Morphology of female reproductive tract of the predator Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) fed on different diets

Walkymário de Paulo Lemos Francisco de Souza Ramalho José Eduardo Serrão José Cola Zanuncio Sobre os autores

Este estudo apresenta a morfologia do sistema reprodutor feminino de Podisus nigrispinus (Dallas) alimentado com larvas de Alabama argillacea (Hübner), Musca domestica L. e de Tenebrio molitor L. ou dieta artificial. As gônadas internas desse predador apresentaram coloração amarelada e, independente da dieta, cada ovário apresentou sete ovaríolos unidos pelos filamentos terminais em uma estrutura em forma de cacho. A análise histológica revelou que o ovário de P. nigrispinus é do tipo meroístico telotrófico com cada ovaríolo dividido morfologicamente em filamento terminal, trofário (câmara nutridora), vitelário e pedicelo. A dieta recebida por esse predador alterou o desenvolvimento e a morfometria de seus ovários. Fêmeas de P. nigrispinus alimentadas com larvas de terceiro ou quinto estádio de A. argillacea apresentaram ovários desenvolvidos com grande número de ovócitos em estágio avançado de desenvolvimento nos ovaríolos. Fêmeas com dieta artificial apresentaram ovários atrofiados e ovaríolos, praticamente, sem ovócitos em seu interior enquanto aquelas alimentadas com larvas de T. molitor ou M. domestica tiveram ovários em estágios intermediários de desenvolvimento. O comprimento do ovaríolo central foi maior em fêmeas alimentadas com larvas de quinto estádio de A. argillacea e menor naquelas com dieta artificial. Ovócitos em estágios mais avançados de desenvolvimento foram observados para fêmeas alimentadas com larvas de terceiro ou quinto estádios de A. argillacea, enquanto ovócitos atrofiados foram observados para aquelas com dieta artificial.


Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Rua Prof. Algacyr Munhoz Mader, 3775 - CIC, 81350-010 Curitiba PR Brazil, Tel.: +55 41 3316-3052/3054, Fax: +55 41 3346-2872 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: babt@tecpar.br