Concentration of hydrogen ions in several calcium hydroxide pastes over different periods of time

O objetivo deste estudo in vitro foi mensurar a concentração de ions hidroxila (pH) de pastas de hidróxido de cálcio manipuladas com diversos veículos em 7 intervalos de tempo. As pastas foram manipuladas com os seguintes veículos: (i) água destilada estéril; (ii) idodofórmio + água destilada estéril; (iii) anestésico local (Lidocaína a 2% com 1:100.000 epinefrina); (iv) polietilenoglicol (Calen); (v) glicerina; (vi) clorexidina gel 2%; (vii) paramonoclorofenol canforado (PMCC); (viii) PMCC + glicerina; e (ix) PMCC + polietilenoglicol (Calen PMCC). As pastas foram manipuladas em consistência de pasta de dente e os pH mensurados 5 min; 1, 24, 48 h; 7, 14 e 28 dias após manipulação. Os resultados foram analisados estatisticamente através do teste Kruskal-Wallis (p<0,05). Aos 5 min, 1 e 2 h após manipulação o pH de todas as pastas ficou entre 13.05 e 11.16. Aos 48 h e 7 dias após a manipulação, o pH de todas as pastas testadas variou de 11.66 a 8.92. Aos 14 e 28 dias, quase todas as pastas mostraram pH menor que 10. Concluiu-se que o pH de todas as pastas hidróxido de cálcio decresceram de acordo com o tempo. Pastas feitas com veículos aquosos (especialmente com água destilada), seguida de veículos oleosos (especialmente com CMCP + glicerina) mantiveram as maiores médias de pH durante os períodos testados.


Fundação Odontológica de Ribeirão Preto Av. do Café, S/N, 14040-904 Ribeirão Preto SP Brasil, Tel.: (55 16) 3602-3982, Fax: (55 16) 3633-0999 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: bdj@forp.usp.br