Mirmecofauna de solo em áreas com altos níveis de cobre

A riqueza e a diversidade de formigas estão relacionadas a fatores como vegetação, solo, presença de metais pesados e inseticidas, o que permite usar membros das comunidades como indicadores terrestres do estado de conservação ambiental. Neste trabalho são apresentados dados sobre a fauna de formigas nas Minas do Camaquã, Caçapava do Sul (Bacia do Camaquã), Rio Grande do Sul. As coletas foram realizadas em quatro áreas com altos teores de cobre no solo, dentre as quais três - minas, rejeito líquido e rejeito sólido - apresentaram pouca ou nenhuma vegetação e uma apresentou área de recuperação com Pinus. A área controle foi o Parque das Guaritas, por apresentar teores normais de cobre e densa vegetação típica de savana. Foram traçados três transectos de 100 m por área e, a cada 10 m, foi colocada uma isca de sardinha. As iscas ficaram expostas por duas horas e, após esse tempo, as formigas presentes foram coletadas. Também foram realizadas coletas manuais, durante uma hora (esforço de captura), nas cinco áreas. Ao todo foram coletadas 51 espécies, distribuídas em 17 gêneros. A área controle apresentou a maior riqueza de espécies (r = 45), enquanto as áreas com altos teores de cobre e pouca vegetação apresentaram as menores riquezas: mina (r = 14), rejeito sólido (r = 15) e rejeito líquido (r = 16). A área plantada com Pinus apresentou aumento na riqueza (r = 24) de espécies de formigas de solo, sugerindo sua recuperação.

Insecta; Formicidae; minas de cobre; biodiversidade; formigas epigéicas


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br