A Amazônia Brasileira em Tempos de COVID-19: Da Crise à Transformação?

Fabio de Castro Gabriela Russo Lopes Eduardo Sonnewend Brondizio Sobre os autores

Resumo

A crise do COVID-19 não é uma questão nova. As condições que levaram a isso estão tomando forma há décadas. Essa pandemia é um sintoma de problemas muito mais profundos, resultantes das estruturas contemporâneas de produção e consumo, desigualdades sociais, degradação da natureza e conectividade global. Pensar no mundo pós-pandemia é imaginar soluções que abordem as causas destes problemas. As comunidades locais e os grupos indígenas da Amazônia brasileira são uma fonte de inovações sociais, mais do que nunca necessárias, que se baseiam em visões alternativas da natureza e das relações sociais. Este ensaio tem como objetivo chamar a atenção para essas práticas como ponto de partida para repensar o presente e redefinir nosso futuro. Novos caminhos são necessários para superar o ‘antigo normal’ da região, marcado pela extração destrutiva de recursos e desigualdades sociais, e mudar para um ‘novo normal’, baseado em transformações para uma sociedade mais sustentável e equitativa.

Palavras-chave:
COVID-19; Amazônia; Populações rurais; Populações Indígenas; Transformação sustentável

ANPPAS - Revista Ambiente e Sociedade Anppas / Revista Ambiente e Sociedade - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaambienteesociedade@gmail.com