Polinização e sistema reprodutivo de Couepia uiti (Chrysobalanaceae, no Pantanal da Nhecolândia)

Estudei a biologia da polinização e o sistema reprodutivo de Couepia uiti. Esta espécie apresentou antese matutina, produção de néctar iniciou por volta das 08:00 horas, atingindo volume máximo entre 09:30 e 10:30 horas e diminuindo após este horário. A concentração de açúcares no néctar aumentou continuamente, apresentando aumento abrupto entre 10:00 e 12:00 horas. A liberação de pólen ocorreu às 09:30 horas e este foi rapidamente removido. O estigma estava receptivo às 12:00 horas. Considerei polinizadores de C. uiti as abelhas: Apis mellifera, Xylocopa sp., Bombus sp. e três espécies de vespas, pois apresentaram polén de C. uiti em seus corpos. Visitaram flores quando estavam receptivas, tocando as anteras e os estigmas, promovendo a polinização. Dentre os visitantes florais, A. mellifera foi considerado o polinizador mais eficiente, no entanto, polinização mista parece ocorrer. O número de visitas a flores de C. uiti pela manhã (n = 52) foi três vezes menor que o encontrado no período da tarde (n = 162) e o número de espécies de visitantes também foi maior à tarde, sendo encontradas cinco espécies durante a manhã e oito à tarde. Portanto, é possível concluir que estes visitantes florais preferem explorar o néctar em comparação ao pólen. Os tratamentos de polinizações controladas mostraram que C. uiti é uma espécie auto-incompatível, produzindo frutos somente por polinização cruzada. Tratamentos de agamospermia, polinização espontânea e autopolinização não produziram frutos.

sistema reprodutivo; chrysobalanaceae; Couepia uiti; hymenoptera; biologia da polinização


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br