Accessibility / Report Error

A 12-Year Retrospective Study of Avulsion Cases in a Public Brazilian Dental Trauma Service.

Resumo

Este estudo avaliou as características epidemiológicas e de manejo dos casos de avulsão de dentes permanentes atendidos em um serviço de trauma dental de dezembro de 2005 a agosto de 2016. Foi realizado um estudo retrospectivo de 93 casos, envolvendo 139 dentes avulsionados. Os dados incluíram sexo, idade, etiologia do trauma, localização do acidente, número e posição dos dentes avulsionados e presença e tipo de lesões traumáticas associadas. O manejo dos dentes foi abordado de modo a analisar: o tempo decorrido até que os dentes fossem recuperados do local do acidente; Método de limpeza dos dentes e meios de armazenamento; Tempo decorrido até a busca por tratamento e reimplante dental. A maioria dos pacientes eram crianças de 6-10 (31,2%) e 11-15 anos (26,9%). Os pacientes do sexo masculino foram mais acometidos que do feminino. O acidente de bicicleta foi o principal fator etiológico (31,2%). Em 56 (60,2%) casos, ocorreram lesões traumáticas aos dentes vizinhos. Em 55 (59,1%) casos foram relatadas lesões de tecidos moles. Em 82 (88,2%) casos, os pacientes solicitaram tratamento no mesmo dia do acidente. Sessenta e quatro dentes (46,0%) foram imediatamente recuperados e 28 (20,1%) não foram encontrados. Quarenta e dois dentes (30,2%) foram mantidos secos. Apenas um dente (0,7%) foi imediatamente reimplantado no local do acidente, enquanto 51 dentes (36,7%) não foram reimplantados. Numerosos dentes avulsionados foram manejados de forma inadequada e o reimplante imediato não foi frequente. Devem ser criadas políticas públicas para a conscientização da população sobre as particularidades dos casos de avulsão dental.

Fundação Odontológica de Ribeirão Preto Av. do Café, S/N, 14040-904 Ribeirão Preto SP Brasil, Tel.: (55 16) 3602-3982, Fax: (55 16) 3633-0999 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: bdj@forp.usp.br