CHEIAS E VULNERABILIDADE SOCIAL: ESTUDO SOBRE O RIO XINGU EM ALTAMIRA/PA

VÂNIA DOS SANTOS FRANCO EVERALDO BARREIROS DE SOUZA ALINE MARIA MEIGUINS DE LIMA Sobre os autores

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi classificar a vulnerabilidade social em Altamira-PA, considerando a ocorrência das cheias sazonais e o cenário futuro de estabilização do nível d´água na cota de cheias. Para determinar o Índice de Vulnerabilidade Social foram utilizados dados de cota fornecidos pela ANA e variáveis socioeconômicas do IBGE. Os resultados indicam uma vulnerabilidade de moderada a baixa que não reflete o ambiente sócio espacial da área, onde é recorrente a superação do nível de alerta de 6 m durante as cheias do rio Xingu. A Usina Hidrelétrica de Belo Monte irá regularizar a manutenção do nível das cheias, o que implica na demanda de um planejamento urbano que reduza os passivos gerados tanto pela manutenção das áreas alagadas, quanto pelo amplo remanejamento de pessoas, além dos estudos que avaliem a influência e consequência dos eventos extremos na região.

Palavras-chave :
Eventos extremos; Inundação; Belo Monte

ANPPAS - Revista Ambiente e Sociedade Anppas / Revista Ambiente e Sociedade - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaambienteesociedade@gmail.com