Caracterização bromatológica de genótipos de milho para silagem

As empresas públicas e privadas disponibilizam, anualmente, diversos genótipos de milho no mercado. A avaliação desses genótipos quanto a sua aptidão para a produção de silagem é fundamental para o seu uso adequado. O objetivo deste trabalho foi avaliar as características agronômicas e bromatológicas dos genótipos de milho de ciclo precoce-normal, bem como avaliar se a base genética (híbridos simples, duplos, triplos, variedades cultivadas e intervarietais) e a dureza dos grãos (duro, semiduro e dentado) alteram a indicação de genótipos de milho para silagem. O experimento foi realizado na área experimental da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Dois Vizinhos. Foram avaliados 36 genótipos no delineamento látice simples. A colheita foi realizada quando as plantas apresentavam estádio pastoso a farináceo, ensiladas em microssilos de PVC de 100 mm, e desensilados após 60 dias. Verificou-se que as diferentes bases genéticas, bem como genótipos de diferentes texturas não influenciam na indicação de genótipos de milho. Os genótipos de milho do ciclo precoce-normal comportam-se de maneira similar para a maioria das características avaliadas, exceto para o diâmetro de colmo e matéria seca do colmo. Além disso, os genótipos de milho têm características indicadas para a produção de silagem de qualidade.

base genética; dureza do grão; indicação de cultivares; Zea mays L


Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Av. Colombo, 5790, bloco 40, CEP 87020-900 , Tel. (55 44) 3011-4253, Fax (55 44) 3011-1392 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: actaanim@uem.br