5 x 5, com tratamentos de suplementos com diferentes porcentagens de ureia e sal mineral, sendo: 10:10; 10:20; 20:10, 20:20 e 0:100, completados para 100% com fubá de milho. Os dados foram analisados utilizando-se o programa SAS, adotando-se um nível de significância de 0,05. O uso de suplemento aumentou (p < 0,05) o consumo de matéria seca (MS) total da dieta. O aumento do teor de ureia no suplemento diminuiu o consumo de MS de suplemento. O uso de suplemento aumentou (p < 0,05) a digestibilidade da MS. Os tratamentos com presença de suplemento proporcionaram maior (p < 0,05) produção de leite. Os suplementos podem ser usados para corrigir deficiências nutricionais, resultando em maior consumo, digestibilidade e produção de leite. Os suplementos com 20% de ureia em sua composição resultaram em menor consumo com mesmo desempenho dos animais, podendo-se concluir que esses tratamentos apresentaram melhor eficiência de utilização.

nutrição de bovinos; suplementação; produção de leite


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, CEP 87020-900 , Tel. (55 44) 3011-4253, Fax (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaanim@uem.br