Primeira descrição de Adenovírus, Enterovírus, Rotavírus e Torque teno vírus em amostras de água coletadas do Arroio Dilúvio, Porto Alegre, Brasil

Adenovírus (AdV), enterovírus (EV), rotavírus (GARV) e Torque teno vírus (TTV) são vírus não envelopados, excretados nas fezes, podendo, assim, contaminar corpos hídricos. No presente estudo, a detecção molecular desses agentes foi realizada em amostras de águas superficiais provenientes do Arroio Dilúvio, o qual cruza a cidade de Porto Alegre-RS, Brasil. As amostras foram coletadas em três meses diferentes (janeiro, abril e setembro) do ano de 2009. A maior taxa de detecção viral foi observada para EV (64,28%), seguida por TTV (28,57%) e AdV (21,43%). Rotavírus não foi detectado. Foi verificada presença simultânea de dois grupos virais em cinco (35,71%) das 14 amostras analisadas. Janeiro foi o mês com a maior taxa de detecção viral, sendo todas as amostras, coletadas nesse mês, positivas para, no mínimo, um grupo viral em estudo. A correlação entre a detecção desses diferentes agentes virais e os fatores ambientais é discutida. Conforme conhecimento dos autores, essa é a primeira descrição de genomas virais em amostras de água provenientes do Arroio Dilúvio, Porto Alegre, Brasil.

adenovirus; enterovírus; rotavirus; Torque teno virus; análise virológica da água


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br