Effect of Dental Pigmentation Intensity on the Transenamel and Transdentinal Penetration of Hydrogen Peroxide

Janaina Cardoso Moreira Marjorie de Oliveira Gallinari Vanessa Rahal Ticiane Cestari Fagundes Paulo Henrique dos Santos Marcia Regina de Moura André Luiz Fraga Briso Sobre os autores

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar a penetração trans-amelodentinária do peróxido de hidrogênio (H2O2) aplicados em dentes bovinos pigmentados com chá preto em diferentes intensidades. Divisão dos grupos: AD em água destilada; CP100 em uma infusão de 1,6 g de chá preto para 100 mL de água destilada; CP10 em uma infusão de 1,6 g de chá preto para 10 mL de água destilada. Todos os grupos foram imersos por 6 dias. Para quantificar a penetração de H2O2, as amostras foram colocadas em câmaras pulpares artificiais (CPAs) e submetidas a um tratamento clareador com PH a 38%, uma vez por semana durante 3 semanas. Após o tratamento clareador, a solução tampão de acetato das CPAs com a enzima da peroxidase, foi avaliada num espectrofotômetro de reflexão. A penetração trans-amelodentinária de PH e os valores de L* obtidos em T1, T2 e T3 foram submetidos ao teste estatístico de Kruskal-Wallis e Friedman. Em T1, a difusão de H2O2 no AD foi mais elevada do que em CP100 e CP10. Nos outros tempos de avaliação, os valores de penetração no CP100 e CP10 aumentaram e permaneceram semelhantes. Os valores L* aumentaram significativamente em todos os grupos no T1. No T2, os valores L* foram maiores no AD e os valores em CP100 e CP10 foram semelhantes entre si. No último tempo, o CP10 apresentou os menores valores de L*. Diferentes níveis de pigmentação não afetaram a penetração de H2O2 através do esmalte e dentina e o agente de clareador foi eficaz na alteração cromática.

Fundação Odontológica de Ribeirão Preto Av. do Café, S/N, 14040-904 Ribeirão Preto SP Brasil, Tel.: (55 16) 3602-3982, Fax: (55 16) 3633-0999 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: bdj@forp.usp.br