Influence of implant surfaces on osseointegration

A fixação biológica entre as superfícies de implante e os ossos maxilares deve ser considerada como um pré-requisito para o sucesso em longo prazo de próteses implanto-suportadas. Neste contexto, as modificações nas superfícies de implante ganharam um lugar importante e decisivo na pesquisa em Implantodontia nos últimos anos. Sendo o tópico mais estudado, colaboraram para o melhoramento de modalidades de tratamento dental, assim como para a expansão de uso dos implantes dentais. Hoje, um grande número de diferentes implantes com uma grande variedade de propriedades de superfícies, entre outras características, está comercialmente disponível e isto deve ser tratado com cuidado. Apesar das modificações nas superfícies terem melhorado a osseointegração em tempos precoces de implantação, por exemplo, o clínico deve procurar evidências científicas antes de selecionar um implante dental para uso específico. Este artigo fará uma revisão da literatura sobre superfícies de implantes osseointegráveis, analisando estudos in vitro e in vivo, a fim de mostrar uma perspectiva atual do desenvolvimento dos implantes. Esta abordagem englobará os resultados obtidos com micro e nano topografias, em termos quantitativos e qualitativos, avaliando a interface osso-implante. Além disso, discutirá também as perspectivas da incorporação de substâncias biomiméticas (como peptídeos e proteínas morfogenéticas) à superfície dos implantes e seus efeitos na modulação da neoformação óssea periimplantar.


Fundação Odontológica de Ribeirão Preto Av. do Café, S/N, 14040-904 Ribeirão Preto SP Brasil, Tel.: (55 16) 3602-3982, Fax: (55 16) 3633-0999 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: bdj@forp.usp.br