Comparison of thin-layer chromatography, spectrofluorimetry and bright greenish-yellow fluorescence test for aflatoxin detection in corn

Elisabete Yurie Sataque Ono Marcelo da Silva Ricardo Marcelo Reche Ribeiro Mario Augusto Ono Luciana Hayashi Glauco Tironi Garcia Elisa Yoko Hirooka Sobre os autores

Neste trabalho a contagem de fluorescência luminosa amarelo-esverdeada, amplamente utilizada pela indústria de processamento de milho, foi comparada à cromatografia em camada delgada (CCD) e espectrofluorimetria para detecção de aflatoxinas em 40 amostras de milho naturalmente contaminadas por Aspergillus section Flavi. De acordo com os critérios da indústria processadora de milho, todas as amostras estavam adequadas para o consumo humano e animal pela contagem de fluorescência luminosa amarelo-esverdeada (CFLAE), porém as análises por CCD e espectrofluorimetria detectaram aflatoxinas acima do limite máximo tolerado (20 µg/kg) em 7 e 8 amostras, respectivamente. As aflatoxinas foram detectadas em 16 (40%) amostras por CCD, com níveis variando de 4,0 a 54,0 µg/kg (média 19,97 ± 15,97 µg/kg) e, em 25 (62,5%) amostras por espectrofluorimetria, com níveis variando de 1,0 a 58,66 mg/kg (média 17,14 ± 17,81 µg/kg). Os resultados indicaram uma boa correlação (ρ=0,97) entre CCD e espectrofluorimetria para detecção de aflatoxinas em amostras de milho naturalmente contaminadas. A CFLAE, apesar da simplicidade e rapidez, apresentou 20% de resultados falso-negativos, sugerindo seu uso apenas como método de triagem para detecção de lotes de grão suspeitos de contaminação que devem ser avaliados posteriormente por métodos mais sensíveis.


Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Rua Prof. Algacyr Munhoz Mader, 3775 - CIC, 81350-010 Curitiba PR Brazil, Tel.: +55 41 3316-3052/3054, Fax: +55 41 3346-2872 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: babt@tecpar.br