Accessibility / Report Error

Natural regeneration in a quaternary coastal plain in southern Brazilian Atlantic Rain forest

A maior parte das áreas florestais no domínio da Floresta Atlântica se encontra degradada devido a diferentes pressões antrópicas. No intuito de ampliar os conhecimentos sobre relictos de florestas nativas intactas, e também de áreas abandonadas para se obter dados sobre os processos naturais de regeneração, foi realizado um estudo da composição florística, estrutura e dinâmica de uma comunidade vegetal em estágio seral inicial de 8 anos. em Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas, na Reserva Volta Velha, Itapoa-SC, Brasil. Foram utilizados os métodos usuais de coleta, herborização e identificação das espécies encontradas, e a análise estrutural foi feita utilizando-se 36 parcelas retangulares de 20 X 10m, sendo incluídas todas as plantas arbustivo/arbóreas com no mínimo 1 metro de altura. Os resultados obtidos foram os seguintes: 1- Foram encontradas 96 espécies, dentro de 68 gêneros e 44 famílias; as famílias com maior número de espécies foram Myrtaceae e Asteraceae com 8 espécies cada, e o gênero mais representado foi Ilex, com 4 espécies; 2- As espécies mais importantes (parâmetros fitossociológicos) no local foram Psidium cattleianum, Eupatorium casarettoi, Ocotea pulchella e Ternstroemia brasiliensis; 4- A área mais similar à do presente estudo foi uma área vizinha abandonada há 35 anos; áreas de restinga também demostraram ser relativamente semelhantes; 5- O grupo ecológico com maior número de espécies foi o de oportunistas (especialistas de pequenas clareiras), e houve um maior número de espécies nas parcelas de borda, mostrando que a maior parte das espécies não toleram as condições extremas do centro da clareira. e sua colonização se dá via bordas.


Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Rua Prof. Algacyr Munhoz Mader, 3775 - CIC, 81350-010 Curitiba PR Brazil, Tel.: +55 41 3316-3052/3054, Fax: +55 41 3346-2872 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: babt@tecpar.br