Accessibility / Report Error

Morphological alterations of corn (Zea mays L.) plants in response to aluminum toxicity in the soil

O presente experimento teve por objetivo de identificar as alterações morfológicos nos genótipos de milho em resposta a toxicidade do alumínio a campo. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com cinco repetições. O arranjo experimental foi um fatorial 2 x 2, dois genótipos de milho (C525M - tolerante e HS701B - sensível) e dois níveis de neutralização (0% e 100% de saturação de alumínio). As avaliações foram realizadas nos estádios de desenvolvimento de 6 folhas e 10-11 folhas, emergência do "estilo-estigma" e maturidade fisiológica das plantas de milho. A presença do alumínio tóxico não reduziu significativamente o diâmetro e a altura do colmo, área foliar, matéria seca de parte aérea, matéria seca total e produção. O diâmetro do colmo, área foliar, matéria seca de raiz, matéria seca de parte aérea, matéria seca total e produção são características que não podem ser empregadas para diferenciar genótipos de milho com relação a presença de alumínio tóxico no solo.


Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Rua Prof. Algacyr Munhoz Mader, 3775 - CIC, 81350-010 Curitiba PR Brazil, Tel.: +55 41 3316-3052/3054, Fax: +55 41 3346-2872 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: babt@tecpar.br