Estudos limnológicos e ecotoxicológicos na cascata de reservatórios do rio Tietê (São Paulo, Brasil)

O presente trabalho visou avaliar a qualidade de amostras de água e sedimento dos reservatórios em cascata do rio Tietê (SP) através de análises limnológicas e ecotoxicológicas. Foram realizadas coletas de água e sedimento em dois períodos (fevereiro e julho de 2000) e em 15 estações de amostragem. Foram realizados bioensaios de toxicidade aguda para Daphnia similis, de toxicidade crônica para Ceriodaphnia dubia e para larvas pós-eclodidas de Danio rerio. Análises de nutrientes totais, material em suspensão total e cádmio, cromo, cobre e zinco foram realizadas para as amostras de água e análises de matéria orgânica, granulometria e metais biodisponíveis (cádmio, cromo, cobre e zinco) para o sedimento. Os resultados obtidos para as variáveis limnológicas, revelaram diferenças na qualidade da água, com elevado aporte de nutrientes e metais pelos rios Tietê e Piracicaba, além da incorporação, da sedimentação e da redução de materiais no reservatório de Barra Bonita, promovendo a melhoria da qualidade da água nos demais reservatórios. Os bioensaios revelaram toxicidade aguda para Daphnia similis somente nos reservatórios localizados à jusante da barragem de Barra Bonita, porém os bioensaios de toxicidade crônica com Ceriodaphnia dubia e com Danio rerio revelaram toxicidade decrescendo em magnitude de Barra Bonita à Três Irmãos, evidenciando um gradiente de degradação ambiental nos reservatórios.

ecologia de reservatórios; limnologia; ecotoxicologia; Rio Tietê


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br